Grupos

 

 

Médico que praticar auto-hemoterapia pode ter registro cassado

 
Estudo do Conselho Federal de Medicina diz que técnica não tem validação científica.
Uso da terapia seria 'aventura irresponsável' para o CFM.
 
Marília Juste Do G1, em São Paulo entre em contato

 

A prática da auto-hemoterapia não tem validação científica e não pode ser considerada medicina, segundo um parecer do CFM (Conselho Federal de Medicina) divulgado nesta sexta-feira (7) e enviado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Médicos que utilizarem a técnica estão sujeitos a julgamento da entidade e podem ter seu registro cassado, declarou o órgão.

 

A auto-hemoterapia consiste na retirada do sangue do paciente e na reinjeção, na mesma hora, no músculo do braço ou das nádegas. Quem defende a técnica alega que o organismo vê o sangue reinjetado como um corpo estranho, estimulando o sistema de defesa do corpo, o que, para eles, poderia curar até o câncer e a Aids. O assunto chamou a atenção em abril desde ano, quando DVDs do médico carioca Luiz Moura defendendo a prática foram distribuídos pelo país.

Devido à polêmica, a Anvisa pediu um parecer ao Conselho Federal de Medicina, que destacou um de seus membros, Munir Massud, para avaliar todos os estudos já feitos sobre a auto-hemoterapia. O resultado indica que não há qualquer prova sobre a eficácia da técnica e sequer sobre sua segurança. De acordo com o vice-presidente do CFM, Roberto D'Ávila, as pesquisas feitas sobre o assunto não apresentam qualquer metodologia científica aceitável. "É puro achismo", afimou ele ao G1.

 

Para elaborar seu parecer, Massud analisou estudos da década de 1930 até hoje, publicados em diversas línguas, como inglês, francês, italiano, espanhol, russo, alemão, chinês e até polonês.

 

Com a avaliação, o CFM adotou a posição oficial de que a técnica não pode ser usada pelos médicos. "O uso dessa terapia é uma aventura irresponsável e o médico que fizer isso estará sujeito ao julgamento do seu conselho regional", disse D'Ávila.

 

O médico alerta que, além de não funcionar, a técnica pode ser muito arriscada. "Considero extremamente perigoso que a sociedade acredite nisso. Não sabemos quais podem ser as conseqüências", disse ele.

 

A Anvisa informou que analisará o parecer e depois decidirá sobre quais providências serão adotadas.

 

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL209577-5603,00-MEDICO+QUE+PRATICAR+AUTOHEMOTERAPIA+PODE+TER+REGISTRO+CASSADO.html

 

Normando Oliveira.

KNOPP - KNS 760704

22:31 @ 08/12/2007

 
 
 
 
12/03/2007
TORONTO, Ontario, December 3, 2007 -- Knopp Neurociências Inc. ( "Knopp") apresentou os resultados dos seus ascendentes uma dose única de estudo de KNS - 760704, uma pequena molécula terapêutica oral biodisponível no desenvolvimento de esclerose lateral amiotrófica (ELA), em A 18 ª Simpósio Internacional sobre ALS / MND em Toronto.


A Fase 1 estudo foi de um único centro, randomizado, em dupla ocultação e controlado por placebo estudo para determinar a segurança ea tolerabilidade do ascendente doses únicas de KNS - 760704. Os resultados do estudo demonstram que doses orais únicas até 300 mg de KNS - 760704 são seguros e bem tolerada em voluntários saudáveis adultos.


Secondary objectivos envolvidos avaliação de uma dose única de farmacocinética e dos efeitos dos alimentos na absorção e eliminação de drogas. Os resultados farmacocinéticos indicam que KNS - 760704 é rapidamente absorvido, com concentrações crescentes de forma proporcional à dose. A semi - vida são independentes da dose. A alta gordura refeição, não teve efeito sobre a absorção e eliminação de KNS - 760704.


A única 300 mg de dose de KNS - 760704 é 2400 vezes superior à dose inicial recomendada de Mirapex ® (pramipexole), que é o (S) - ópticos enantiómero de KNS - 760404. Mirapex ® é uma seletiva, alta afinidade agonista da dopamina aprovados para o tratamento da doença de Parkinson e incansável pernas síndrome. Ambos KNS 760704 e Mirapex ® demonstrar neuroprotective propriedades independentes actividade receptores de dopamina, mas KNS 760704 exibições muito reduzida receptores da dopamina afinidade.


"Estamos encorajados que com base neste estudo, KNS - 760.704 poderá permitir neuroprotective doses de ser rapidamente alcançado sem a necessidade de titulação", disse Michael Bozik, MD, presidente e CEO da Knopp Neurociências.


Knopp's ascendente estudo de doses múltiplas de KNS - 760704, em voluntários saudáveis, está em curso.


Sobre KNS 760704

KNS 760704 é uma pequena molécula administrada oralmente em desenvolvimento clínico por Knopp para o tratamento da esclerose lateral amiotrófica (ELA). A droga é um enantiómero óptica de uma seletiva, alta afinidade agonista da dopamina comercializado em outras indicações neurológicas. Ambos KNS 760704 e os comercializados agonista demonstrar neuroprotective propriedades independentes actividade receptores de dopamina, mas KNS 760704 exibições muito reduzida receptores da dopamina afinidade. Isto torna possível clinicamente avaliar o potencial neuroprotective actividade de KNS 760704 longo de um vasto leque doses. A utilização do composto em ALS recebeu designação de medicamentos órfãos e os E.U. Food Drug Administration.


Sobre ALS

Esclerose lateral amiotrófica, muitas vezes chamado a doença de Lou Gehrig, é uma forma rápida, universalmente fatais neurodegenerativas desordem caracterizada por fraqueza muscular progressiva e desperdiçar. ALS afeta adultos no primordial da vida e cria um grande fardo para Encarregados. E.U. prevalência é de quase 30000 e a incidência é 1,2 por 100000. Apenas uma única droga foi aprovada para o tratamento da ELA. Esperança de vida após o início sintoma é normalmente de três a cinco anos.


Sobre Knopp Neurociências Inc.

Knopp Neurociências é uma droga descoberta e desenvolvimento empresa focada na geração de avanço tratamentos para afecções neurológicas através da inovação, a experiência, ea parceria. O produto da empresa conduzir candidato é KNS 760704, uma oralmente biodisponível pequena molécula em desenvolvimento para o tratamento da ELA. Knopp da liderança inclui experiente neurociência descoberta e desenvolvimento de drogas executivos anteriormente associada com grandes empresas farmacêuticas. Knopp do financiamento foi chefiada pelo Saturn Capital Inc. de Boston posicionamento como agente e Saturn Partners II como conduzir financiador.


Mirapex ® é uma marca registrada da Boehringer Ingelheim Pharma KG Corporation.


Todos visão de futuro declarações são baseadas em gestão atual do hipóteses e expectativas e envolvem riscos, incertezas e outros fatores importantes, especificamente incluindo as incertezas inerentes a ensaios clínicos e programas de desenvolvimento, a disponibilidade de fundos para apoiar a continuação da investigação e estudos, o Disponibilidade ou potencial disponibilidade de terapias alternativas ou tratamentos, a disponibilidade de protecção de patentes para as descobertas e alianças estratégicas, bem como outros fatores que podem causar Knopp's resultados reais para diferir de nossas expectativas. Não pode haver garantia de que KNS - 760704 serão desenvolvidos com êxito ou fabricados ou que os resultados finais dos estudos clínicos serão apoiante de aprovações regulamentares necessárias para comercializar os produtos. Knopp compromete nenhuma obrigação de atualizar ou revisar quaisquer declarações visão de futuro, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou de outra forma.


Contacto:

Tom Petzinger

Diretor de Estratégia e Relações Públicas

Knopp Neurociências Inc.
 
Enviado por: Carlos Ramos.
 
 
Normando Oliveira.

6º Congresso Europeu - ALS.

14:17 @ 09/12/2007

 
 
 
6º Congresso ALS Europeu.
País: Portugal.
Cidade: Lisboa.
Data: 20 junho 2008.
 
 
Att,
Normando Oliveira.

TRO 19622 - TROPHOS.

20:37 @ 09/12/2007

Trophos sucesso completa fase 1 ensaios clínicos de novos compostos para o tratamento de doenças neurodegenerativas

Trials mostrar boa doente tolerância, a realização de predisse dose eficaz, e um excelente perfil de segurança TRO19622, um dos vários candidatos proprietária droga está sendo desenvolvido para o tratamento da ALS (doença de Lou Gehrig), SMA e outras desordens neurológicas, incluindo Dor neuropática.

Marseille, January 31, 2006 - Trophos, um biopharmaceutical empresa especializada na descoberta e desenvolvimento de medicamentos para doenças neurodegenerativas, anunciou hoje a conclusão com êxito da fase I, os ensaios clínicos para a sua liderança compostos TRO19622.

TRO19622 é representante de uma classe de novos compostos identificados usando a proprietária de células neuronais rastreio plataforma desenvolvida em Trophos. Nos estudos pré - clínicos, estes compostos foram demonstradas para promover a sobrevivência de uma vasta gama de neurônios, in vitro, bem como em vários vivo em modelos de doenças neurodegenerativas. Os ensaios clínicos foram realizados em França e envolvidos única e de doses múltiplas estudos em indivíduos adultos sãos. TRO19622 foi demonstrada para: i) ser bem tolerada, ii) ter realizado a dose clínica eficaz através da via oral e, c) têm um excelente perfil de segurança.

A conclusão com êxito da fase I significa que Trophos agora espera dar início a um pivot Fase II / III ensaio clínico para o ALS indicação em Q4 2006. O julgamento será realizado no E.U.A. e Europa. TRO19622 já foi concedido estatuto designação órfã drogas para o tratamento da Amyotrophic Lateral Sclerosis (ALS) no E.U.A., e para o tratamento de Spinal Muscular Atrophy (SMA) na UE.

"Estamos animado que TRO19622, o chumbo molécula descoberto usando nossa plataforma inovadora fenotípica rastreio, concluiu com êxito estes estudos clínicos Fase I", disse o Dr. Rebecca Pruss, Chief Scientific Officer em Trophos. "Isso nos permitirá avançar em ensaios clínicos de eficácia em pacientes ALS. Nossa compreensão do mecanismo de ação dessa classe de moléculas que nos leva a acreditar que têm um tremendo potencial para o tratamento de outras afecções neurológicas crónicas, incluindo dor neuropática e Alzheimer Da doença. "

Sobre ALS
ALS, mais vulgarmente conhecida como a doença de Lou Gehrig no E.U.A., é uma doença neurológica progressiva e mortal caracterizada pela perda de neurônios motores no cérebro e da medula espinhal levando à paralisia progressiva dos músculos. Estima - se que afecta cerca de 100000 pessoas em todo o mundo. Não existe um remédio para ALS. A única droga aprovada para o riluzol é ALS, que foi demonstrada a prolongar a vida dos doentes ALS por alguns meses. Para obter mais informações sobre ALS, ver www.alsa.org.

Sobre Trophos
Trophos é um biopharmaceutical empresa desenvolver fármacos para tratar doenças neurodegenerativas. Estes são severamente incapacitantes, muitas vezes fatais, com algumas enfermidades eficaz drogas e tremendo insatisfeitas necessidades médicas. Trophos é pioneiro em uma plataforma inovadora fenotípica rastreio que lhe permitiu desenvolver uma propriedade carteira de produtos clínicos e pré - clínicos em fases de desenvolvimento. Nos estudos pré - clínicos, compostos na mesma categoria TRO19622 foram mostrados para impedir a degeneração neuronais que está envolvido na progressão destes tipos de perturbações neurológicas. A empresa está focando seus esforços terapêuticos em quatro domínios: o motoneuron doenças (ALS & SMA), a doença de Huntington, dor neuropática e doença de Alzheimer.

Trophos foi fundada em 1999 e fez um total de EUR 30M. Isso inclui EUR 18.3M no capital próprio (2 rodadas de aproximadamente EUR 6M) e obrigações convertíveis. Current investidores incluem SGAM, Turenne Capital Partners, Innoveris, SOFIPACA e SOFIMAC. A empresa também recebeu EUR 9.4M sob a forma de bolsas de investigação doente associações, como a AFM (Association Française contras as Miopatias) e os HighQ Foundation (E.U.A.), e EUR 1,8 M do francês l'Aide à Inovação (ANVAR ). Trophos colabora activamente com o doente associações que contribuem importantes conhecimentos científicos e clínicos relacionados com doenças neurodegenerativas, bem como a investigação financiamento. A empresa está sediada em Marseille, França e atualmente tem 35 empregados.


Os meios de comunicação informações, entre em contato com Andrew Lloyd & Associates
 
 
Enviado por: Carlos Ramos.
Postado e traduzido por: Normando Oliveira.

Lítio efficace contro Sla.

13:20 @ 11/12/2007

 
 
 
Meus caros,
informo que lítium se não controlado pelo médico(a) competente, digo, controle elevado em taxas no organismo pode levar a demência.
Segue abaixo.
Consulte se médico(a).
 
Att,
Normando Oliveira.
 

Anno 2007 Numero 153 del 23-11-2007

Italia. Litio efficace contro Sla

 

Litio per "rallentare, con una sicurezza pari a oltre il 95%, la progressione della sclerosi laterale amiotrofica (Sla)". Questo l'eccezionale risultato raggiunto da uno studio italiano condotto su 48 malati, 32 trattati con la terapia standard a base di riluzolo, 16 con il farmaco e il litio.

Conclusioni che sono state gia' inviate a un'importante rivista internazionale che ora sta verificando i dati, e che a breve potrebbe decidere di pubblicare la ricerca.

O Litio pode retardar com segurança a progressão da esclerose lateral amiotrófica (Sla), com probabilidade de até 95 %.

Este é o exepcional resultado, conseguido de um estudo experimental conduzido com 49 pacientes; 32 tratados com terapia “Standard” a base de “riluzolo” e 16 com o fármaco e o Lítio.

Consclusões que foram enviadas a uma importante revista internacional que está verificando os dados e que em breve poderá publicar a pesquisa “in totun”.

"A 15 mesi dall'inizio della sperimentazione nel gruppo trattato con il solo riluzolo si e' assistito al decesso del 30% dei pazienti.
Nel secondo non si e' verificata nessuna morte, seppure la meta' del campione aveva la forma piu' aggressiva di Sla, quella bulbare", afferma uno dei ricercatori italiani che ha iniziato a studiare il litio contro la Sla, Francesco Fornai, professore associato del dipartimento di Morfologia umana e biologia applicata all'universita' di Pisa.

.”Após 15 meses do inicio da esperimentação no grupo tratado com sòmente riluzolo, assistiu-se a uma decadência de 30% dos pacientes.

No segundo grupo não se verificou nenhum falecimento, muito embora a metade já estava atacada pela forma mais agressiva da “Sla”, isto é a chamada “bulbar”.  É o que afirma um dos pesquisadores italianos Che iniciou seus estudos contra a Sla com a aplicação do Lítio, o Dr. Francesco Fornai, professor associado do departamento de Morfologia Humana e Biologia Aplicada da Universidade de Pisa.

 Non solo: "Secondo i parametri rilevati dalla scala neurologica per misurare la progressione della Sla, la Alsfrs-R nei malati trattati con litio non abbiamo assistito ad alcun peggioramento significativo, mentre negli altri il declino era gia' evidente a 3 mesi. E alla fine della sperimentazione pari al 50%".

La notizia 'bomba' e' stata anticipata lo scorso 8 novembre nel corso del XXXIV congresso nazionale della Limpe, la Lega italiana per la lotta contro la malattia di Parkinson.

.Não é só:  “segundo os parâmetros revelados da escala neurológica, para medir a  progressão da Sla,  a Alsfrs-R  nos pacientes tratados com LITIO não encontramos, isto é não assistimos nenhuma piora significativa, enquanto nos outros o declínio era já evidente 3 meses após.       E no final da esperimentação, cerca de 50 % esncontravam-se em situação desfavorável.

A noticia “bomba” foi antecipada em 8 de novembro, durante o XXXIV Congresso Nacional da LIMPE, Liga Italiana para  a luta contra o mal de Parkinson.

.
La patologia neurodegenerativa e la Sla, infatti, spiegano i ricercatori, hanno molti elementi in comune. Tanto che il litio sara' studiato anche contro il Parkinson, "fondi permettendo". Intanto lo studio 'made in Italy' rischia di oscurare le conclusioni attese dai malati a gennaio prossimo da un altro studio, questa volta statunitense, sull'Igf-1.

.A patologia neurodegenerativa e a SLA, segundo explicam os pesquisadores, teem muitos elementos em comum.  Tanto que o LITIO será estudade contra o mal de Parkinson, com a disponibilidade de recursos.  No entanto os Estudos realizados na Itália, corre o risco de obscurecer as conclusões dirigidas para um outro esperimento, qual seja,  para grupo de pacientes que deverão ser estudados pelos americanos com a aplicação do “Lgf-1”.
L'attenzione sulle terapie contro la Sla in Italia si e' intensificata nelle ultime settimane dopo che il Consiglio superiore di sanita' ha deciso di dare parere contrario al trattamento dei malati con il farmaco Igf-1 o con la combinazione Igf-1/Igf-Bp3.

.A atenção sobre a terapia contra o SLA, na Itália, foi intensificada nas ultimas semanas depois que o Conselho Superior da Saúde decidiu dar um parecer contrario ao tratamento dos pacientes com o fármaco LGF-1 ou com a combinação do LGF-1/BP3. 

Remédios estes, não previstos do Serviço Sanitário Nacional, e obtidos graças a Sentenças de Tribunais.
Medicinali non previsti dal Servizio sanitario nazionale e ottenuti da alcuni malati grazie a sentenze di tribunali.

.O Dr. Fornai iniciou estudos sobre os efeitos do LITIO há dois anos, utilizando cobaias, (camondongos geneticamente modificados), para desenvolver a SLA, partindo da capacidade da substância intervir sobre  algum processo de degeneração celular.
Fornai ha iniziato a studiare gli effetti del litio due anni fa su topi geneticamente modificati per sviluppare la Sla, partendo dalla capacita' della sostanza di intervenire su alcuni processi di degenerazione cellulare.  

."Man mano che andavo avanti potevo osservare come il litio rallentasse altri meccanismi di danneggiamento cellulare".

Il ricercatore italiano spiega come, con i relativi distinguo, Sla e Parkinson siano malattie simili negli effetti che hanno sulle cellule. "Nella prima si registra una lieve compromissione dei neuroni danneggiati nel Parkinson, in quest'ultima si verificano danni al livello spinale come nella sclerosi laterale amiotrofica". Il litio, che e' conosciuto in medicina come trattamento per il disturbo bipolare, "accelera i meccanismi di rimozione delle proteine e dei mitocondri alterati. E fa aumentare la velocita' con cui le cellule stesse smaltiscono i segni delle malattie, in pratica se ne liberano.

. Durante o processo de pesquisa ele ocupou-se em observar como o LITIO retardaria outros mecanismos de  degeneração  celular.

O pesquisador Italiano explica, com relativa distinção,  como o SLA e Parkinson são doenças semelhantes, com  seus efeitos similares sobre o ataque às células.

Em primeiro lugar  se registra um leve comprometimento dos neurônio danificados no mal de Parkinson e nesta última se verificam danos e comprometimentos a nível profundo (espinhal), como na esclerose lateral amiotrófica. O LITIO é conhecido como tratamento para o distúrbio “bipolar”; acelera os mecanismos de remoção das proteínas e dos mitocondrios alterados.   E, também, aumenta a velocidade com que as células expulsam os sinais da doença e praticamente se livran dela.

Oltre al fatto che sempre il litio promuove la nascita di nuovi mitocondri. Nei fatti, dunque non si blocca il gene che innesca la malattia ma si accelera a tal punto il ricambio da arrestarne di fatto la progressione.
Un processo a cui contribuisce la terza caratteristica tipica del litio, cioe' la neurogenesi.  

Tanto che in alcuni studi sulle cellule staminali si e' potuto osservare come la sostanza ne aumenti la sopravvivenza nel midollo spinale".
Una volta conclusa la prima sperimentazione, altri 100 malati di Sla sono in trattamento, dopo l'invio di un nuovo protocollo all'Agenzia italiana del farmaco (Aifa).
"E se i risultati positivi dovessero essere confermati come speriamo allargheremo ancora il campione. Come faranno probabilmente altri colleghi nel resto del mondo".

 

Acrescente-se o  fato de que o LITIO sempre promove o nascimento de novos Mitocondrios.  Na realidade não se bloqueia oo gene que  contamina a doença, mas se acelera uma transferência interna de processos que permitem se desvencilhar da progressão da doença.   Um processo para o qual contribui  a terceira característica  típica do LITIO, isto é, a neurogênese.  Tanto que em alguns estudos sobre células  STAMINALI (?), foi possível observar como a substância aumenta a sobrevivência do Miolo espinhal (talvez queira dizer  profundo ou medular).

Una volta conclusa la prima sperimentazione, altri 100 malati di Sla sono in trattamento, dopo l'invio di un nuovo protocollo all'Agenzia italiana del farmaco (Aifa). "E se i risultati positivi dovessero essere confermati come speriamo allargheremo ancora il campione. Come faranno probabilmente altri colleghi nel resto del mondo".

Uma vez concluída a primeira esperimentação (experiência), outro grupo de 100 pacientes de SLA estarão em tratamento, após o encaminhamento de um novo protocola  da Agência Italiana de Fármacos, (AIFA).  “E se os resultados positivos forem confirmados, como se espera, aumentaremos a numero de pacientes a tratar, como aliás também acontecerá, provavelmente, pela iniciativa de outros colegas no mundo.
Lo scienziato italiano continuera' a lavorare su questo filone di ricerca, e aggiunge: "Non e' detto che il litio si confermi la sostanza migliore per ottenere i risultati che ci prefiggiamo. Per esempio dovremo provare con altre molecole come la rapamicina che pero', rispetto al litio, costa molto di piu'".

. O cientista Italiano continuará trabalhando nesta linha de pesquisa e afirma:  “Não dizemos que o LITIO se confirma, ou seja, como a melhor substância a ser utilizada  para a obtenção dos resultados referidos.  Devemos experimentar outra smoleculas como a rapamicina, que comparada ao Lítio custa muito mais.

La caccia dunque non e' finita, anche se la strada e' chiara. Un percorso che l'universita' di Pisa ha condiviso finora con l'Irccs Neuromed, l'ateneo del Piemonte orientale, l'Irccs Santa Lucia e il policlinico uiversitario Sant'Andrea di Roma.

.A caçada, isto é a corrida ou a pesquisa não termina aí, mesmo que a caminhada nos pareça clara.  Uma linha de pesquisa que a Universidade de Pisa compartilhou, até agora, com o IRCCS Neuromed, o Ateneo do Piemonte Oriental e a IRCCA de Santa Lucia e a Policlínica Universitária de Santa Andréa de Roma.  

 

 

Normando Oliveira.

 

 

Isis anuncia ISIS 333611 concedido Orphan Drug estatuto para o tratamento da ALS

CARLSBAD, Califórnia, Dec 13, 2007 / PRNewswire - FirstCall através News Network COMTEX / -- Isis Pharmaceuticals, Inc. (Nasdaq: ISIS) anunciou hoje que os E.U. Alimentar e Drug Administration (FDA) concedeu estatuto de medicamentos órfãos ISIS 333611 Para o tratamento de uma forma herdou do esclerose lateral amiotrófica (ELA), comumente referido como a doença de Lou Gehrig. ALS é uma doença neurodegenerativa progressiva resultando na perda de controle muscular que pode conduzir à morte. ISIS 333611, uma segunda geração antisense droga, Isis é a primeira droga para tratar doenças neurodegenerativas entra desenvolvimento e será administrado diretamente no fluido espinal cerebrais.

"ALS é uma doença terrível que necessitam de novas terapias inovadoras e eficazes. Estamos satisfeitos que ISIS 333611 foi concedido estatuto de medicamento órfão este pequeno mas importante população de doentes. Nos nossos estudos pré - clínicos, que demonstraram que a entrega direta de um antisense droga para O fluido espinal através de uma bomba implantável efetivamente reduziu SOD1, uma proteína associada com a forma de ALS herdadas ", disse C. Frank Bennett, Ph.D., vice - presidente sênior de Investigação em Isis Pharmaceuticals, Inc." Nossa pré sucesso com ISIS 333611 demonstra a aplicabilidade do antisense tecnologia para tratar uma série de doenças que afetam o sistema nervoso central. Além disso, com financiamento do CHDI, que recentemente iniciou um programa separado droga descoberta em Huntington's Disease, outra doença neurodegenerativa mortal ".

QUEM ISIS 333611

ISIS 333611 é uma segunda geração antisense drogas em desenvolvimento para o tratamento da ALS através da inibição de Cu / Zn superóxido dismutase (SOD1), uma molécula que é associado com um herdada, de forma agressiva ALS. Em estudos pré roedores, a inibição da SOD1 prorrogado sobrevivência de ratos mostram que muitas características da ELA. O ALS Association e da Associação Muscular Distrofia das vinte unhas estão oferecendo financiamentos para IND - permitindo estudos de ISIS 333611.

Sobre Orphan Drug designação

The Orphan Drug Act prevê incentivos económicos para encorajar o desenvolvimento de medicamentos para doenças que afectam menos de 200000 pessoas nos Estados Unidos. Orphan droga designação Isis Pharmaceuticals dá direito a sete anos de exclusividade de mercado E.U. ISIS 333611 para o tratamento de doentes com familiares ALS.

Sobre ISIS PHARMACEUTICALS, INC

Isis está explorando a sua perícia em RNA para descobrir e desenvolver novas drogas para o seu produto e gasoduto para seus parceiros. A Companhia possui comercializada com êxito no mundo da primeira antisense droga e tem 18 drogas em desenvolvimento. Isis' droga desenvolvimento programas estão centrados em tratamento cardiovasculares e doenças metabólicas. Isis' parceiros estão a desenvolver antisense drogas inventado por Isis para tratar uma grande variedade de doenças. Ibis Biosciences, Inc., Isis' subsidiária totalmente detida, está a desenvolver e comercializar o Ibis T5000 (TM) Biosensor System, um sistema revolucionário para identificar organismos infecciosos. Isis é uma joint proprietário de Regulus Therapeutics LLC, uma joint venture concentrou - se na descoberta, desenvolvimento e comercialização de microRNA terapêutica. Como um inovador baseado em RNA - descoberta e desenvolvimento de drogas, Isis é o proprietário ou licenciado exclusivo de mais de 1500 emitidas patentes em todo o mundo. Informações adicionais sobre a Isis está disponível em http://www.isispharm.com/.

Este comunicado de imprensa contém declarações visão de futuro em relação ao desenvolvimento, potencial terapêutico e segurança do ISIS 333611. Qualquer declaração descrevendo Isis' objetivos, expectativas, financeiras ou outras projeções, intenções ou crenças é uma visão de futuro e declaração deve ser considerado como uma declaração de risco, incluindo as declarações que são descritos como Isis' metas. Essas declarações estão sujeitas a certos riscos e incertezas, particularmente aqueles inerentes ao processo de descoberta, desenvolvimento e comercialização de medicamentos sejam seguros e eficazes para utilização como terapêutica humana, e no esforço de construção de um negócio em torno de tais produtos. Isis' visão de futuro também declarações envolvem suposições que, se eles nunca materializar ou provar correcta, poderia causar resultados que diferem materialmente sua daqueles expressos ou implícitos por tais previsões futuras. Embora Isis "visão de futuro declarações reflectem a boa - fé acórdão de sua gestão, estas declarações são baseadas apenas em fatos e fatores atualmente conhecida por Isis. Como resultado, você são aconselhados a não recorrer a estas previsões futuras. Estes e outros riscos relativos Isis' programas são descritas em mais detalhe em Isis' Relatório Anual no Formulário 10 - K para o ano encerrado em 31 de dezembro de 2006, e seu Relatório Trimestral no Formulário 10 - Q para o trimestre encerrado em 30 de setembro de 2007, Que estão no arquivo com o SEC. Cópias destes e outros documentos estão disponíveis a partir da Companhia.

Nesse comunicado, a menos que o contexto exija uma acepção diferente, "Isis", "Companhia", "nós", "nosso" e "nós" se refere a Isis Pharmaceuticals e suas subsidiárias.

Isis Pharmaceuticals é uma marca registrada da Isis Pharmaceuticals, Inc. Ibis Biosciences e Ibis T5000 são marcas comerciais da Ibis Biosciences, Inc. Regulus Therapeutics é uma marca comercial da Regulus Therapeutics LLC.

Fonte Isis Pharmaceuticals, Inc.

http://www.isispharm.com/

Copyright (C) 2007 PR Newswire. Todos os direitos reservados

Notícias fornecidas por COMTEX

Normando Oliveira.

 
 
 
 
FDA investigação leva à prisão para a mulher, que alegou cura 'Lou Gehrig's Disease'
Principal categoria: Medical Malpractice / Litigation News
Artigo Data: 20 Dez 2007 - 4:00 PST 

  
Os E.U. Alimentar e da Drug Administration (FDA) Instituto de Investigações Criminal anunciou que uma mulher New Jersey, foi sentenciado a 33 meses de prisão por falsa alegação de que ela poderia curar esclerose lateral amiotrófica (ELA), comumente chamada de "Lou Gehrig's Disease".

Elizabeth Lerner, aliás "Elizabeth Cooperman", 38, de Egg Harbor City, NJ, foi condenado em dezembro 12, 2007, em os E.U. District Court de New Jersey para defraudar ALS dois pacientes e suas famílias. Ela também foi condenada a pagar R $ 35390 na restituição às vítimas do regime e um criminoso multa de R $ 7500.

"A FDA do Gabinete de Investigações Criminal agressivamente persegue aqueles que fornecem falsas esperanças aos doentes, tornando provar médica pretende unsuspecting pacientes - muitos com graves ou com risco de vida condições que estão desesperados por um médico cura", disse Terry Vermillion, diretor da FDA's Office De Investigações Criminal.

Lerner e ela a co - conspirator Charlene C. DeMarco, 55, um ex - médico da osteopathy em Egg Harbor City, foram condenados em Dezembro de 2006 de todas as acusações contidas num 11 - contar federais requisitório. A acusação incluiu uma contagem de conspiração para cometer fraude mail e fio, três contagens de correio fraude, seis contagens de arame fraude, e uma contagem de branqueamento de capitais.

DeMarco foi sentenciado em setembro de 2007 a 57 meses de prisão, condenado a pagar R $ 32.190 em restituição às vítimas da fraude, bem como ao pagamento de uma multa penal de 7500 dólares.

Evidence mostrou que desde Outubro de 2002 até Novembro de 2004, DeMarco e Lerner concordou em situações defraudam ALS doentes e as suas famílias por ALS alegando que poderiam tratar doentes com terapêutica de células estaminais, embora soubessem que não podiam. Os acusados falsamente dizem seus pacientes e suas famílias que DeMarco já tinha recebido aprovação FDA para tratar ALS.

Júri ouviu depoimentos de 24 governo testemunhas e visitaram centenas de elementos de prova quanto à réus esquema.

Ministério Público afirmou que Lerner e DeMarco também tentou situações defraudam dois pacientes e suas famílias na Louisiana de mais de US $ 140000 e com êxito obtido mais de US $ 40000 do esquema. Testemunhas descrito como Learner e DeMarco ilegalmente branqueado dinheiro que recebeu e os produtos utilizados para despesas pessoais.

Este caso foi perseguido pelos Estados Unidos Attorney's Office para o Distrito de Nova Jersey em Camden e foi investigado pela FDA do Gabinete de Investigações Criminal 'Metro Washington Field Office.

 
 
 
 
Enviado por: Humberto Macedo.
Postado por: Normando Oliveira.

 
 
 
 
Ano 2007 Número 154 de 07-12-2007
Itália. Terni. Dentro de poucos meses os ensaios clínicos com o tronco cerebral

Poderia começar dentro de alguns meses, sobre o ensaio clínico de células cerebrais produzidas no laboratório do Centro de Pesquisa de Terni. Esta foi anunciada pelo diretor científico da Fundação de células estaminais de Terni, Angelo Bispos, durante uma conferência nacional patrocinado na cidade pela umbra cultural "Para Terni cidade universitária.
 
Bispos explicou que o centro está em condições de produzir no laboratório libertação cérebro humano adulto, retirado fetos abortados espontaneamente e, em seguida, multiplicado.
Células para doenças neurodegenerativas, principalmente esclerose lateral amiotrofica (Sla) e esclerose múltipla.
 
"Começamos a processos de certificação do centro disse Bispos e ao mesmo tempo estamos a escrever protocolos clínicos. Assim, dentro de alguns meses, poderíamos começar a testar fase 1.
O Banco de células estaminais de Terni, que direciona Bispos, e é apoiada pelas células estaminais, que inclui entre os seus membros o Instituto Superior de Saúde, da Diocese de Terni - Narni - Amelia, a Fundação Carit, o Município de Terni e Neurothon Onlus.
Para desenvolver laboratórios podem retirar adultos tronco cerebral de fetos abortados e, em seguida, coltivarle no laboratório, e serviu até agora um milhão de euros.
A localização do centro está ainda em fase de conclusão, mas com o seu Terni é completa e executando um banco de dados.
Just Bispos tem, entretanto, anunciou uma visita ao Terni de um pool de investidores chineses para o próximo 11 de Dezembro. O gerente de visitar o Centro de Pesquisa ternano, activada no hospital e na antiga Militia, onde, em Março de 2008 para começar a trabalhar o Institute for Brain Repair (IBR).
O problema de fundo, porém, continua a ser a economia. A fundação tem entrado em nesses dias o mesmo a sociedade Monte Dei Paschi Di Siena. "Haverá certamente uma grande ajuda", disse Bispos por isso que uma iniciativa como a experimentação sobre as células estaminais exige substancial ajuda financeira.
Foram manifestadas preocupações - riferisce uma nota dos organizadores do convegno - pela falta de um acordo entre a Região ea Fundação de células estaminais para as actividades de Bio - Banca célula activada nell'Azienda hospital e as Terni o início do projecto ' Workshop cérebro 'para o hospital Niguarda Milão, financiado e apoiado pela Região da Lombardia com 2,5 milhões de euros para os próximos três anos, que irá acrescentar aos recursos disponibilizados pela Neurothon Onlus.
Na Lombardia, na verdade, o trabalho é a equipe do Professor Bispos, graças a um acordo com o Ministério da biotecnologia e das ciências da vida dell'Universita 'Milano Bicocca, sobreposição com as actividades de investigação com as de Terni.
A Associação recordou como Pacto território havia prestado importantes instrumentos para garantir o sucesso de incentivos para a inovação eo desenvolvimento.
'Umbria, mais uma vez, corre o risco de Março a uma velocidade dupla'', disse Ricci Ciano Feliziani, Secretário - Geral da Terni cidade universitária.
 
"O projecto de investigação relacionadas com células estaminais devem ser colocados", declarou o presidente da Província de Terni, Andrea Cavicchioli - embora, na sua especificidade, na programação e instrumentação rotas regionais e nacionais, a fim de assegurar o suporte necessário ".
 
 
 
 
Enviada por: Carlos Ramos.
Publicado por: Normando Oliveira.