Grupos

Oi, pessoal, estou tentando deixar essa jaboticaba no estilo Literati (bunginji). Ainda não terminei. Aceito sugestões. F alta fazer o Jin no galho que está pra cima.

vejama foto:

abçs

itamar nobre



Grande e nobre, Itamar! Acho que ficou muito bom para o estilo pretendido. A perfeição seria se o segundo segmento do tronco principal (após a primeira curva) tivesse uma sinuosidade discreta  e não fosse  tão reto. Outro item para que essa árvore ficasse perfeita seria uma torção no tronco, mas esses itens sõ muito difíceis e quase impossiveis de se conseguir numa jaboticabeira. É querer demais, né não? Parabéns pela escolha do estilo e pelo belo trabalho!
Abraços! Ed.


Ligustro Yamarori

22:11 @ 04/11/2007

Esta planta ficou por uns 4 a 5 anos no chão até eu o replantar

e iniciar as primeiras podas que ainda estão cicatrizando.

Vou aproveitar só a base do tronco original.

É como começar de novo

Quase.......

Madeeeeira!

Vou começar daqui novamente.

Este galho será uma nova muda, como já fiz com os outros.

Só dar uma limpada e esperar enraizar.

Quando enraizar, postarei a foto, logo mando as sementes.

Abços

Ipê Branco germinando!

09:54 @ 16/11/2007

    Olha aí, pessoal! As sementes do Ipê  branco do Nilo já germinaram. Em 07 diasjá germinaram 90% das sementes, o substrato foi areia fina de rio e areia preta adubada, à sombra ( sol só de manhãzinha) e levemente cobertas com pó de casca de coco, sempre úmido.  




    Olá, pessoal! Hoje decidi mostrar para vocês um Ficus benjamina  que venho desenvolvendo há mais de dez anos. Ele foi construído originalmente de umas raízes de outro ficus que sairam pelo orifício de drenagem do vaso. Este vaso (1) ficava exposto em uma mureta da varanda do apartamento. Elas foram descendo até o chão e eu coloquei um vaso tipo mamadeira  para recebê-las. Passaram-se os meses e o orifício ocluiu-se. Então eu serrei a raiz bem rente ao vaso original (2) e ela ficou lá viçosa por uns seis meses mais sem apresentar brotação de folhas  e era também muito mole e flexível a sua estrutura. Foi aí que decidi fazer um enxerto (3) usando um galhinho da planta mãe. O enxerto pegou e cresceu forte lançando galhos e folhas. Percebi concomitantemente o endurecimento do lenho das raízes que agora se transformavem em tronco. Outro problema apresentou-se. O tronco era muito alto e, portanto, fiz uma alporquia (4). Após lançar raízes fiz o corte do tronco e plantei-a num vaso. Coloquei uma rocha e amarrei com tiras de câmara de ar. Bem, depois de uns 5 anos acho que posso dizer que tanto trabalho valeu a pena. Ficou um belo conjunto de raíz sobre rocha. Clique com o botão esquerdo do mouse sobre o desenho para ampliá-lo:



O bonsai atualmente:


Espero que tenham gostado do artigo!

 
Rafael, bom dia! Notei pelo seu post que vc sentiu dificuldades para entender a minha concepção de educação para a sua muda de ficus variegata. Isso é compreensível. Para dirimi-las fiz um desenho esmiuçando os passos que considero uma das formas possíveis de moldar a sua planta em um futuro bonsai. Você verá com o tempo que existem inúmeras possibilidades de estilos para desenvolver qualquer planta em bonsai. Outros colegas poderão apresentar outros projetos para a sua muda. Isso é que é gostoso no bonsaísmo. Existem vários caminhos para se alcançar o mesmo objetivo, mas esse objetivo deve contemplar os preceitos básicos de uma árvore com estilo equilibrado, sereno, que retrate a paz contemplativa da natureza e só assim você terá em suas mãos um verdadeiro bonsai. Espero que tenhas apreciado esse meu esforço. Um abraço!