Grupos

Eu, um missionário?

21:32 @ 07/03/2007

Esse texto foi retirado do site http://nabeiradorio.vilabol.uol.com.br , do Projeto missionário "Na Beira do Rio"

 

"Nós, os que cremos no senhorio e na salvação de Jesus, precisamos reconhecer que existe um  propósito fundamental envolvido na nossa salvação: por quê e para quê somos salvos?

           Considere:

           - somos salvos porque Deus nos amou de tal maneira que enviou seu filho unigênito para que todos aqueles que nele cressem fossem salvos (Jo 3:16);

           - somos salvos porque Jesus deu a sua vida, morrendo por nós, e fez isto quando nós éramos ainda pecadores (Rm 5: 6-8);

           - somos salvos porque mediante o verdadeiro arrependimento, o sangue de Cristo nos purificou dos nossos pecados (1 Jo 1:9), passamos pela experiência do “nascer de novo”  (Jo 3: 5-7) e fomos feitos novas criaturas (2 Co 5:17);

           ... e com que propósito fomos salvos? (para quê?)

           O propósito fundamental para o qual fomos salvos, é glorificar o Nome do Senhor (Ef 10:11-12 e Rm 11:36); este é o motivo, a finalidade, o objetivo ou alvo principal da nossa salvação: a glorificação e a adoração. Fazemos isso – entretanto – utilizando vários meios, que incluem o ir, o evangelizar, (obedecer à  “Grande Comissão” – Mt 28: 19-20) e o amar a Deus de todo o coração e amar ao próximo como a si mesmo (obedecer ao “Grande Mandamento” – Mt 22: 37-40)

   

Eu, um missionário? 

     Cada um de nós, salvos por Deus, temos a possibilidade de servir ao nosso Senhor e Salvador, servindo às pessoas que têm pouco ou quase nenhum acesso às necessidades tão básicas de saúde: os ribeirinhos da bacia amazônica. Fazer isso, é levar o amor de Deus àquelas pessoas: assistindo-lhes nas suas necessidades fundamentais, testemunhamos o Seu tão grande amor por elas. Essa é uma possibilidade que o Departamento de Saúde da Missão Paz proporciona a quem aceitar o desafio.Além de profissionais da área da saúde, necessitamos também de equipes de evangelismo em cada viagem assistencial do Barco de Saúde.

"

Podemos e devemos ajudar de muitas maneiras. Demos nosso primeiro passo com o primeiro trabalho do Eclesia, mas não podemos parar nisso, nossa missão é muito maior do que isso!

Que Deus nos capacite para a obra!

Grande abraço.  

Piá

 

MARAVILHOSO. Essa sem dúvida é a palavra que resume nosso primeiro trabalho missionário.

 

Neste Sábado, dia 10 de março, nosso grupo Eclesia, formado por membros da Igreja Batista Betel, esteve no Lar Pequeno Leão, em S.B. do Campo

 

Passamos o dia todo com as crianças, chegamos às 10h e saímos às 16h.

 

Alguns diriam que o encontro foi MÁGICO, nós dizemos que foi ABENÇOADO!!!

 

Desde o começo do projeto, estamos sentindo as mãos de Deus nos ajudando, abrindo caminhos, guiando e nos capacitando.

 

Logo na chegada já fomos muito bem recebidos pelas crianças, mas até aí nenhuma novidade, sabemos que eles adoram visitas e sempre recebem bem. Mas alguns pontos me chamaram muito a atenção e só quem vive em completa amizade com Deus, pode explicar.

 

Como dizia, logo na chegada as crianças nos cercaram, mas logo vi um menininho, uns 5 ou 6 anos com 2 pedras grandes nas mãos, queria brigar com outro menino que havia lhe batido.

Aquela cena chocou, e fiquei sem reação, tiraram as pedras de sua mão e ele pegou uma barra de ferro do chão, depois as tias do Lar conseguiram acalmá-lo. Isso nos mostrou bem o que estaríamos enfrentando.

 

Fomos reconhecendo o local e as crianças, conversando e brincando. Nos juntamos no campo de futebol, estava difícil de juntar as crianças para fazermos brincadeiras, elas estavam elétricas e dispersas, mas logo uma menina do Lar, 11 anos, uma líder nata, conseguiu unir todos, nos ensinou brincadeiras e assim abriu caminho para nossa líder do Min. Infantil, Adriane, entrar com todo o talento que Deus lhe deu. Brincamos bastante, foi um momento muito gostoso, onde todos se divertiram demais.

 

MEIO-DIA hora do almoço, o sino bateu, e logo as crianças correram para o refeitório. O mais gostoso de tudo isso, foi ver nossa turma servindo almoço para as crianças, estávamos ali para servir,  e também almoçando junto, lado a lado.

De sobremesa picolés, ah as crianças adoraram.

Preciso dizer que o almoço preparado pelas tias do LAR estava ótimo, muitíssimo bem feito, com muito carinho!

 

Após o almoço, teríamos uma oficina de bijuterias para as meninas, disse “teríamos” não porque não teve, teve sim, mas porque não foi só para as meninas, para a nossa surpresa os meninos se amarraram na idéia, e participaram em grande número. Foi um momento onde as crianças fizeram a festa, aprenderam a fazer colar, pulseira, e aos poucos nossa equipe foi falando sobre o amor do nosso Deus!

 

Aragão chegou, sinal de FUTEBOL! Para quem não sabe, Marcos Aragão é nosso ministro de esportes.

Mas não foi um simples futebol, ele levou uniformes completos, meião, shorts e camisa, reuniu todo o time do Lar, e dividiu os uniformes. Esse momento foi muito bonito, a alegria das crianças por estarem em um time, um time com uniforme e tudo foi demais.

Fez-se uma oração com todos os 11 meninos, e fomos ao jogo. O jogo foi bom, limpo, sem brigas e com muitos gols, bom... perdemos é verdade, 3X2 para o time da casa, mas tudo bem.

 

Tomamos o lanche da tarde, também servido por nós, e aproveitamos o resto do tempo para ficarmos conversando com eles. O grupo de teatro levou maquiagens, e as crianças fizeram fila para que seus rostos fossem pintados. Foi lindo.

 

Bem, a hora de ir embora estava se aproximando, buááaáá.

Sentaram todas na escadaria, distribuímos as sacolinhas surpresas, e as crianças ficaram híper contentes, quando fomos surpreendidos pelas crianças, novamente liderados pela menina que citei acima, que cantaram uma canção linda, onde no final diziam “OBRIGADO”, confesso que nessa hora fiquei com um nó imenso na garganta e me segurei muito para não chorar.

 

Me levantei, fui à frente para, em nome do grupo Eclesia, agradecer pelo dia lindo que nos deram, disse “esperamos que tenham gostado” quando novamente tive uma resposta divina, que me tocou demais, lembram o menino do começo da história, com as pedras nas mãos? Pois bem,  quando disse “esperamos que tenham gostado” o menino, sorrindo, foi o primeiro a dizer “gostamos sim!!”, ahh como é gratificante servir a esse Deus maravilhoso!

 

A única coisa triste nisso tudo, é ter que se despedir e ir embora. Ah como dói no coração ter que dizer tchau e vê-los tristinhos, perguntando quando voltaremos.

 

Agora resta a nós continuar pedindo a Deus em oração, para que ajude essas crianças e lhes dê esperança de um futuro melhor.

 

Esse foi nosso primeiro trabalho, sei que temos muitos pontos a melhorar, mas foi um começo com chave de ouro. Um trabalho abençoado, iluminado, que nos faz ter dúvidas, se fomos lá para abençoar ou sermos abençoados.

 

Estou certo de que as 2 opções são verdadeiras.

 

Que Deus esteja sempre à frente do nosso grupo, e que esse seja o primeiro passo de uma eterna caminhada.

 

Fiquem todos na paz!!!

 

Novo endereço

15:05 @ 15/03/2007

Olá!!

Devido alguns problemas de visualização e limitações desse espaço, mudamos de endereço!

O blog do Grupo Eclesia fica agora no http://grupoeclesia.blogspot.com !!!

Os posts já publicados aqui, também estão disponíveis lá!

Entrem e confiram!!!

 

Grande abraço!!!