Grupos

Guia de pintura de casas

10:01 @ 12/09/2017

A importância de ter um planejamento durante uma reforma e pintura de casas. Seja de grande escala ou pequena, deve-se concentrar-se em constantes esclarecimentos, diálogos com o dono e certificar-se, acima de tudo, sobre o prazo de entrega. Por isso, é bom saber tudo que abrange a reforma de casas, bem como a pintura (seja de prédios, garagens ou casas). Antes de contratar uma empresa de pintura para o serviço, é preciso fazer algumas avaliações gerais que abrangem frequência, escolha de cores, saber as reformas necessárias entre outras coisas. Porém, deve-se englobar sempre essa área da pintura e todos os profissionais ligados a esse serviço com os síndicos ou outros que administrem os condomínios. Separamos um guia de pintura para síndicos: Nesse curto guia, falaremos um pouco do que é necessário saber para que se possa averiguar os fatos. Para que não fique em dúvida, resolver questões e contratar os melhores profissionais possíveis para trabalhar na casa no meio de tantas outras pessoas. Para escolher de forma sábia, vamos entender mais sobre o mundo da pintura de casas: - Fatores extras O que seria isso? Tudo e qualquer coisa que possa vir a prejudicar a pintura. Logo no começo já podemos explicitar as três primeiras a vir a mente do síndico: carros na rua, sol e maresia. Porém, os que mais podem atrapalhar são os dois primeiros. Por que? Se a casa estiver em uma avenida muito agitada, isso repercute no acúmulo de fuligem, assim como o sol pode ser aliado ao combater a umidade. Mas, o que mais salta aos olhos é a insignificância do mar quando o assunto é pintura. Segundo especialistas, é indiferente. - Manter a pintura em dia O correto é que ela seja refeita com intervalos frequentes, entre cinco anos ou seis, em média. O certo é avaliar com que frequência os fatores citados acima atingem e afetam realmente a tinta. Assim exige a Lei nº 10.518/88 regulamentada pelo Decreto nº 33.008/93. Entretanto, a dica mais importante: realize lavagens da fachada da construção a cada dois anos. Isso fará com que ela aguente mais tempo, mantendo a pintura intacta por mais um longo período.