Grupos

A revolta da cachaça

20:09 @ 02/01/2011

A revolta da cachaça
 
Em 1660, indignados com os altos impostos e perseguidos por vender sua bebida, os donos de alambiques tomaram o poder no Rio de Janeiro. Foram derrotados, mas ganharam o respeito de Portugal
por Ernani Fagundes

Desde 1994, a cachaça é, por lei, definida como “produto cultural” do nosso país. Em meados do século 17, entretanto, a legislação sobre a bebida era bastante diferente. O Brasil era uma colônia, e os portugueses não permitiam que a aguardente fosse vendida. Embora as autoridades coloniais fizessem ameaças e apreensões, fazendeiros desafiavam a proibição para produzir cachaça.
A região da então capitania do Rio de Janeiro concentrava boa parte dos alambiques. Em 1660, mesmo ano em que a Câmara dos Vereadores do Rio foi proibida de liberar o comércio da aguardente, os alambiqueiros fluminenses lideraram uma rebelião. Tomaram o poder e governaram a cidade por cinco meses. O movimento, conhecido como Revolta da Cachaça, foi derrotado, mas os produtores da bebida deixaram claro que mereciam ser respeitados. Conseguiram o perdão da coroa portuguesa e abriram caminho para a legalização da cachaça.

A história da mais brasileira das bebidas começou cerca de um século antes do levante. Em 1532, o colonizador Martim Afonso de Souza trouxe mudas de cana-de-açúcar para a vila de São Vicente (hoje uma cidade no litoral de São Paulo). A cachaça surgiu poucos anos depois, quando alguém decidiu destilar resíduos do caldo de cana. Os engenhos de açúcar se espalharam pelas capitanias de Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro. E a cachaça seguiu o mesmo caminho.

Se a bebida fez a alegria de colonos e nativos, a coroa portuguesa não achou graça na novidade. Portugal produzia sua própria aguardente, a bagaceira, a partir do bagaço de uva. Se o Brasil lançasse no mercado um produto semelhante, isso significaria mais concorrência e menos lucro para os produtores de Portugal. Assim, em 1635 surgiu a primeira lei proibindo o consumo da cachaça. Mas, como o poder de fiscalização das autoridades coloniais era pequeno, a bebida continuou sendo produzida e vendida.

Em 1647, foi criada a Companhia Geral do Comércio. Essa empresa portuguesa passou a ter o monopólio da venda de vários produtos nas colônias, incluindo as bebidas alcoólicas. Mas não adiantou muito: a aguardente brasileira fazia tanto sucesso que, no mesmo ano, começou a ser contrabandeada para Angola, também dominada por Portugal.

O açúcar amargou
Em meados do século 17, o comércio de açúcar havia transformado o Rio de Janeiro em um dos maiores pólos econômicos do império português. Mas, longe dali, um acontecimento mudaria muito a vida fluminense. Em 1654, os invasores holandeses foram expulsos de Pernambuco e começaram a produzir açúcar nas Antilhas. Em poucos anos, a concorrência acabou arrasando a economia do Rio, cujo açúcar era de baixa qualidade. Enquanto o lado legal do mercado canavieiro fluminense ia para o buraco, o ilegal florescia. No fim da década de 1650, a cachaça vendia como nunca. Os alambiqueiros não se escondiam por causa de sua atividade clandestina. Muitos deles eram conhecidos fazendeiros, influentes na administração da capitania do Rio de Janeiro.

A paz durou até 1659. Foi quando a coroa portuguesa emitiu uma ordem que proibia, de novo, o comércio da aguardente. Mas, dessa vez, houve repressão. Alambiques foram destruídos. Os homens que neles trabalhavam foram ameaçados de multa e deportação para a África. A reação dos alambiqueiros foi se concentrar no contrabando para Angola, onde a cachaça se tornou moeda de troca no mercado de escravos.

No início de 1660, Salvador Correia de Sá e Benevides assumiu o cargo de capitão-general da Repartição Sul do Brasil, que se estendia do atual Espírito Santo até onde hoje é o estado de São Paulo. Ele já tinha comandado a cidade do Rio no passado e era membro de uma família tradicional da política fluminense – descendia de Mem de Sá, o terceiro governador-geral do Brasil. Para mostrar serviço, o novo governante decidiu aumentar os impostos.

No início, a idéia era cobrar uma taxa sobre as posses dos moradores. Diante da crise econômica, a Câmara do Rio rejeitou a proposta. Como a cachaça seguia dando lucros, os vereadores sugeriram que a venda dela fosse liberada com a cobrança de impostos. Isso aumentaria a arrecadação e, ao mesmo tempo, diminuiria as dores de cabeça dos alambiqueiros. Salvador de Sá concordou, e a medida foi decretada em 31 de janeiro de 1660. O problema é que a decisão contrariava as leis de Portugal. Após o protesto da Companhia Geral do Comércio, o capitão-general teve que voltar atrás. A bebida continuou proibida e Salvador de Sá pressionou a Câmara a aprovar o intragável imposto sobre a riqueza dos cidadãos.

Poder de fogo

Em setembro de 1660, Salvador de Sá viajou para São Paulo e colocou Tomé Correia de Alvarenga, seu tio, no governo do Rio. A principal orientação era botar soldados na rua para cobrar a nova taxa. Do outro lado da baía da Guanabara, os moradores da freguesia de São Gonçalo do Amarante (que hoje compreende as cidades de São Gonçalo e Niterói) se revoltaram contra o imposto. O fazendeiro Jerônimo Barbalho, um dos principais produtores de cachaça da região, rapidamente se tornou líder do povo enfurecido. Numa madrugada do início de novembro, um grande grupo de rebeldes atravessou a baía e chegou ao Rio. Diante da Câmara, Barbalho deu um ultimato, exigindo o fim das taxas e o reembolso de tudo o que já havia sido pago pela população.

Tomé Correia de Alvarenga aceitou as condições de Barbalho, mas a presença de um parente do odiado Salvador de Sá no governo incomodava os rebeldes. Na manhã de 8 de novembro, eles pegaram em armas e convocaram o povo para uma reunião. Alvarenga percebeu que os soldados cariocas estavam ao lado dos revoltosos e fugiu. Enquanto uma multidão saqueava as casas de Salvador de Sá e de seus parentes, a assembléia popular elegeu Agostinho Barbalho, irmão de Jerônimo, como novo governador. O problema é que Agostinho, que estudava num convento franciscano, não estava a fim de assumir o poder. Mas a multidão, com Jerônimo Barbalho à frente, o arrancou de lá. Ameaçado de morte, ele aceitou o “convite”. Foi aclamado governador num ato que contou com a assinatura de 112 senhores de engenho.

No poder, o precavido Agostinho logo jurou fidelidade a Portugal. Informado da rebelião, em São Paulo, Salvador de Sá aceitou Agostinho como governador. Mas o franciscano resistiu no poder só até 8 de fevereiro de 1661. A nova Câmara, recém-eleita, resolveu colocar o radical Jerônimo Barbalho no cargo. Ele não demorou a se embriagar com o poder. Dispensou militares e perseguiu jesuítas, acusando-os de colaborar com Salvador de Sá. O povo logo começou a se opor ao autoritarismo do novo governo.

Barbalho não duraria muito no cargo, pois Salvador de Sá se preparava para retomar a cidade. Ele pediu reforços da Bahia, que chegaram ao litoral fluminense no início de abril. Antes do amanhecer do dia 6, acompanhado por suas tropas particulares, o capitão-general entrou no Rio, enquanto os soldados baianos desembarcavam na praia. Por causa da surpresa, não houve resistência.

Ainda pela manhã, Salvador de Sá montou uma corte marcial. Ao longo do dia, rebeldes foram condenados à prisão. A Jerônimo Barbalho coube a pena de morte. Numa carta de 10 de abril, o capitão-general informou ao rei português Afonso VI que mandara enforcar Barbalho ao anoitecer do dia 6, expondo sua cabeça em público. Explicou que o castigo serviria para desencorajar qualquer outra tentativa de rebelião.

O Conselho Ultramarino de Portugal, que cuidava das colônias, não tinha ficado nem um pouco satisfeito com a revolta. Mas tampouco gostou do castigo excessivo dado a Barbalho. Salvador de Sá foi afastado do governo e teve que responder a um processo. As autoridades concluíram que ele havia sido autoritário demais e que a Revolta da Cachaça tinha sido justa, afinal. “Os revoltosos acusaram Salvador de Sá de ter tentado tomar o lugar do rei na colônia”, diz Antônio Pereira Caetano, professor de História da Universidade Estadual de Alagoas. “Os demais líderes do movimento foram perdoados pela revolta e condecorados pela lealdade ao rei.”

Ainda em 1661, a rainha de Portugal, a regente Luísa de Gusmão, resolveu permitir a fabricação da aguardente no Brasil. Os alambiqueiros tinham motivos de sobra para comemorar. Mas provavelmente não fizeram isso tomando cachaça: por achar a bebida pouco refinada, preferiam o vinho português.

De dose em dose
Depois da proibição, a cachaça foi liberada em 60 anos

1635
Primeira decisão da corte portuguesa proibindo o consumo de cachaça. Não teve muito efeito prático.

1647

A Companhia Geral do Comércio passa a deter o monopólio da venda de vinho e bagaceira (destilado português) e proíbe o comércio da cachaça. Mas a bebida começa a ser vendida em Angola.

1659

Portugal manda destruir alambiques. Produtores de cachaça são ameaçados e navios com a bebida são queimados. Mas o contrabando cresce.

1660-1661

Os produtores fluminenses de cachaça se rebelam contra os impostos criados por Salvador Correia de Sá e tomam o poder no Rio de Janeiro por cinco meses, eliminando taxas e liberando o comércio da bebida.

1661

Diante da inutilidade das proibições, a rainha regente de Portugal, dona Luísa de Gusmão, libera a fabricação de cachaça no Brasil.

1662

O padre Antônio Vieira denuncia, em Belém do Pará, a troca de cachaça por índios escravizados.

1670-1675

O governador do Rio de Janeiro, João da Silva e Souza, torna-se um dos principais contrabandistas de cachaça para a África.

1679

Ordem da coroa portuguesa proíbe por dez anos a importação de cachaça brasileira em Angola. Mas o contrabando continua, comandado inclusive por governadores do Brasil e de Angola.

1680-1684

O principal contrabandista de cachaça, João da Silva e Souza, é nomeado governador de Angola.

1690-1694

Câmara Coutinho é nomeado governador-geral do Brasil e pressiona pela liberdade de comércio.

1695

Finalmente, Portugal aprova as exportações de cachaça, mediante taxas de saída do Brasil e entrada em Angola. Em menos de dez anos, o comércio legal com a África alcançaria 689 pipas (barris) anuais, com 310 mil litros de aguardente.

Um brinde à liberdade

Aguardente virou símbolo das lutas pela independência do Brasil
Felipe Van Deursen

Apesar de terem assumido o poder no Rio de Janeiro e desobedecido as leis coloniais, os líderes da Revolta da Cachaça nunca chegaram a questionar o domínio de Portugal sobre o Brasil. Tempos depois, no século 18, a bebida voltaria ao centro de uma revolta. Mas, dessa vez, a independência do país estava entre as reivindicações.

 

Em 1789, os intelectuais, padres e militares envolvidos na Inconfidência Mineira tomavam cachaça como forma de protestar contra Portugal.

 

O próprio Tiradentes, personagem mais famoso do movimento, teria dito “Molhem a minha goela com cachaça da terra” antes de ser enforcado.

 

O padre Domingos Xavier, inconfidente e irmão de Tiradentes, fabricava cachaça em seu alambique (que funciona até hoje no sul de Minas Gerais) e a servia nos encontros secretos dos conspiradores.

Em 1817, a cachaça voltou a ser símbolo do nacionalismo brasileiro. Foi na Revolução Pernambucana, que promoveu um boicote aos produtos vindos de Portugal. A “aguardente da terra”, como era chamada, foi escolhida como bebida antilusitana. O folclorista Luís da Câmara Cascudo, no livro Prelúdio da Cachaça, conta que o padre João Ribeiro, um dos líderes do movimento pernambucano, se recusava a brindar com bebidas européias. Optava sempre pela cachaça.
Saiba mais


Livro
Salvador de Sá e a Luta pelo Brasil e Angola 1602-1686, Charles Boxer, Cia. Editora Nacional, 1973
Reúne farta documentação sobre as aventuras do principal governador do Rio de Janeiro no século 17, Salvador Correia de Sá e Benevides

http://sucesso21.wordpress.com/a-revolta-da-cachaca/

 Visite nosso patrocinador  

Pulseiras         Brincos de Argola                Apliques e Similares

 publicado por Serginho

Comece 2011 com o Pé Direito

16:49 @ 04/01/2011

Comece 2011 com o Pé Direito

O ano de 2010 chegou ao fim.

Pare suas atividades por um minuto e tenha um momento de reflexão: Pense no que ocorreu durante este ano que passou. Você alcançou seus objetivos? Evoluiu nos campos Pessoal e Profissional?

Independente da resposta, chegou a hora de fazer os planos para 2011. O que você pretende neste ano que está por vir?

No campo Profissional, talvez receber um aumento ou promoção em seu emprego atual. Já no campo Pessoal, talvez administrar melhor seu tempo, organizar-se um pouco mais.

Não importa quais são seus planos, é preciso traçar estratégias para alcançá-los.

Uma delas pode ser investir no seu desenvolvimento, estudando.
Que tal começar 2011 com um curso online?
Veja nossa lista de cursos.





A Equipe Cursos 24 Horas deseja um ano novo próspero e repleto de realizações.



Afiliados Cursos 24 Horas






Cursos On-line com Certificado




Desvantagens do Sistema Tradicional de Trabalho

Empregado
    Por mais agradável que seja a atividade que exerce, qualquer emprego oferece uma “pseudo-segurança”, mas em troca, implica em conseqüências que a maioria das pessoas não gosta, como:

11 horas por dia, 9 na empresa e 2 no deslocamento. Salário fixo. Desconto de Imposto de Renda, INSS, e outros diretamente no Holerite. Ao final de 35 anos de esforço e trabalho duro, a aposentadoria é ridícula.

Autônomo
    Algumas pessoas perceberam que como Empregados, não conseguiriam o que tanto almejavam – dinheiro, tempo livre e qualidade de vida. Então, decidiram trabalhar por conta própria. 73% dos autônomos estão insatisfeitos, pois: Trabalham mais de 12 horas diárias. Recebem menos do que precisam e trabalham mais do que gostariam.

Não separam momentos de lazer dos momentos de trabalho. Não tiram férias. Há 2 certezas: Falta tempo e falta dinheiro!

Empresário
    Muitos tiveram em alguma época uma boa idéia e bastante coragem para implementá-la! No entanto, após alguns anos, é comum se depararem com: Sobrecarga de trabalho. Excesso de problemas administrativos, financeiros, tributários e trabalhistas. É tarde para mudar de ramo e encontrar outro negócio menos desgastante. Você não precisa abandonar o que faz para melhorar sua qualidade de vida e seus rendimentos. Mesmo que esteja plenamente satisfeito com seu negócio você vai gostar de conhecer.
Investidor

    Aqui estão as pessoas que realmente sabem o que fazem da vida. Como investidor, é fácil constatar que: É a posição mais vantajosa e lucrativa. Possibilita ganhar dinheiro enquanto descansa ou se diverte. Permite ficar com a família e ter Hobby. Pode fazer o que gosta ou quer – ganhando dinheiro! Ao invés de descontos, impostos e encargos, possui incentivos! Como Investidor , o dinheiro trabalha para você, ao invés de trabalhar por dinheiro! É somente aqui que você faz valer o ditado popular: Dinheiro faz dinheiro!

 

Surpreendente ebook oferece sete das melhores idéias de como aumentar o tráfego para o seu site. Confira em: http://www.grupos.com.br/blog/salada/permalink/42766.html

O E-Book 51 Programas Afiliados é um diretório de links com as melhores  parcerias, programas de afiliados, que poderão gerar ótimos lucros para você.COMPROVE, ACESSE: http://www.grupos.com.br/blog/sucesso_ja/permalink/42773.html

Seu salário não DÁ para pagar as Contas ?  Conheça este guia  http://guia80.webs.com/ e resolva esta dificuldade .

“Como Ganhar Muito Dinheiro Importando da China”? Veja em : http://www.grupos.com.br/blog/salada/permalink/42783.html

 

E-book 7 Segredos

para um Tráfego Ilimitado

 

E-book Em português

http://www.grupos.com.br/blog/salada/permalink/42766.html



 

 


 


Descubra os 7 segredos vitais, sobre os quais você deve se concentrar para atrair tráfego crescente e contínuo para o seu Site todos os dias.

Estas técnicas foram comprovadas e têm feito muitas pessoas prosperarem na Internet desde muito tempo. Uma vez colocadas em prática, trabalharão a seu favor pelo resto da sua vida.

Você também pode ser bem sucedido na Internet!

Tudo o que precisa fazer, é estar aberto para aprender novas idéias e colocar em prática tudo o que lhe for ensinado. A nossa vida é um constante aprendizado, se você parar, você pára com ela e corre o risco de estaguinar e ser mais um na roda dos falidos financeiramente. Portanto esteja aberto a mudanças e a novos conceitos.

Este novíssimo relatório mostrará a você exatamente as mesmas técnicas que os experts em marketing na Internet utilizam para criar fluxo de tráfego automultiplicável, que simplesmente farão seus negócios explodirem.

  • Se você tem um site e não sabe mais o que fazer para atrair mais clientes para comprarem o seu produto ou serviço;
  • Se você não tem idéia de como fazer para aumentar os acessos às suas páginas;
  • Se você é mais um que não consegue ao menos 700 visitas para o seu site em uma semana;
  • Se você não sabe como ganhar dinheiro com a Internet;
  • Você precisa fazer urgentemente alguma coisa a respeito.

Este surpreendente E-book oferece sete das melhores idéias de como aumentar o tráfego para o seu site.

Você vai aprender sobre a escolha de objetivos, e-zines, motores de busca, a verdade sobre E-books e o que esta poderosa ferramenta pode fazer pelos seus negócios, triplicando a quantidade de acessos às suas páginas, entre outras técnicas que fazem a grande diferença quando se quer atrair mais tráfego para qualquer site na web.

Ao ler este E-book você saberá de uma vez por
todas o que funciona e o que não funciona!

Aqui está o segredo!

Este E-book fará você ir diretamente às coisas mais importantes. É justamente o que você precisa saber para criar tráfego significativo e não desperdiçar seu tempo se aborrecendo com métodos inúteis, como anunciar em páginas FFA Links (Free-For-All Links).

E ainda que classificados, newsgroups e páginas de links grátis, possam ser eficientes em curto prazo, eles com certeza não podem criar tráfego automultiplicável para você.

Se você concentrar seus esforços nas idéias deste E-book você poderá criar tráfego volumoso para o seu site que se multiplica automaticamente como jamais poderia esperar.

Ao adquirir este E-book você compra junto o direito de revender este pacote e utilizar os arquivos HTML do mini-site na versão original para começar imediatamente o seu negócio na Internet, ou simplesmente expandir ainda mais o que já possui, apenas colocando na prática os conceitos apresentados para aumentar cada vez mais o índice de respostas das suas páginas.

 

Conheça AGORA

http://www.grupos.com.br/blog/salada/permalink/42766.html

E-book 51 Programas Afiliados

Apenas R$ 12,00

 

É bastante comum imaginarmos que para iniciar algum negócio on-line é fundamental possuir um PRODUTO e toda uma estrutura com estoques, embalagens, entregas e etc... Ok, esta é uma das opções. Mas não a única. 

 

A boa notícia é que há outros formatos que você pode desenvolver na Internet, sem que para isto precise de produtos próprios, estrutura física ou mesmo dinheiro para começar!

 

Existem inúmeras oportunidades na Internet, onde você pode ganhar dinheiro sem possuir NENHUM PRODUTO ou SERVIÇO próprio para vender. Como? Oferecendo o produto dos outros! E você pode começar a ganhar dinheiro amanhã mesmo!

 

Com a concorrência cada vez ficando mais acirrada na Internet, muitas empresas começaram a perceber que a melhor fórmula para aumentar seus negócios era através das parcerias com os próprios internautas ou mesmo clientes.

 

Pois ao oferecer um percentual de seus lucros aos internautas (parceiros) estas empresas só tem a ganhar. E isto permite que você transforme seus momentos de lazer na Internet em algo lucrativo!

 

Agora você pode aproveitar toda esta onda de vendas e compartilhar uma parte destes lucros. 

 

O E-Book 51 Programas Afiliados é um diretório de links com as melhores  parcerias, programas de afiliados, que poderão gerar ótimos lucros para você.
 
Você irá saber o que é um programa afiliados, onde encontrá-los, quais os principais formatos, como manter-se atualizado etc...

 

Ao adquirir o E-book 51 Programa Afiliados, você também recebe 100% de direitos de revenda, podendo comercializar este E-book pelo valor que desejar, quantas vezes quiser. Você mantém todo o lucro em seu bolso!

 

Adquira já!

E-book 51 Programas Afiliados

 Apenas R$ 12,00

Ao se cadastrar no PagSeguro, você oferecerá em seu site os meios de pagamento online mais aceitos no Brasil.

 

Além disso, o PagSeguro é sinônimo de segurança para os seu clientes. Ao fazer o pagamento pelo PagSeguro, seu cliente terá total segurança de que os produtos comprados serão entregues corretamente.

 

Eu já criei a minha conta. Crie a sua também!

 

É rápido, fácil e sem taxas de abertura ou mensalidades.

 

Clique no link abaixo para conhecer todas as vantagens do PagSeguro:

 

https://pagseguro.uol.com.br/?ind=487637

 

Bons negócios!

Aprenda o passo a passo da importação,

todos procedimentos

e como ganhar dinheiro

COMPRANDO DA CHINA

 

1. Introdução

2. Criando Confiança

3. Entrando no site de Fornecedores

4. Procedimentos da Importação

5. Navegando no ChinaVasion

6. Ideia de Negócio

 

INTRODUÇÃO

Para podermos começar a negociar com um vendedor que está em outro país , 

primeiramente devemos estabelecer algumas normas de conduta

afim de que a relação se dê da forma mais limpa possível.

Devemos nos lembrar de que estamos negociando com pessoas de outro

país que têm cultura totalmente diversa da nossa e que podem portanto te

um comportamento bastante diferente do que estamos acostumados ,

portanto a cautela é o ponto número um para que possamos ter sucesso em

negociações internacionais.

A língua pode ser uma barreira , e para isso devemos sempre fazer uso de

material como dicionários e glossários como o que colocamos neste livro para você.

 

"7 razões pelas quais vale a pena trabalhar em casa com um computador ligado a Internet"

 

  • Razão#1: Um quase inacreditável baixo custo para começar. Você não precisa montar uma fábrica nem alugar um depósito para estocar produtos. Você pode tocar seu negócio em qualquer canto da sua casa onde haja espaço suficiente para uma mesa de computador.
  •  
  • Razão#2: Não há necessidade de funcionários. Eu tenho absolutamente “ZERO funcionários” trabalhando comigo (Sou apenas eu e meu computador) e não poderia estar mais feliz por isso.
  •  
  • Razão#3: Pense por um momento: você está a um passo de adquirir um guia que reúne informações que podem mudar sua vida financeira. Você pode se recusar a comprar este material, mas conviverá para sempre com a dúvida: e se? Meu caro, só me arrependo do que não fiz. Se você chegou aqui em sua leitura, tenho CERTEZA que você pensa como eu.
  •  
  • Razão#4: Você pode tocar seu negócio de qualquer. Não importa se está em Campos do Jordão ou numa praia do Recife. Você comanda seu negócio a partir de qualquer Notebook, Lan House, Agência dos Correios, Aeroporto, Biblioteca Pública ou qualquer outro lugar com acesso à Internet.
  •  
  • Razão#5: O investimento comparado a gama de informações que você receberá é mínimo. Se fosse para cobrar o valor real das informações contidas no manual , com certeza sairia mais caro.
  •  
  • Razão#6: Tenha uma margem de lucro significativa nas vendas de seus produtos. Vou te mostrar como ter margens de lucros de até 200%, onde você compra a R$  5,00 e revende por R$ 20,00. Compra por R$  20,00 e revende por R$ 80,00.
  • Razão#7: Você poderá acessar grupos de discussões exclusivos para debates com quem já compra da China e, assim, debater novas ideias para estar sempre à frente.

Quem pode se beneficiar comprando o guia “Como Ganhar Muito
Dinheiro Importando da China”?

  • Pessoas que desejam ter uma renda extra todo mês; 
  • Quem quer trabalhar em casa ou em qualquer outro lugar;
  • Comerciantes que já  necessitam comprar barato para revender os produtos adquiridos; 
  • Qualquer pessoa que deseja comprar produtos pagando um preço muito baixo. Seja para vender ou não; 
  • Pessoas que desejam ganhar bastante dinheiro no Mercado Livre; 
  • Pessoas que querem trabalhar com importação. Além do status, este negócio rende muito; 
  • Qualquer um que precise ou queria ganhar bastante dinheiro.

 

"O segredo de um negócio é saber o que mais ninguém sabe."  
(Aristóteles Onassis) 

 

 

Com o livro COMO COMPRAR DA CHINA você aprenderá a ganhar dinheiro revendendo produtos.

Mas tempo é dinheiro! Não espere para fazer algo que pode ser feito Agora!

 

ATENÇÃO: Comprar com Cartão de Crédito ou Transferência Bancária é totalmente seguro com a GARANTIA do PagSeguro, uma empresa da UOL

 

Guarde 100% do dinheiro nos seus próprios bolsos.

Ao adquirir este ebook você compra junto o direito de revender este livro e utilizar este mesmo mini-site para começar imediatamente o seu negócio na internet, ou simplesmente expandir ainda mais o que já possui, apenas colocando na prática os conceitos apresentados .

Como Ganhar na loteria ?

00:52 @ 17/01/2011

Como Ganhar na loteria ?

Aumente suas chances de ganhar em 550%!

"Nenhum jogo é infalível, basta descobrir sua metodologia" - Gail Howard

Ebook Ganhar na Loterias megasena loto lotomania lotofacil

  • Como Ganhar na Loteria (em Português) é um e-Book escrito pela melhor escritora do assunto de sistemas para apostar na loteria, Gail Howard, ex-analista da Bolsa de Nova York e hoje uma  milionária.

 

  • Ela  ganhou na Loteria 72 vezes em apenas um ano! O e-Book Como Ganhar na Loteria,  está traduzido para o Português.

 

  • Escrito numa linguagem fácil e acessível, com muitas dicas de como jogar na  Loteria. É ideal para Loterias de 6 números como Dupla Sena e Mega Sena. Esse e-Book é sensacional porque traz dicas de números, aumentando suas chances de ganhar e melhor apostando com pouco dinheiro.

 

  • Essa é a melhor maneira para você alavancar seu dinheiro e se dar bem nas apostas. Imperdível!

Onde você querido leitor deseja estar daqui a 6 meses, a 1 ano, a 2 anos?

        Hoje há milhares de pessoas em todo Brasil que vivem apenas de jogos em loterias, e você acha que essas pessoas ganham todo mês por que tem sorte?

        A resposta é não, não existe apenas sorte envolvida nos jogos, o que elas fazem é usar as probabilidades matemáticas a seu favor, assim elas ampliam constantemente as chances de Ganhar! 

 

Como deseja estar daqui a alguns meses?


Esta é A Solução Para Você se Tornar um Expert nos
Jogos Lotéricos e Ganhar Dinheiro Toda Semana!

 

Alguns sistemas que você aprenderá

 


UM SUPER SISTEMA PRA VOCÊ USAR NA LOTOFÁCIL, QUE É A LOTERIA ONDE HÁ AS MAIORES CHANCES DE SE GANHAR GRANDES PRÊMIOS NO BRASIL,

NESSE SISTEMA VOCÊ APRENDERÁ A JOGAR 20 NÚMEROS DISTRIBUÍDOS EM 4 VOLANTES COM GARANTIA MÍNIMA DE 2 TALÕES PREMIADOS EM APENAS 4 VOLANTES JOGADOS, APOSTE POUQUÍSSIMO DINHEIRO E SE TORNE MAIS UM FELIZ GANHADOR DA LOTOFÁCIL,

PARA ISSO BASTA USAR ESSAS FERRAMENTAS QUE É ESSES DOIS MARAVILHOSOS SISTEMAS, COM TÉCNICAS COMPROVADAS E GARANTIDAS

 

Super esquema para Lotofácil:

 


Voçê Sabia que as chances de acertar o prêmio máximo na LOTOFÁCIL é de 1 em 3.268.760 e voçê vai aprender como gastar apenas R$  11,00 e aumentar suas chances para 1 em 290.000. e assim que começar a tornar-se profissional, vai aumentar muito mais sua chances!

E como jogar todos os 25 volantes distribuídos em 11 cartelas, com muito mais chances e garantindo pontos de 11 - 12 e 13 acertos.

 

Sistema de rotação #37,#56,#55,#33,#41,#42,#43

 


O sistema de rotação numérica é científico e é uma ferramenta matemática. Eles são instrumentos numéricos, o qual permitem que você dê ao seu dinheiro uma alavanca, e dramaticamente melhora suas chances sobre seleção aleatória. Eles são verdadeiramente um avanço matemático para o jogador de loteria. Sistema de rotação numérico é absolutamente necessário para sérios jogadores de loterias!

Clique Abaixo para fazer seu Pedido.

 

 

Como conservar os Folheados

23:43 @ 22/01/2011


Como conservar os Folheados

Dicas de Conservação

Esta página se dedica à orientar nossos clientes e visitantes sobre os principais cuidados com os produtos adquiridos em nossa loja, para que os mesmos tenham maior durabilidade e mantenham sua aparência por mais tempo.

  • Evite utilizar seus folheados na praia pois o contato com a água salgada e a areia certamente irá riscá-los. Além do fato da água salgada ter um alto poder oxidante, que leva o folheado um eventual escurecimento;
  • É aconselhável que você retire seus folheados quando for tomar banho de chuveiro ou piscina, a fim de evitar o contato com produtos de limpeza, higiene pessoal e produtos químicos em geral que podem prejudicar o folheado;
  • Não deixe seus folheados em contato com produtos cosméticos;
  • Evite também utilizá-los nos serviços de jardinagem, pois o manuseio com a terra e adubos químicos poderá afetar a folheação do produto;
  • Alguns serviços domésticos também podem comprometer a folheação de seus produtos. Serviços que utilizam produtos químicos e de limpeza devem ser evitados.

Estes cuidados simples aumentarão com certeza a durabilidade de seus folheados.

Outras DICAS em : http://www.imagemfolheados.com.br/?a=1221

 

GANHE DINHEIRO

23:57 @ 22/01/2011

v

ATENÇÃO!!!

VOCÊ REVENDE OU GOSTARIA DE REVENDER FOLHEADOS?

Agora você já pode pode adquirir seus folheados com preços imbatíveis pela INTERNET!

São brincos, anéis, pingentes, pulseiras, gargantilhas, conjuntos, tornozeleiras, piercings e tudo mais o que você precisar com ÓTIMOS PREÇOS para revenda!

Mais Informações:


 acesse:

http://www.imagemfolheados.com.br/?a=1221

 

Pingentes Conjuntos Novidades Infantil Prateados Linha Masculina Artigos Religiosos Mostruários Ofertas Anéis Gargantilhas Letras Aço Inox Broches Etiquetas Copa do Mundo Brincos Alianças Tornozeleiras Correntaria Esotéricos Banho Steel Saquinhos Brincos de Argola Pulseiras Piercings Strass Resinados Apliques e Similares Caixinhas

CASA TORTA

03:14 @ 23/01/2011

 

O prédio é na verdade o Rezydent Shopping Center e fica situada no Boulevard Heróis de Monte Cassino na cidade polonesa de Sopot, próxima ao porto de Gdansk (antiga Dantzig). O nome do projeto arquitetônico é Krzywy DomeK("Casa Bêbada" em polonês). Totalizando 2.032 m² de área construída, a Casa foi projetada em 2003 pela empresa Szotynscy & Zaleskique se inspirou nos desenhos do ilustrador de livros infantis, designer, cenógrafo, pintor e diretor de TV polonês Jan Marcin Szancer (1902-1973), e também na obra do desenhista Per Dahlherg – um dinamarquês que, por longos anos residiu na cidade.

    Hoje o local é um centro comercial ocupado por lojas, restaurantes e bares. Quem for até lá poderá subir ao terceiro piso e visitar o Pomeranian Musem of Modern Marine Craft (Museu Pomerano de Artesania Naval Moderna).