Grupos

DCE do Iespes está acéfalo

23:53 @ 01/11/2006

Crise institucional no Diretório Central do Estudantes (DCE) do Iespes.

 

 

Antes de completar três meses, a diretoria eleita em meados de setembro deste ano perdeu de uma vez seu presidente Raimundo Nonato P. Sousa (foto), estudante do curso de Ciências da Religião e seu 1º vice, Carlos Henrique Oliveira, acadêmico de Administração.

 

 

Nonato foi eleito pela chapa Alternativa e teve que viajar à João Pessoa (PB) para tratamento de saúde. Lá, acabou desistindo de retornar à Santarém em função de outros compromissos. O 1º vice de Nonato alegou impossibilidade de assumir o cargo ficando a incumbência para o 2º vice, o acadêmico Rodrigo de Oliveira Silva, também do curso de Administração.

 

 

Após a eleição, Nonato conseguiu receber do ex-presidente, Indios Brasil, somente as chaves de uma sala praticamente vazia do DCE, sem nenhum relatório financeiro e sequer uma cópia do estatuto da entidade! A tarefa agora é do novo presidente que deverá cobrar da diretoria anterior o que não foi entregue até hoje e tentar reestruturar o DCE. Neste sábado, 04/11 às 14h30min., no Iespes, sob a coordenação do novo presidente, Rodrigo Silva, a diretoria do DCE se reúne para definir novas estratégias de atuação da entidade.

 

 

Além de Rodrigo, compõem a diretoria do DCE: Marcos França, Ciência da Religião (3º Vice-Presidente); Fabrina Souza, Administração (Secretária Geral); Gustavo Dias Pinto, Turismo (Vice-secretário geral); Detimar Lima, Administração (Tesoureiro); Minael Andrade, Comunicação Social (1° vice-tesoureiro); Leandro Dias, Publicidade (2º vice-tesoureiro) e Jamile Souza, Administração (Relações publicas).

 

A turma de Jornalismo, que é representada no DCE pelo radialista Minael Andrade, dará maior apoio à diretoria através de outros dois jornalistas experientes em organização de entidades (Jota Ninos e Ednaldo Rodrigues) que se colocaram à disposição da entidade neste momento de desarticulação, para dar continuidade às propostas lançadas em campanha.

Mais duas perdas

00:17 @ 02/11/2006

O blog registra com pesar a saída de mais dois colegas da turma de Jornalismo que vão deixar saudades: o simpático casal de Alter-do-chão Renata Damasceno e Adriano Patrese, trancou a matrícula por motivos pessoais.

Renatinha dividia com a colega Danny a coordenação da turma, que começou com mais de 60 alunos, e hoje tem menos de 40 acadêmicos em sala de aula. Esta é a triste realidade de muitos cursos de faculdades particulares, em que apesar da vontade, a situação financeira, entre outros motivos, geralmente impede a continuação dos estudos.

Convite de Itaituba

15:38 @ 06/11/2006

Registramos a visita ao nosso blog do pedagogo e jornalista Dayan Serique (foto), que reside em Itaituba e que tem um blog na internet com informações sobre a cidade pepita:

Que legal esse blog dos alunos do IESPES, parabéns pela iniciativa! Se quiserem podem adicionar o meu ai junto com o do JOTA NINOS e o do JESO CARNEIRO. Meu endereço é www.dayanserique.blogspot.com. Tem o titulo de Farol: Luz sobre os fatos...

Novo Dia do Radialista

16:22 @ 06/11/2006

Radialistas em todo o Brasil passam a comemorar a partir de amanhã, 07 de novembro, a nova data comemorativa da categoria.

A data, que era comemorada até ano passado em 21 de setembro, passou para amanhã desde a sanção do Decreto-lei 11.327 de 24.07.2006 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em homenagem ao dia do nascimento do cantor e compositor brasileiro Ary Barroso (foto). 

Para quem não sabe, Ary Barroso - além de compositor de pérolas da MPB como "Aquarela do Brasil"- comandava um dos programas de maior audiência da Rádio Nacional nos tempos áureos do rádio brasileiro.

O Sindicato dos Radialistas de Santarém, sob a presidência de Daleuson Meneses, o "Dadá", comemorou a data ontem, durante um evento esportivo no Iate Clube de Santarém com churrasco, bebidas e um torneio de futebol entre as equipes de cada emissora. O colega Minael Andrade, que também é diretor do Sindicato, deve repassar outras informações sobre os jogos de ontem, aqui no blog.

Aguarda-se aqui no Iespes, a inauguração dos Laboratórios de Mídia e Comunicação, que deveriam ser entregues em comemoração à esta data. Com a palavra a coordenação do Curso de Jornalismo, na pessoa da professora Rogéria Almeida, coordenadora-adjunta.

Para refletir e rir...

16:38 @ 06/11/2006

A arte-denúncia do cartunista paraense Biratan Porto.

QUEM TEM MEDO DE EMIR SADER?

16:57 @ 06/11/2006

Seria Seria Emir Sader assim tão perigoso? Seu verbo inflamado seria tão subversivo a ponto de justificar o corte simbólico de sua língua, para que o exemplo assuste outros tantos e leve o pouco que resta de jornalistas críticos e não comprometidos com seus patrões, por necessidade econômica ou sabujismo, a se moderarem em suas análises e denúncias?

 

 

Trecho do interessante artigo do jornalista Ruy Martins (foto acima), sobre a condenação de um dos maiores intelectuais do jornalismo brasileiro, Emir Sader (foto ao lado), que alvoroçou a mídia nacional.

 

Leia mais sobre esse fato clicando AQUI. E para ler o artigo de Rui Martins, na íntegra, clique AQUI.

Por falta de profissionais qualificados e experientes, de tempo ou, sei lá, por preguiça mesmo, a mídia brasileira não se preocupa em relacionar a notícia que publicou ontem com a que está saindo hoje. O que importa hoje é dar a informação de dez em dez segundos. Assim, o que mais se vê nas páginas dos grandes jornais e nos notíciários da TV é um verdadeiro "samba do crioulo doido’’, principalmente na área ambiental. Uma notícia desmente a outra, e a gente fica sem saber qual delas é a mais correta. Ou, pelo menos, mais confiável. Veja os exemplos abaixo. São notícias e releases que saíram na mesma semana. Mas não vi, em nenhum veículo, uma análise.

Bruno Blecher, Jornalista especializado em agronegócio.

pq eu postei isso aqui???..

pela necessidade que nós temos de sempre estarmos nos melhorando enquanto estudantes ou profissionais da area jornalistica...

para que coisas como estas, não mais possam mais acontecer...

 

Jornalismo burocrático

01:13 @ 07/11/2006

“Hoje o jornalismo brasileiro não passa de um jornalismo burocrático que serve unicamente ao objetivo de grandes empresas”

 

A afirmação acima é do jornalista Carlos Dorneles (foto), da Rede Globo, durante um Ciclo de Debates Jornalismo e Literatura, promovido pela RBS e pela Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS, em parceria com a Feira do Livro de Porto Alegre. A notícia pode ser lida na íntegra clicando AQUI.

Assaltados!

18:28 @ 07/11/2006

Depois de inserir o post anterior, sobre o "jornalismo burocrático", sua primeira contribuição neste blog dos acadêmicos de jornalismo do Iespes, o colega Joyciano Maia, juntamente com Jota Ninos, foram assaltados próximo ao Comercial Atlético Cearense, ontem à noite.

Os detalhes dessa história estão numa crônica escrita por Ninos, em seu blog.

Jornalismo "liberal"

17:03 @ 08/11/2006

"Se pudesse, O Liberal viraria a mesa e daria um golpe político para evitar que a vontade do povo se consumasse. O jornal precisava desesperadamente de uma vitória do homem que, em 1995, pôs em prática uma relação nunca antes registrada entre o poder público e uma empresa jornalística.
Através de um convênio, dessa forma escamoteando a necessidade de licitação pública, que se imporia ao contrato, o governo obrigou sua Fundação de Telecomunicações, responsável pelas emissoras Cultura de rádio e televisão, a desnaturar sua razão de ser e cometer um ato lesivo ao interesse público. A Funtelpa teve que ceder à TV Liberal sua rede de retransmissão de sinal de televisão, montada para levar uma programação cultural (que não é comercial) ao vasto interior do Estado, cumprindo assim uma função pública; e, além de veicular a programação da Rede Globo, retransmitida pela TV Liberal, pagar à emissora particular por essa cessão. Nada de tão abusivo foi concebido e aplicado no setor, mantendo-se até hoje".

 

Trecho da interessante análise do jornalista Lúcio Flávio Pinto (foto) sobre o papel do jornalismo no Pará, depois do resultado das últimas eleições. O texto, na íntegra, pode ser lido no blog do publicitário e leitor assíduo deste espaço, Juvêncio Arruda.

O jornalista Renato Heitor Santoro Moreira recebeu ameaças anônimas depois de produzir uma reportagem sobre poluição na Grande Vitória, a informação é do Sindicato dos Jornalistas no Espírito Santo. A matéria está sendo elaborada há três meses para a Revista da Associação Médica do Espírito Santo (Ames) e apresenta dados de uma pesquisa realizada pelo biólogo e ecologista André Ruschi, em parceria com o Instituto de Física Aplicada da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), no período de 1998 a 2002.

 

Renato diz que na semana passada ele e sua equipe receberam telefonemas anônimos ameaçadores. "A pessoa que ligou disse que era para não publicar a reportagem. Caso isso fosse feito, iríamos ter problemas". Entre outros dados, a pesquisa aponta que são despejados no ar diariamente, por grandes empresas instaladas na Grande Vitória, 250 toneladas de material poluente tóxico.

 

Este material, diz o estudo, é composto basicamente por gases, que não percebemos, e partículas sólidas, como o famoso pó de minério, que incomoda grande parte dos moradores. Ao todo, são 59 tipos de gases, sendo 28 altamente nocivos. Apesar de ter ficado assustado com as ameaças, o jornalista decidiu fazer a denúncia ao Sindicato e tornar pública a situação.

 

A Ames, segundo Renato, está tomando providências para tentar descobrir de onde partiram as ameaças e, por enquanto, a publicação da reportagem foi suspensa. A presidente do Sindijornalistas, Suzana Tatagiba, acredita que qualquer ameaça à liberdade de imprensa tem que ser denunciada. "Só assim, colocaremos um fim nesta prática de cerceamento ainda realizada por saudosistas de um tempo de trevas no Brasil, ou seja, pelos filhotes da ditadura".

Muitos profissionais, especialmente os que se proclamam não políticos, sem ideologia, sintonizados com a verdade e a objetividade jornalística, costumam repudiar a militância em Jornalismo, como se o compromisso com idéias ou causas fosse um equívoco. A maioria deles, no entanto, pratica a militância, mesmo que não dêem conta disso. Até porque estar neutro  é uma condição absolutamente militante. Não se pode ficar neutro quando se contempla a injustiça social, quando se dá de cara com governantes corruptos, quando se surpreende lobbies poderosos afrontando o interesse público ou quando se flagra madeireiros devastando a Amazônia brasileira.
 
Wellison Costa
 

Em busca de consenso sobre o projeto que modifica a Lei de Imprensa (Lei 5.250/67)para agravar as penas aos crimes de difamação, calúnia e injúria, a Comissão de Educação (CE) decidiu nesta terça-feira (7) adiar a votação da proposta.

Segundo relatório apresentado por Fátima Cleide, o projeto de lei (PLS 257/05) destina-se a "coibir a publicação irresponsável de informações potencialmente lesivas à honra, à reputação e à dignidade" de qualquer pessoa nos meios de comunicação. Para isso, determina que cada veículo de comunicação promova "criteriosa investigação" da veracidade dos fatos, além de levar a denúncia ao conhecimento do envolvido, para garantir a este oportunidade de defesa antes da publicação da matéria.


Valadares apresentou voto em separado pela rejeição do projeto. Durante a reunião da CE, o senador apontou a existência, no texto, de dispositivos que "afrontam a Constituição" e previu que a repercussão de uma possível aprovação da proposta não seria positiva, por se tratar de um tema muito polêmico.


- Não seria o Senado a criar obstáculo a uma atividade tão importante como a da imprensa - disse Valadares, ao solicitar a retirada de pauta da matéria.


O pedido foi aceito pela relatora do projeto. Na opinião de Fátima Cleide, porém, o texto "não é de todo recusável". A senadora recordou que a constitucionalidade da matéria ainda seria analisada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). E observou que o substitutivo elaborado por ela teria obedecido à preocupação de não tornar o projeto "antipático para a imprensa".


Por meio de emenda, a relatora incluiu a expressão "salvo impossibilidade devidamente comprovada" no dispositivo que obriga os veículos de comunicação a levar a denúncia ao conhecimento dos envolvidos, antes da publicação. Em seu parecer, a senadora recorda que o jornalismo investigativo é uma atividade de risco e que a exigência poderia, em alguns casos, expor o profissional a risco de vida.

Mercosul
Ainda durante a reunião, o senador Marcos Guerra (PSDB-ES) relatou a sua participação no XXI Encontro do Parlamento Cultural do Mercosul (Parcum), realizado em Buenos Aires. Ele propôs que o Brasil tenha uma presença mais forte nas reuniões do organismo, que atualmente estaria sob controle principalmente da Argentina e do Uruguai. Anunciou ainda a realização do Fórum Cultural Mundial no Rio de Janeiro, no final deste mês, e de nova reunião do Parcum em Salvador, de 1º a 3 de dezembro.


Presidente da Comissão Parlamentar Conjunta do Mercosul, o senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) explicou que o Parcum é composto por membros das comissões de Educação e Cultura dos países que integram o organismo. O Parlamento do Mercosul, lembrou o senador, terá a sua sessão inaugural em Brasília no dia 14 de dezembro, caso o seu protocolo constitutivo seja aprovado até lá pelo Congresso do Uruguai.


- No futuro, o Parlamento Cultural do Mercosul poderá, quem sabe, tornar-se parte integrante do Parlamento do Mercosul - sugeriu Zambiasi

 

Jornal do Senado – Imprensa

Projeto retrógrado

23:34 @ 09/11/2006

Vou introduzir aqui uma questão, sobre a qual me sinto na obrigação de dar opinião, em um blog sobre a cena política brasileira. O Senado acaba de adiar, para sorte do Brasil, o exame de um projeto de controle da internet que é obscurantista, retrógrado e reacionário. Em todo o mundo sempre aparecem mentes autoritárias querendo censurar, controlar e cercear esse espaço democrático e interativo.. Tolice pinta todo dia e a democracia permite isso. É uma de suas fragilidades, ela dá liberdade de ação a seus algozes. O problema é quando esse tipo de surto autoritário passa a ser levado a sério. Aí, é preciso usar os mecanismos da democracia para dar um basta a esse tipo de iniciativa.

O mundo está experimentando surtos autoritários em várias partes. Bush censurou a imprensa do EUA na invasão do Iraque, vários veículos cooperaram com ele adotando autocensura, mas os jornalistas não se renderam e publicaram em blogs, o que não podiam publicar nos veículos em que trabalhavam. É um ótimo exemplo de como a web é importante, inclusive para conter esses ataques à liberdade de expressão. Bush censurou cientistas de agências do governo que tinham evidências sobre a mudança climática que contrariavam sua política de negação do efeito estufa causado pela sociedade humana. Um dos canais pelos quais essa censura – que agora está sob investigação do correspondente ao Ministério Público de lá – se tornou conhecida pelo público foi a internet.

Na China, Google e Yahoo foram forçados a dar informações de seus usuários, quebrando sua privacidade, coisa parecida com o que esse projeto tacanho quer fazer.

A liberdade de imprensa e opinião é a mais poderosa arma da democracia. Quando é cerceada, estende-se um véu opaco, que impede a mínima visão do que se passa, é por baixo desse véu que prosperam a prisão arbitrária, a tortura, o desmando. A web ampliou e radicalizou essa liberdade de expressão, permitindo que os blogs independentes sirvam, inclusive de ponto de teste da grande imprensa, no mundo todo. Se há fato relevante sendo omitido pelos veículos mais convencionais, algum jornalista independente publicará em algum blog e acabará o segredo.

Por isso a internet virou alvo dos totalitários. Querem controlá-la e pô-la a seu serviço. Se, além disso calarem a imprensa, conseguiram construir as fundações de uma nova ordem autoritária. Isso não pode ser tolerado por quem preza o diálogo, a de edemocracia e a liberdade expressão, criação e escolha de suas preferências pessoais e políticas. É preciso que esse projeto seja arquivado, como inconstitucional e anti-democrático e não seja apenas adiado para ser mais discutido.

 

 

Sérgio Abranches *PhD em ciência política pela Universidade de Cornell é professor-visitante do Instituto Coppead, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É também diretor e colunista de O Eco  e comentarista da CBN sobre ecopolítica

 

 

 

O conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Pedro Jaime Araújo defendeu há pouco alternativas para ampliar o acesso da população à internet sem necessidade de alterar a atual legislação.


"As prefeituras podem criar empresas públicas ou empresas de economia mista para implantação e manutenção de serviços de comunicação multimídia financiados pelo Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust)", disse.


Araújo participa do seminário "Internet para todos - uma estratégia focada nos municípios" nos debates do painel "Adequações Necessárias na Legislação e na Regulamentação para uma Internet para Todos", coordenado pela deputada Luiza Erundina (PSB-SP).

Jornal da Câmara

 

Mais uma importante vitória rumo ao respeito profissional. Para ser registrado como jornalista, o profissional deve atender a exigência legal do diploma de nível superior em jornalismo. A decisão foi da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em mandado de segurança impetrado pelo médico José Eduardo Marques contra portaria do Ministério do Trabalho e Emprego. A decisão da Seção foi unânime e seguiu integralmente o voto do relator do processo, ministro José Delgado.

Marques atuava em um programa sem fins lucrativos sobre orientação da saúde chamado "Prevê Saúde", em Bauru, São Paulo. O médico tinha um registro precário de jornalista, concedido antecipadamente por ação civil pública. A Portaria n. 03, de 2006, do Ministério do Trabalho e Emprego declarou que os registros feitos por antecipação de tutela referentes a ação civil pública (nº 2001.61.00.025946-3) eram inválidos, por não exigirem o diploma em nível superior de Comunicação Social. A portaria também determinou que as delegacias regionais do trabalho deveriam cancelar os registros já emitidos.

O médico entrou com um pedido de liminar, alegando que a portaria seria ilegal e contrária ao artigo 5º, inciso XIII, da Constituição Federal, que autoriza o livre exercício de qualquer ofício, trabalho ou profissão desde que atendidas as exigências legais. A liminar foi concedida, mas a União interpôs uma apelação dessa decisão. Afirmou que a portaria era legal e que a liminar não teria fundamentação. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região aceitou o argumento da União e reformou a sentença, cassando o registro.

Diante da decisão, a defesa do médico entrou com mandado de segurança no STJ. O Ministério Público Federal se manifestou favorável à concessão da liminar por enxergar o risco de danos irreparáveis e de demissão sumária.

Em seu voto, o ministro José Delgado destacou que a profissão de jornalista é regulada pelo Decreto-Lei 972, de 1969, com alterações de leis subseqüentes e que, desde então, exige-se o diploma de nível superior para o seu exercício. Para o magistrado não há dúvidas de que o artigo 5º, inciso XIII, da Constituição condiciona o exercício profissional ao atendimento das exigências legais. Também destacou que o artigo 5º, inciso I, do Decreto 83.284, de 1979, cria o registro especial para o "colaborador" e que Marques se enquadraria perfeitamente no conceito. O colaborador é aquele que, sem vínculo empregatício e mediante remuneração, produz trabalhos técnicos, científicos ou culturais de acordo com sua especialização.

Segundo o ministro, "o jornalismo encontra-se cada vez mais diversificado e formados em outras áreas naturalmente acabam por se dedicarem à elaboração de artigos e matérias específicas de sua formação". Não seria razoável cercear os textos desses profissionais. "Por outro lado, a figura do colaborador garante a livre atividade dessas pessoas e atende a exigência do diploma para os jornalistas", concluiu. O relator destacou ainda que a Portaria 03 é legal e não prejudica o interesse público, por não cercear a livre manifestação do pensamento, criação ou opinião, direito constitucionalmente garantido.

Com esse entendimento, o ministro negou o mandado de segurança, no que foi acompanhado à unanimidade pelos demais ministros da Seção.

 

Fonte: STJ

O técnico brasileiro Jorge Vieira (foto ao lado), ex-comandante da seleção de futebol do Iraque, pediu "clemência" ao ditador deposto Saddam Hussein (foto abaixo), considerando como "desumana" a sentença de morte imposta ao ex-mandatário por um tribunal de Bagdá.

Vieira, um nômade do futebol que atualmente trabalha no América do Rio de Janeiro, dirigiu o Iraque na década de 1980 após ter sido contratado por Uday, filho mais velho de Saddam, que foi morto em decorrência da invasão norte-americana no país em 2003.

Em sua estadia de mais de um no em Bagdá, quando conseguiu classificar o Iraque para a Copa do Mundo de 1986, no México, Vieira chegou a conhecer "profundamente" o ex-treinador, segundo disse em recente entrevista por telefone à Reuters.

"Só tenho boas recordações do Iraque, de Saddam, de Uday. Fui tratado com gentileza, com amabilidade, com carinho. Fui mimado por eles", disse Vieira, de 72 anos.

"Infelizmente não posso fazer nada. Mas deviam ter clemência com Saddam, talvez uma condenação menor. A pena de morte na forca é desumana", acrescentou o técnico, que também trabalhou no futebol de Arábia Saudita, México e El Salvador.

Um tribunal iraquiano respaldado pelos Estados Unidos declarou Saddam culpado de crimes contra a humanidade e o sentenciou à morte por seu papel no massacre de 148 civis xiitas, em 1982.

Personalidades como o Dalai Lama, líder espiritual do Tibet, que vive exilado na Índia, pediram que as autoridades iraquianas perdoem o ex-presidente, enquanto grupos de direitos humanos e especialistas legais disseram que houve falhas profundas no julgamento de Saddam.

"Eu sabia que ele era cruel com seus inimigos. Mas me dizia ''antes que me matem eu tenho que matá-los primeiro''. O que ele dizia era que estava se defendendo", disse Vieira, que revelou que o ex-ditador lhe contou que pensava invadir o Kuweit, o que finalmente fez em 1990.

"Conversávamos em espanhol. Saddam falava espanhol muito bem. Fumava charutos cubanos. Tinha uma vida de rei e sabia tudo sobre o Brasil. Comprava muitas armas aqui", afirmou o técnico.

"Ele gostava muito da guerra. Me dizia, o Brasil é grande e tem o Uruguai ao lado, é o mesmo que Iraque e Kuweit", revelou ele.

Vieira recordou que compartilhou jantares, banquetes e encontros sociais com Saddam, a quem via pela menos uma vez por semana. Também teve uma relação estreita com Uday, que era responsável pela federação de futebol e pelo Comitê Olímpico do Iraque.

O brasileiro disse que sente "pena" quando escuta as notícias sobre a violência no Iraque, onde cerca de 100 pessoas são mortas por dia, segundo as Nações Unidas.

"Quando vivia lá, Bagdá era bonita, elegante. O Iraque tinha tudo. Restaurantes, cassinos, discotecas, uísque e champanhe. Era um país de uma mentalidade avançada. Hoje deve estar destruído", disse ele.

 

Fonte: Reuters

 

A equipe do São Raimundo Esporte Clube, fará nesta quarta-feira, 15 de novembro, aproveitando o feriado da Proclamação da República amistoso às 15h30 no campo do Madureira no Cipoal, contra o São Cristovão no planalto santareno, rodovia Santarém-Cuiabá.

 

É o segundo amistoso do pantera que se prepara para a primeira fase do Campeonato Paraense 2007 (Seletiva), primeira fase do estadual do próximo ano.

 

No primeiro amistoso disputado no último domingo (12), o São Raimundo venceu a equipe do Flamengo do Urumanduba, partida esta disputada naquela localidade, por 4 x 1.

 

Dando prosseguimento na programação de amistosos, dentro da pré-temporada, o presidente do clube Rosinaldo do Vale, confirmou mais dois compromissos para a equipe alvinegra, será na cidade de Parintins no Amazonas ainda neste mês de novembro.

 

O primeiro será dia 25 (sábado), contra o Amazonas Esporte Clube, enquanto o segundo no domingo, 26, frente ao Sul-América, na entrega de faixa ao campeão Parintinense da temporada.

Orientações para internautas

13:35 @ 15/11/2006

Essa nota  foi tirada do Blog do Val Mutran, jornalista paraense radicado em Brasília. É um interessante alerta a todos que vivem espalhando qualquer mensagem que recebem da internet às pessoas de sua lista de e-mails:

 

Miguel Carneiro Lima, perito judicial no Rio de Janeiro, enviou algumas interessantes recomendações que foram elaboradas pelo comitê de segurança da PETROS. Vale a pena serem lidas com atenção.

É DE INTERESSE DE TODOS NÓS QUE USAMOS A INTERNET COM RESPONSABILIDADE!
CUIDADO

  1. O que há por trás das mensagens, por exemplo, de crianças desaparecidas!
    Segue abaixo uma boa explicação para NÃO repassarmos qualquer e-mail de pedido, promoção, protestos ou acusações sem antes verificar a veracidade dos fatos.
    Uma amiga minha recebeu o e-mail abaixo transcrito, logo depois de receber um comovente e-mail com uma foto de uma criança desaparecida e repassar para vários amigos.
    Veja a resposta de uma das pessoas que recebeu a mensagem: Esse telefone não é de Niterói. Se você ligar direto, sem usar o DDD, a ligação não completa. Se usar o código 21, também não completa.
  2. Esses e-mails bem apelativos são criados por pessoas inescrupulosas para conseguir algo muito valioso para eles: o seu, o nosso endereço de e-mail...
    Qual candidato a deputado, dono de joalheria, diretor de banco, financeira etc, que não quer oferecer seus produtos ou dar o seu "plá", sem qualquer custo, para uma clientela seleta dessas: você, que é @gov...e eu, que sou @petros...
    Daí você manda para outros @ans, @iba, eu mando para @petrobras, @cvrd, @terra, etc.
    Alguém depois recolhe esses endereços, deleta os @ig da vida e vende nossos endereços, por uma nota, para os clientes acima.
    Sou do comitê de segurança da informação da Petros e todos os e-mails desse tipo que chegam eu verifico a veracidade.
    Até agora, e já faz mais de dois anos que estou nessa, somente um foi realmente verdade: era sobre um cadastramento de pessoas carentes para fazer cirurgia de palato, lábio leporino em crianças. Liguei e era real...
    O resto, tudo mentira!
    O último foi do banco Santander, que estaria recrutando pessoas com deficiência física para trabalhar.
    Aqui, na PETROS, todo mundo ficou sensibilizado e quando eu recebi, simplesmente entrei no site do banco.
    Achei um "pop-up" que desmentia a notícia...
    Aí seguem algumas dicas do nosso comitê para não "cairmos nessa":
  3. Escrever um mail ou enviar qualquer coisa pela Internet é fácil...
    NÃO acredite automaticamente em tudo! Observe o texto, reflita, analise tudo isto antes de repassar aos amigos. Quando nós recebemos mensagens pedindo ajuda para alguém, com alguma foto comovente, não repasse apenas "para fazer a sua parte"... Pode haver alguém cheio de más intenções, por trás deste e-mail... Verifique a veracidade das informações.
  4. Não tenha receio de NÃO repassar a mensagem, caso não queira ou não tenha condições financeiras de confirmar sua veracidade (há custo de interurbanos, etc)! Afinal, próximo de sua casa, há sempre alguém carente que você poderá ajudar, se esta for sua opção de vida.
    Cuidado!
  5. Muito cuidado com mensagens-lista de dados de pessoas, que a cada um vai assinando, colocando seus endereços e telefones reais, repassando... Podem facilmente serem utilizados por assaltantes, seqüestradores, etc.
    E AGORA O MAIS, MUITO MAIS, IMPORTANTE: quando reenviarem uma mensagem, RETIREM OS NOMES E E-MAILS DAS PESSOAS POR ONDE A MENSAGEM JÁ PASSOU.
    Existem programas rodando na Internet para pegar "tudo que tiver antes e depois de um @". O resultado disto é vendido para "spammers" que, muitas vezes, espalham vírus!
    Quando for mandar uma mensagem para mais de uma pessoa, NÃO UTILIZE A LINHA "PARA" NEM A LINHA "CC". ENVIE, SEMPRE, COM O "CCO" (CÓPIA CARBONO OCULTA) OU "BBC" (BLIND COPY), sendo que então nunca aparecerá o endereço eletrônico de nenhum destinatário.
    Quando todos nós fizermos isso, livraremos a Internet de 80% dos vírus!

 

ALÉM DESTAS INFORMAÇÕES SERIA INTERESSANTE ACRESCENTAR QUE TODOS NÓS DEVEMOS TER CUIDADO COM A PROLIFERAÇÃO DE TEXTOS ATRIBUÍDOS A PESSOAS FAMOSAS, QUE NEM SEMPRE SÃO VERDADEIRAS.

TEM MUITO TEXTO NA INTERNET ATRIBUÍDO A ESCRITORES E JORNALISTAS COMO LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO, QUE NEM SEMPRE SÃO DE SUA AUTORIA. O NOME É COLOCADO PARA DAR MAIOR CRÉDITO À DETERMINADA MENSAGEM QUE O TEXTO TRAZ.

SEMPRE QUE RECEBEREM UM TEXTO, BUSQUEM NA INTERNET SUA ORIGEM ANTES DE SAÍREM ESPALHANDO COMO VERDADEIRO. PARA ISSO, COPIEM UMA PARTE DO TEXTO, COLOQUEM-NA ENTRE ASPAS E JOGUEM-NA EM UM BUSCADOR (O GOOGLE, POR EXEMPLO). DEVERÃO SURGIR TODOS OS SITES ONDE A MENSAGEM PROVAVELMENTE FOI INSERIDA. SE ESTIVER EM ALGUM SITE CONFIÁVEL (DE PREFERÊNCIA DE JORNAIS E REVISTAS. NEM TODOS OS BLOGS SÃO CONFIÁVEIS), AÍ SIM VOCÊ PODERÁ TER CERTEZA DE QUE O TEXTO É VEROSSÍMIL.

CASO ESSA DÚVIDA NÃO SEJA DISSIPADA E QUISEREM ENVIAR O TEXTO MESMO ASSIM, COLOQUEM PELO MENOS "AUTORIA DESCONHECIDA" OU "TEXTO QUE CIRCULA NA INTERNET ATRIBUÍDO A FULANO DE TAL". ISSO EXIMIRÁ VOCÊ DE AFIRMAR QUE AQUELE TEXTO É REALMENTE DA PESSOA QUE ASSINA. CABERÁ AO DESTINATÁRIO DA MENSAGEM QUESTIONAR A ORIGEM E ATÉ MESMO VERIFICAR SUA AUTENTICIDADE.

QUEM TIVER OUTRAS DICAS PARA REPASSAR, SERIA INTERESSANTE POSTAR EM NOSSO BLOG.

O maior comentário durante a semana em Santarém, foi sobre a possível descoberta de um “homem-peixe” (fotos) nas águas do rio Amazonas, conforme noticiou o jornal O Impacto, na sua edição 609, de sexta-feira (10/11), assinada pelo repórter Marcos Santos. Até que ponto essa notícia é verdadeira ou sensacionalista?

Os leitores foram bombardeados pela informação e pelas fotos chocantes, iniciando um burburinho pelos quatro cantos da cidade. O jornal, naturalmente, aumentou sua vendagem pelo tipo de informações que explora o grotesco, o fantasioso. Mas qual a origem da notícia? No texto do repórter, fica claro que a fonte é a internet, onde segundo ele, “circula (sic) imagens e informações sobre um suposto homem-peixe, encontrado numa praia no Estado do Amazonas” (grifo nosso).

Com os recursos de busca avançada que a grande rede proporciona, é possível hoje para quem tem um pouco de paciência num feriado, fazer um verdadeiro “jornalismo investigativo” e descobrir a verdadeira fonte desta informação.

Seguindo as pistas da matéria, fomos em busca do tal IIBD (International Institute of Biological Studies) que seria um “instituto de biologia financiado pela ONU” responsável pela descoberta do tal “homo picis”, nome científico do “Homem-peixe”. Sabe-se que o nome científico de qualquer espécie é sempre escrito em latim, mas nesse caso já se nota um erro na matéria, pois “peixe” em latim é “PISCIS” e não PICIS! Mas tudo bem. Pode ser só um detalhe sem importância, um erro de digitação...

Após cansativas buscas através do Google, não se encontra um rastro qualquer da existência do tal instituto! O mais próximo a que se chega da nomenclatura é o IIBC (International Institute of Biological Control) com sede no Paquistão e que estuda o controle de pragas na agricultura. Além do mais, ao ler a sigla que buscamos percebe-se que existe algo errado já que no lugar do “D” deveria haver um “S”, de “Studies”. Mesmo tentando todas as variações nada se encontra.

O nome do tal instituto só vai surgir num link de um fórum sinistro na internet, onde alguém faz referência às fotos. Constata-se aí que o texto é praticamente o mesmo utilizado no jornal O Impacto. Trata-se do Fórum Burn, um espaço para debates de curiosos que acreditam na existência de UFO´s, sigla em inglês de “Unidentified Flying Object”, que em português são conhecidos como OVNI´s (Objetos Voadores Não Identificados), ou mais popularmente conhecidos como discos voadores e fenômenos extraterrestres! A própria palavra “Burn” é a sigla de “Brazillian Ufo Research Network”, a Rede Brasileira de Pesquisas Ufológicas. Começamos a sentir um cheiro de um novo Caso Roswell ao tucupi.

No Fórum Burn uma jovem de nome Veruska Magnole, envia uma mensagem a outros participantes e diz: “Fiquei pirada quando vi estas fotos e quis enviar para todos que conheço!!! Não consegui enviar todas aqui pelo grupo por causa do tamanho ultrapassar 1mb, mas no site tem mais 4 fotos”. Ela continua em clima de conspiração informando que as fotos “foram copiadas sem autorização do IIBD (International Institute of Biological Studies), um Instituto de Biologia financiado pela ONU que, após o Tsunami, descobriu esse espécime em uma pequena cidade costeira do Sri Lanka. Um hacker brasileiro que atende pelo pseudônimo de Littl3_Fr1end, que havia ouvido o rumor sobre um estranho animal encontrado pelo instituto, invadiu os servidores através de uma estação de trabalho de dentro do próprio Instituto e baixou as fotos, juntamente com arquivos de filmes que são muito grandes para anexar aqui”.

Como se pode notar, não há nenhuma referência ao rio Amazonas nesse texto! Das duas uma: ou o repórter recebeu um e-mail de terceiros com o texto já adulterado localizando o fato na Amazônia e sem checar sua veracidade o publicou, ou ele mesmo resolveu “adaptar” a versão da internet para a nossa realidade!

Voltando à mensagem de Veruska, ela informa que “Há também trechos de relatórios que estavam criptografados e só foi possível quebrar a codificação de poucos deles. Há citações dos mesmos entre aspas mais abaixo”. Ela refere-se exatamente ao trecho da reportagem de Marcos Santos em que ele afirma que:

“O Homo picis (homem-peixe) é, possivelmente, a maior descoberta biológica feita até o momento que pode gerar repercussões profundas no seio de toda a humanidade. Uma equipe de estudiosos com cerca de 130 especialistas da NASA em colaboração com a ONU estão em uma missão secreta para descobrir mais sobre este ser misterioso. O relatório preliminar menciona que sua análise genética foi conclusiva, pois contêm em seu DNA bases nitrogenadas heterogêneas aos de toda a vida conhecida que são adenina, citosina, timina e guanina (ou catg) ou simplesmente não contém bases nitrogenadas (...) indicando uma descoberta sem precedentes. Os pesquisadores pretendem descobrir se é uma "criatura extraterrena, intra-terrena ou simplesmente uma nova espécie desconhecida que conseguiu se esquivar dos olhos humanos até o momento."

A parte final da mensagem encontrada na internet diz não ser possível afirmar se as fotos são verdadeiras ou não. “Nem sequer profissionais forenses americanos puderam afirmar que seriam montagens. A textura em pixels da imagem é perfeita e não é possível encontrar "glitches" ou falhas de edição. Parece que as fotos são realmente autênticas. O ser inclusive tem queimaduras possivelmente "devido à sua exposição ao Sol durante o período de agonia que parece ter sofrido", diz o “texto criptografado” da jovem Veruska que também foi utilizado ipsis litteris pela reportagem d'O Impacto.

Seguindo a pista fornecida pela jovem Veruska, chegamos ao link do site Tecnocientista, que se propõe difundir todas aquelas notícias científicas curiosas e interessantes que sempre queremos ouvir e espalhar. Esse é o nosso propósito e nossa simples missão”, diz o editor Marcelo Ribeiro. O site existe desde 2005 quando passou a oferecer notícias no formato web ou através de inscrição pelo e-mail. E lá que se encontram as bizarras fotos do tal Homem-peixe.

A matéria d'O Impacto para tentar dar maior veracidade à informação, prossegue contando outros detalhes bizarros sobre animais com deformação que teriam sido encontrados no Rio de Janeiro (o "peixe-morcego") ou em Juruti (o "peixe-sapo"), segundo informações de pescadores!

E afirma ainda que "a criatura, metade peixe e metade homem, teria sido encontrada na Praia da Lua, na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas. Este ser estava morto, com uma pancada na cabeça, certamente lesionado por alguma embarcação. De acordo com informações obtidas pela reportagem, o ser estaria sendo estudado no Instituto de Pesquisas do Amazonas (sic). O Impacto tentou contato com o INPA, em Manaus, mas não obteve sucesso".

Ao entrar no site do INPA - Instituto de Pesquisas da Amazônia não se encontra nenhuma referência sobre tão importante descoberta! Vai aqui o e-mail da assessoria de comunicação do INPA, caso o repórter ainda queira checar a informação: ascom@inpa.gov.br

E a matéria do Impacto encerra num tom assustador: "A possibilidade de mutação de espécies aquáticas, segundo os cientistas e biólogos, é grande, portanto, não podemos descartar a possibilidade de existência de seres como estes encontrados nos quatro cantos do planeta, oriundos das profundezas dos rios e mares deste imenso planeta". QUE MEDO!

Para não incorrermos em erro quanto à avaliação da matéria, continuamos a pesquisa a partir da informação sobre a Praia da Lua e chegamos em outro fórum de e-mails onde jovens comentam a notícia, que segundo dizem, teria sido inclusive noticiada na TV. Mas não encontramos outras pistas. Talvez a reportagem tivesse esse dados, mas não foram fornecidos na matéria.

Ao final da investigação podemos tirar algumas conclusões: se o tal fenômeno do homem-peixe existe, provavelmente não ocorreu na Amazônia. Mas as próprias informações existentes nas internet são vagas, o que indica que pode ser uma verdadeira fraude arquitetada por jovens que usam da criatividade para espalhar boatos na grande rede, num grande desserviço à informação.

Quem lida com o jornalismo sério não pode se utilizar desse tipo de boato para desinformar. Como diz o mestre Manuel Dutra,  "quem busca informação, busca segurança".

Que isso não seja tomado como crítica ao repórter ou ao jornal citados, mas como alerta para se filtrar melhor determinadas informações veiculadas na grande rede que não tem qualquer consistência científica. Senão, daqui há pouco teremos que noticiar a chegada de Papai Noel puxado pela Mula Sem-cabeça em busca do El Dorado. Ah! Não esquecer da moça de branco de nossas lendas tão urbanas...

Manual de Sobrevivência

17:08 @ 16/11/2006

Eis algumas indicações simples e óbvias sobre como se precaver contra as falsas matérias.

** Conhecimento – Parte dos leitores tende a considerar que tudo sai em letra impressa é, por princípio, verdadeiro. Um pouco de ceticismo não faria mal. Tipo, toda denúncia é por princípio falsa, a menos que apresentem provas de que é verdadeira. Trata-se de princípio básico de direito, que reza que o acusador tem o ônus da prova.

** Verossimilhança – É o critério inicial básico para se avaliar uma matéria: conferir se tem lógica. Se a denúncia diz que o sujeito que quebrou recebia do presidente do BC informações privilegiadas sobre o câmbio, a denúncia não tem lógica: se recebesse, teria enriquecido e não quebrado. Da mesma maneira, supor que quatro políticos, sem afinidades pessoais entre si, pudessem abrir uma conta conjunta, e batizá-la com suas iniciais é algo tão extravagante que deveria desqualificar a denúncia no seu nascedouro.

** Evidências – Há denúncias que vêm acompanhadas de provas, outras que apresentam meras conclusões. O repórter que chegou à determinada conclusão, mesmo que não revele a fonte ou não disponha de provas, tem por obrigação revelar todos os elementos que lhe permitiram concluir. Quem tem elementos, apresenta. Quem não apresenta, é porque não tem. Se não pode apresentar testemunhas, o repórter tem, no mínimo, que apresentar fatos, circunstâncias, detalhes que lhe foram contados, para que o leitor possa avaliar se a suposição tem base ou se é chute. Se não apresentar, é chute.

** Fitas – Não acredite no jornalista que, ao mencionar determinadas gravações, use adjetivos tonitruantes para qualificá-las ("explosivas", "impactantes"), mas não mostre nem a cobra nem o pau. Só acredite nos trechos entre aspas, e só acredite naquilo que você está lendo. Se o trecho mencionado não significar nada para você, é porque não tem significado algum mesmo. Qualquer conclusão que a matéria apresente, que não for aquela que você pode tirar objetivamente da frase entre aspas, é cascata. Se os trechos do "grampo" que foram publicados não tiverem importância, é porque o que não foi publicado tem menos importância ainda.

Fonte: Observatório da Imprensa

Os dois maiores jornalistas santarenos, Lúcio Flávio Pinto (foto à direita)  e  Manuel Dutra (foto à esquerda), comentam a expectativa em torno do novo governo paraense, após as últimas eleições.

 

O comentário de Lúcio Flávio pode ser lido na edição on-line do jornal O Estado do Tapajós. 

Já a análise de Manuel Dutra (coordenador do Curso de Jornalismo do Iespes), pode ser acessado no site Pará Negócios. 

O impacto do Impacto

14:56 @ 17/11/2006

O texto analítico veiculado neste blog, sobre o sensacionalismo jornalístico de matéria veiculada semana passada no jornal O Impacto, bateu recordes de comentários, aqui, por e-mail e também no Blog do Jeso, onde a nota foi repercutida.

O texto, assinado pelo jornalista e acadêmico do curso de Jornalismo do Iespes, Jota Ninos (foto), foi elogiado pela maioria dos que comentaram (entre eles profissionais da comunicação) e criticado por alguns destacando-se - como era de se esperar - o editor de O Impacto que em nota publicada na edição de hoje, na Coluna Impacto, desdenhou da análise de forma irônica:

 

Dor de cotovelo - A edição do jornal O Impacto da semana passada, falando sobre o aparecimento de um homem peixe em uma praia em Manaus (AM) não deu para quem quis. Choveram telefonemas em nossa redação pedindo mais exemplares e informações sobre o ser mutante. Só lamentamos que alguém (pseudo jornalista) quando se referiu à matéria, não mencionou o nome de O Impacto como o meio de comunicação que veiculou a matéria. Por que será?

 

P.S Vale registrar o link oferecido por um dos comentaristas da notícia, onde as fotos estão mais nítidas e outras pessoas comentam como se trata de outra armação da internet. Clique AQUI.

Já está decidido: na administração Ana Júlia Carepa (foto) , a primeira governadora eleita da história do estado, deverá ser revisto o convênio pelo qual a Funtelpa (Fundação de Telecomunicações do Pará) cede sua rede de retransmissão de sinal da televisão para a TV Liberal, afiliada da Rede Globo no Pará, e ainda é obrigada a pagar por isso.

 

A informação completa desta matéria está no bem informado blog do jornalista paraense Augusto Barata (foto ao lado), que você pode ler acessando AQUI.

 

 

O ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu ontem a necessidade do diploma em jornalismo para exercício da profissão até que o STF julgue definitivamente a polêmica, acatando liminar do procurador-geral da República Antonio Fernando de Souza. A decisão precisa ser referendada pela 2ª Turma do STF.

A data para o julgamento da obrigatoriedade ainda não foi definida. Na liminar, o procurador argumenta que diversas pessoas foram beneficiadas pela decisão da justiça federal em São Paulo e que não poderiam ser prejudicadas até que o Supremo decidisse a questão.

Um número elevado de pessoas, que estavam a exercer (e ainda exercem) a atividade jornalística independentemente de registro do Ministério do Trabalho de curso superior, por força da tutela antecipada anteriormente concedida e posterior confirmação pela sentença de primeira grau, agora se acham tolhidas em seus direitos, impossibilitadas de exercer suas atividades”, afirmou Souza.

Idéias divergentes
Segundo o ministro do STF, a decisão envolve uma discussão entre dois aspectos da constituição que são, aparentemente, divergentes. Enquanto o artigo 5º define que “é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendida as qualificações profissionais que a lei estabelecer”; o artigo 220 afirma que não é possível nenhuma lei que “constitua embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social”.

* Com informações do Consultor Jurídico e do Site Comunique-se.


A crise que tomou conta do futebol argentino já ameaça o término do campeonato nacional.

 

Depois de uma reunião do sindicato de jogadores do país, os atletas ameaçaram entrar em greve caso os dirigentes dos clubes e da federação do país não garantam a segurança nos jogos e treinos.

 

Uma grande responsabilidade de tudo isto é dos maus dirigentes, que dizem uma coisa e fazem outra. Deixam soltos os torcedores violentos e depois viram as costas, afirmou Sergio Marchi, secretário do sindicato dos jogadores, em entrevista coletiva após a reunião, que aconteceu na noite desta segunda-feira.

 

O secretário também afirmou que eles pedirão a revisão da impopular medida tomada pela Federação Argentina de Futebol (AFA), que proibiu a presença de torcida adversária nos jogos do Campeonato Argentino.

 

Em 16 rodadas, sete partidas já foram interromptidas ou não aconteceram por problemas com violência de torcedores.

 

O presidente da AFA, Julio Grondona, negou que tenha a intenção de parar o Torneio Apertura do Campeonato Argentino.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

 

Irônica essa falta d´água...

21:12 @ 21/11/2006

                                                             (*) Milton Corrêa

 

Essa carência de água potável em Santarém é extremamente irônica, se considerarmos que em frente à nossa maravilhosa cidade vislumbramos dois majestosos rios: Amazonas e Tapajós e ainda temos várias e pequenas bacias hidrográficas, formadas por um conjunto de igarapés e lagos que circundam a região urbana da, ainda, Pérola do Tapajós. O sucateamento do sistema de abastecimento d’água  é a prova inconteste de que a COSANPA tornou-se incompetente para continuar gerenciando o setor e, portanto, como defende grande número de munícipes está passando da hora da administração municipal assumir o comando dessa questão, enquanto é tempo. Se queremos nos transformar em unidade da federação, temos que começar a tomar conta do nosso destino e está aí uma ótima oportunidade para iniciarmos, gerenciando a água que consumimos.

 

É inadmissível, inaceitável, que a gerência da COSANPA em Santarém não tenha autonomia para comprar uma peça que necessite na recuperação de um vazamento d’água tendo que depender da direção geral da Companhia em Belém. É um absurdo que o atual gerente da COSANPA se negue a dar esclarecimentos a população através dos meios de comunicação local, com a alegação de que para isso precisa de autorização da presidência da Companhia.

 

Então, por que temos que abrigar uma COSANPA assim, que na visão de muitos é cega, surda e muda. Já que a sua gerência parece não enxergar os problemas da falta d’água que aflige grande parte da população santarena, faz que não ouve os reclamos de seus consumidores e ainda se dá ao luxo de não ter autonomia, precisando depender de autorização da direção geral para fala.  

 

Até quando vamos ser reféns da inoperância, da deficiência, da ineficácia da COSANPA? Enquanto consumidores somos religiosamente cobrados por um serviço que não nos é oferecido com a qualidade que merecemos e não usufruímos como deveríamos usufruir. E por que aceitamos com tamanha passividade a violação ao direito que nos é garantido de termos dignidade, tendo  água em abundância  como sonhamos ter.

 

Lembram do Movimento contra a Escuridão, nos anos 90, quando passávamos até 18 horas sem energia? E foi fruto desse movimento que envolveu políticos, empresários, e muitos outros setores representativos da sociedade local, que o linhão de Tucurui se materializou e hoje é uma realidade, com perspectiva de extensão para outros municípios da região Oeste do Pará, inclusive os da Calha Norte, do outro lado do rio Amazonas. O que falta então para que os diversos segmentos da sociedade local possam se mobilizar e promovam o Movimento Contra a Falta d’Água em Santarém? Paciência tem limites! Aliás, já fomos pacientes demais! Chegou a hora de reagirmos. Ou somos mesmos masoquistas? Vamos acordar antes que caiamos num sono profundo e esqueçamos o sonho de podermos viver com dignidade plena, tendo água  com fartura.

 

Está mais do que na hora da governadora eleita Ana Júlia Carepa e do nosso vice-governador Odair Corrêa, digo nosso porque ele é genuinamente santareno, ao tomarem posse, possam desenvolver um projeto que de fato se concretize em Santarém, acabando de vez com esse sofrimento de décadas que é a falta de água nas torneiras de muitos santarenos. Juntos nessa luta pela água obrigatoriamente tem que estar o deputado federal Lira Maia e os nossos deputados estaduais Alexandre Von, Antonio Rocha e Carlos Martins. Não queremos jamais uma COSANPA sucateada, com um gerente sem voz e sem autonomia, como se vê hoje em Santarém. Se assim for, então é melhor privatizá-la!

Ficar como está é aceitar o sofrimento que esperamos tenha fim, e logo!

 

(*) Atua na Imprensa santarena há 26 anos e é acadêmico do Curso de Bacharelado em Comunicação Social/ Jornalismo do Instituto Esperança de Ensino Superior – IESPES.

 

Em rodada dupla realizada na última terça-feira (21), a noite no estádio Colosso do Tapajós, as equipes do Amparo e Arsenal conseguiram classificação à terceira fase do Campeonato Santareno 2006, ao vencerem São Francisco e São Cristovão respectivamente, pelo grupo B. No primeiro encontro o Arsenal ganhou do São Francisco atual campeão santareno, pelo placar de 3 x 1, enquanto que na partida de fundo, o time do Amparo passou pelo São Cristovão venceu por 3 x 2. Arsenal e Amparo classificados, aguardam os dois classificados do grupo A, que jogam também em rodada dupla nesta sexta-feira, dia 24 de novembro no Barbalhão. Na preliminar jogarão, às 18h45 - Internacional/Mojui e Norte Clube, e na principal a partir das 20h45, enfrentam-se Flamengo e Conceição.

A Fifa divulgou nesta quarta-feira seu mais novo ranking de seleções. Com os bons resultados do técnico Dunga (foto) e os tropeços da campeã do Mundo Itália, que ainda não conseguiu se firmar sob o comando de Roberto Donadoni, a seleção brasileira continua na primeira colocação, com apenas 28 pontos a mais que os italianos. Perto da ponta da tabela, houve uma inversão de posições. A seleção argentina, eliminada nas quartas-de-final da Copa do Mundo, subiu uma posição e agora é terceira, enquanto os vice-campeões do mundo, os franceses, caíram uma posição, ficando em quarto. Entre os dez primeiros, uma única novidade. A seleção da Nigéria, que subiu duas colocações e agora é a nona.

Confira os dez primeiros colocados do Ranking da Fifa:

 

1º) Brasil – 1.588 pontos

2º) Itália – 1.560

3º) Argentina – 1.551

4º) França – 1.523

5º) Inglaterra – 1.359

6º) Alemanha – 1.348

7º) Holanda – 1.305

8º) Portugal – 1.258

9º) Nigéria – 1.242

10º) Rep.Tcheca – 1.190

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Zurique (Suíça)

 

Corrida do Círio 2006

17:32 @ 23/11/2006

 

 

 

 

Acontece nesta sexta-feira, 24 de novembro a vigésima terceira corrida do Círio promovida pela Rádio Rural em parceria com Academia Djalma Lima e Irmãos. A largada será às 19 horas de frente da Caixa Econômica na Avenida Tapajós. Mais de 250 atletas entre homens e mulheres estão inscritos para a competição.

 

Os primeiros colocados receberão troféus e dinheiro. As equipes vencedoras receberão troféus e quites esportivos. A Corrida do Círio é uma forma encontrada pela Rádio Rural para homenagear a padroeira da Diocese: Nossa Senhora da Conceição. As inscrições ainda podem ser feitas até às 14hs, na portaria da Rádio Rural. Basta levar um alimento não perecível para participar.

 

O evento já faz parte o calendário de eventos do município de Santarém, conforme a lei de número 17.349 de 20 de agosto de 2002.

Mídia e Política

12:17 @ 25/11/2006

Sempre que um novo governo se instala, duas coisas geram grande expectativa nos debates sobre possíveis mudanças. Uma delas é pública e notória e refere-se à formação do governo e distribuição de cargos.

A outra, que tem relação com a anterior, transita nos bastidores do mercado publicitário e de mídia: a definição sobre quem se ocupará das contas de publicidade do novo governo.

Um interesante debate sobre este tema trava-se no blog Quinta Emenda do publicitário Juvêncio Arruda (foto) sob o título de Mídia e Política, a pretexto do que rola nos bastidores do governo de Ana Júlia Carepa, que se inicia em 1º de janeiro.

Para ter acesso à estas informações, clique AQUI.

O separatismo no Pará

13:09 @ 25/11/2006

Manuel Dutra"A rigor, não existe um debate sobre as demandas das regiões Oeste e Sul do Pará por autonomia política. Em Belém, isso não existe por desconhecimento das razões desses pleitos, um desconhecimento que engendra o preconceito. Em Santarém e Marabá, candidatas a capitais, o debate é débil em virtude da profunda dependência político-partidária das elites locais em relação aos grupos de poder político e econômico sediados na capital do Pará. Não havendo, lá, lideranças sociais não partidárias engajadas no embate separatista, o que deveria ser um debate salutar, lá e cá, torna-se conversa sazonal que se transfere para o âmbito de comissões do Congresso, em Brasília.

 

Trecho do novo artigo do jornalista santareno Manuel Dutra (foto), coordenador do curso de Jornalismo do Iespes, sobre o polêmico debate da criação de dois novos estados à partir do território paraense. A análise completa pode ser lida acessando este LINK.

Jornalismo ético

13:52 @ 25/11/2006

Jornalismo ético é jornalismo de qualidade. Jornalismo de qualidade é jornalismo ético. Uma apuração malfeita conduz a desvios éticos, do mesmo modo que a edição malfeita. E aí nem estamos falando de más intenções, mas apenas das exigências técnicas da profissão que, é bom saber, constituem também exigências éticas.
Na apuração, por exemplo, é um imperativo tanto ético quanto técnico ouvir todos os lados envolvidos e ser fiel aos diversos pontos de vista no momento de registrá-los. Na edição, é preciso dar o peso devido a cada um dos aspectos que fazem parte da história, um peso que reflita o peso que eles têm na realidade e que ajude o leitor, o telespectador, o ouvinte ou o internauta a formar uma visão equilibrada do que se relata. Quanto à má-fé, ela pode se manifestar na apuração e na edição.
Normalmente, porém, quando se fala de manipulações, estas geralmente acontecem na edição: uma manchete maldosa e distorcida, uma foto artificialmente desfavorável de um personagem e que é escolhida pelo editor com intenções de prejudicar esse personagem, a omissão de detalhes ou de fatos relevantes para obter vantagens econômicas ou políticas. A manipulação é um desvio ético flagrante e conhecido, e se materializa, sem dúvida, na edição e na chefia de reportagem.
Mas não é o desvio mais importante, ao menos na minha opinião. Hoje, para mim, o mais preocupante é aquilo que passa à margem das intenções dos editores. O advento dos grandes conglomerados da mídia, por exemplo, transforma os veículos de informação, que antes eram empresas independentes, em departamentos dentro das mega-corporações. Esses departamentos convivem com outros negócios, como o entretenimento, e, por meios sutis, são muitas vezes estimulados a contribuir com reportagens para o sucesso de outros negócios da mesma empresa.
Também me preocupa o que vem sendo chamado de "pensamento único". A imprensa acaba, ocasionalmente, desistindo de oferecer ao público uma visão crítica dos acontecimentos e embarca em canoas ideológicas da moda. A maioria não entra nessa por má intenção, mas porque não parou para refletir sobre a leitura de mundo que está passando adiante. Há pouca pluralidade de opiniões no jornalismo, há pouco debate. Formam-se grandes consensos sem maiores problematizações, e isso pode conduzir a um empobrecimento da informação.

 

Trecho de antiga entrevista de Eugênio Bucci (foto), professor de Ética Jornalística na Faculdade Cásper Líbero e atual presidente da Radiobrás, ao site Observatório da Imprensa enfocando o seu livro "Sobre ética e imprensa" (Companhia das Letras, São Paulo, 2000). A entrevista - como o livro - é interessante e pode ser lida clicando AQUI.

 

Contribuição de Welisson Costa (foto), acadêmico de Jornalismo do Iespes.

A FENAJ (Federação Nacional dos Jornalista) e os Sindicatos dos Jornalistas por todo Brasil estão orientando os profissionais, professores e estudantes de jornalismo a enviarem mensagens aos ministros do STF protestando contra a Ação Cautelar que manteve a validade dos registros precários.

Se não for revogada, a decisão terá validade até o julgamento final de um recurso extraordinário, também pelo STF, no qual se discute a exigência do diploma ou registro para exercer a atividade jornalística.

Além das mensagens ao ministros do STF haverá manifestações em todo Brasil. Para ter acesso ao modelo de carta que a Fenaj recomenda que seja enviada aos ministros em defesa do diploma e para mais detalhes sobre a campanha, fundamental para todos os jornalistas, acesse AQUI.

E-mails dos ministros:

         Ministro Celso de Mello
        
mcelso@stf.gov.br

         Ministro Cézar Peluso 
        
carlak@stf.gov.br
         (e-mail da chefe de gabinete)

         Ministro Joaquim Barbosa
        
gabminjoaquim@stf.gov.br

         Ministro Eros Grau
        
gaberosgrau@stf.gov.br

         Ministro Gilmar Mendes
        
mgilmar@stf.gov.br
 

Com informações do Blog da Rita Soares.

Uma rádio comunitária

15:50 @ 25/11/2006

A foto acima é das instalações da rádio comunitária Japiim, na comunidade de Suruacá, rio Tapajós. Ela já existe há 12 anos(!), segundo informa a jornalista Carline Piva, do PSA - Projeto Saúde & Alegria, em seu bem informado blog com lindíssimas fotos da região. 

Para conhecer este outro mundo que pulsa nas comunidades da região do Tapajós, acesse o blog Pé-na-Jaca (nada a ver com a novela global) clicando AQUI.

 

P.S.: a Danniele Oliveira (na foto com a Carline), acadêmica de Jornalismo do Iespes que trabalha no PSA, bem que poderia nos contar a história dessa rádio e falar da experiência dos comunitários nesse trabalho, né? Fica a sugestão.

Bastidores da TV Tapajós

16:18 @ 25/11/2006

E falando em blogs bem informados, é sempre bom dar uma passadinha no Blog da jornalista santarena da TV Tapajós, Wal Nascimento para se divertir com as informações sobre os bastidores da produção jornalistica da principal emissora de TV da região oeste do Pará.

A Wal carrega o mérito de ter sido uma das primeiras profissionais da área a entrar na blogosfera (mesmo antes do Jeso Carneiro). Na verdade, chegou a ensinar outros jornalistas como acessar essa maravilhosa ferramenta.

Aos 25 anos, Wal Nascimento é uma das gratas revelações do jornalismo local, entregando-se às matérias de corpo e alma (como na foto acima, fazendo um rappel na selva). Com formação em Letras, estagiou como produtora na primeira equipe de produtores da TV Tapajós, ascendeu por mérito à função de repórter, e atualmente é dublê de editora e apresentadora do Bom dia Santarém.

Suas matérias na TV Tapajós são as mais inspiradas, e no blog sua irreverência e poesia mostram seu outro lado (mais conhecido dos colegas da TV): o desapego à fama. Notória por seus esquecimentos, Wal é competente no que faz apesar de, às vezes, dar umas escorregadas homéricas que ela mesma denuncia em seu blog em meio à famosa gargalhada histriônica (kkkkkkkkk!).

A foto ao lado mostra um momento de "concentração" de Wal no estúdio... Outras fotos dessas encontram-se em seu blog.

Deliciem-se com as aventuras de Wal Nascimento em seu simpático blog Bicho-da-goiaba (às vezes ele fica fora do ar algum tempo, talvez por esquecimento da autora..)

Acho que o que pode diferenciar uma cobertura da outra não é tanto o viés político, se é esquerda, direita, centro, se mantém a objetividade, se não mantém - diz a jornalista.

- Toda cobertura é influenciada, um pouco, pelo ponto de vista de quem está produzindo, e isso é mais pronunciado em política internacional. O que diferencia é de que país, de quem você vai falar. E nisso é que a gente não pode ser igual nem aos Estados Unidos, nem aos jornais europeus.

 

Trecho da entrevista da jornalista Claudia Antunes, editora de Mundo da Folha de S. Paulo, depois de um ano de estudos nos EUA. A visão da jornalista sobre as diferenças entre jornalistas brasileiros e internacionais é interessante e pode ser lida no site Observatório da Imprensa.

 

Colaboração do acadêmico de jornalismo do Iespes, André Gomes (foto ao lado).

 

PMDB Regional demonstra unidade

09:39 @ 27/11/2006

Aconteceram ontem, domingo, as Convenções Municipais do PMDB no Pará. Nos municípios de Santarém e Belterra as circunstâncias foram semelhantes, com os novos diretórios sendo renovados sem a competição de chapas, em clima de grande entendimento, demonstração de crescimento da legenda e confraternização contagiante.

Em Belterra, com o plenário da Câmara Municipal recebendo cerca de 150 filiados, representantes de outros partidos como PDT, PFL e PR (ex-PL) e de algumas comunidades do interior, além de outros convidados e populares, o encontro aconteceu pela manhã sob a coordenação do então presidente do partido o tabelião Domingos dos Anjos. A única chapa, “Ulisses Guimarães”, com 41 membros efetivos foi eleita por unanimidade mantendo como delegados o ex-prefeito Oti Santos e o próprio Domingos dos Anjos, enquanto que a Executiva Municipal passou a contar com o ex-vereador Juvercílio Silva (Juva) como presidente; o pastor Eduardo Pinto, da Assembléia de Deus e o professor Pedro Emiliano como vices, além do vereador Naldo Nogueira Lima mantido como Secretário.

Em Santarém, à tarde - devido ao Círio de Nossa Senhora da Conceição - o plenário Benedito Magalhães da Câmara Municipal lotou para a festa do PMDB. Com diversos oradores usando da palavra durante todo o encontro e a Mesa dos Trabalhos sob a liderança do deputado estadual Antonio Rocha, foi pontificada com a presença de dois concorrentes à presidência do Poder Legislativo, vereadores Luis Alberto da Cruz e José Maria Tapajós, além de 4 ex-prefeitos de Santarém (Ronaldo Campos, Ronan Liberal, Oti Santos e Ruy Correa).

Os ares foram de consenso e as especulações que haviam de que o vereador José Maria Tapajós e o suplente advogado Luis Alberto Pixica ficariam de fora do Diretório não se confirmaram. A nova Executiva Municipal do PMDB de  Santarém tem o deputado Antonio Rocha na presidência; o ex-prefeito Ronan Liberal como 1º Vice e o advogado Luis Alberto Pixica como Secretário.

O momento destinado às novas filiações ao partido causou grande frisson entre os peemedebistas presentes, que num gesto de total aprovação aplaudiram as filiações do arquiteto Ney Imbiriba que se desligou do PV; do empresário Manoel Diniz, um dos líderes da região do Lago Grande; dos médicos Júlio César Imbiriba de Castro e Paulo Sérgio Pimentel; do advogado e ex-vereador Geraldo Sirotheau; do ex-vereador Maurício Correa que desligou-se do PP e do vereador Luis Alberto da Cruz, que desligou-se do PPS. Também prestigiaram o encontro os ex-vereadores José Alves Sobrinho e Laudenor Albarado e o vereador eleito pelo PT Evaldo da Premac.

Histórias que ouvimos por aí

13:43 @ 27/11/2006

Recentemente estive em Prainha, comunidade ribeirinha da Flona (Belterra). Lá ouvi uma história muito melhor do que a do homem-peixe.

Por lá corre o boato de que uma enorme Cobra anda aparecendo no rio e beiradas assustando os ribeirinhos. Segundo alguns comunitários a cobra apareceu a poucos dias atrás numa faixa de terra em frente a referida comunidade, armando o bote para alguns bovinos que se encontravam no local. Os moradores bem que tentaram capturar o ofídio mas este fugiu antes mesmo que eles chegassem em terra, desaparecendo assim que os viu na água.

As últimas informações sobre a "Cobra Grande" dão conta que ela apareceu em Piní comunidade  próxima a Prainha.

Um fato que têm chamado a atenção dos moradores é o sumiço dos botos, que desde o surgimento da cobra nunca mais foram vistos nas águas do Tapajós. O jovem Marquinhos, 17 anos, morador de Prainha levanta uma possibilidade mais drástica, de que a cobra andou devorando os mamíferos. Se isso for verdade muitas caboclas não terão mais a companhia do galante sedutor nas noites de lua cheia.

Essa é uma das muitas histórias que ouço quando visito esses lugares recônditos da Amazônia. Cabe a cada um julgar se essa é mais uma história de pescador ou não. A decisão fica a critério do seu imaginário. A única coisa que posso afirmar é que, a história da Cobra Grande é muito mais real que essa farsa de homem-peixem, pena que não cheguei a tempo de tirar uma foto pra vocês.

Foi da cidade de Itaituba, o ganhador da vigésima terceira corrida do Círio, realizada na sexta-feira (24), em Santarém, principal corrida de rua do oeste do Para. O atleta Romeu Paz de Araújo, 21 anos percorreu os doze quilômetros em trinta e oito minutos e quarenta segundos, dez minutos a menos que Sidney César Batista, que cravou trinta e oito minutos e cinqüenta segundos, ficando em terceiro, o atleta santareno, Jean Mendes (foto), trinta e nove minutos e trinta segundos. Lembrando que, o atleta Sidney Batista é natural do município de Monte, foi criado em Santarém, mais há oito anos reside e é federado na Federação Amazonense de Atletismo. No individual feminino, a ganhadora foi Elisvane Oliveira dos Santos, federada na Federação Paraense de Atletismo (Belém), sendo natural de Tucurui, ela cruzou a linha de chegada com a marca de quarenta minutos e quinze segundos, seguido da santarena Risonete dos Santos Moura (foto), quarenta minutos vinte cinco segundos, ficando na terceira posição, Franciane dos Santos, Santarém, com o tempo de quarenta e três minutos e vinte segundos.

 

Confira a lista dos premiados:

Masculino:

1º- Romeu Paz Araújo, Itaituba, 38’40

2º- Sidney César Batista, Manaus, 38’50

3º- Jean Mendes, Santarém, 39’30

4ª- Luiz Verônico de Melo, Marabá, 40’10

5º- Alderi de Jesus, Juruti, 42’05

 

Feminino:

1º- Elisvane Oliveira dos Santos, Tucurui, 40’15

2º- Risonete dos Santos Moura, Santarém, 40’25

3º- Franciane dos Santos, Santarém, 43’30

4ª- Elane Cristina Jati, Santarém, 44’10

5º- Elivalda Gonçalves, Santarém, 46’05

 

Master:

Masculino:

Ezequiel Silva

 

Feminino:

Denilza Santos

 

Atleta mais idoso:

José Leonel de Sousa, “Maringá” (84 anos)

 

Atleta mais novo:

Israel Pequenino Melo de Sousa (6 anos)

 

Participação Especial:

Ubiratan Betcel

 

Equipe Vencedora:

POL (Santarém)

 

Colégios vencedores:

1º- Escola Aparecida

2º- Colégio Álvaro Adolfo

 

A realização da Corrida do Círio de Nossa Senhora da Conceição e da Rádio Rural de Santarém, e coordenação da academia Djalma Lima e Irmãos.

 

Fazendo parte da programação de amistosos em sua pré-temporada, visando sua estréia na primeira fase do Campeonato Paraense 2007, no início do mês de dezembro, o São Raimundo de Santarém, comandado pelo técnico Lúcio Santarém, saiu com saldo positivo da cidade de Parintins no Amazonas, onde disputou duas partidas amistosas, ambas realizadas no estádio Tupi Cantanheide na Ilha Tupi Nabaranda. No sábado (25) o Pantera goleou a equipe do Sul-América por 4 x 0 e no domingo, jogou água no chope do Amazonas Esporte Clube, que recebia faixas pela conquista do campeonato local da temporada, com o time santareno vencendo por 2 x 1. O destaque no jogo de sábado no São Raimundo, foi o atacante Neizinho, indicado e contratado pela manhã, entrou no segundo tempo e marcou três gols, o primeiro tento do pantera foi marcado pelo meia atacante Ricardo. No domingo (26), os gols do alvinegro santareno foram marcados pelo zagueiro Bizouro e pelo lateral esquerdo João Pedro. Além do atacante Neizinho, o clube também contratou o goleiro Cristiano. A delegação do São Raimundo Esporte Clube, que foi chefiada pelo seu presidente Rosinaldo do Vale, retornou no final da manhã desta segunda-feira (27), a Santarém. No próximo domingo, dia três de dezembro pela parte da tarde, o time estréia no estadual 2007, jogando no campo Francisco Vasquez, na capital frente ao Sport Clube Belém.

Imagem no "espelho" da mídia

22:23 @ 27/11/2006

A modelo Ana Carolina Reston Marcan, aos 21 anos, na semana passada, em conseqüência de anorexia nervosa, reacendeu a polêmica em torno do "padrão de beleza" ditado pela indústria da moda. O assunto não é novo, contudo cabe uma indagação: qual o papel da mídia nesse tipo de acontecimento?
Os chamados transtornos alimentares são pautas raras na imprensa. O assunto só ganha espaço se alguma celebridade é acometida ou vitimada pela bulimia ou anorexia. A mídia faz o seu "show" e isto volta a dormitar em alguma gaveta das redações até a próxima fatalidade.


 
 
Trecho do texto do jornalista santareno Samuel Lima (foto) e doutor em mídia e teoria do conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e coordenador do Curso de Jornalismo do Bom Jesus/IELUSC.
 
Para ler o texto na íntegra clique AQUI.

Oito entre os 513 deputados federais eleitos receberam doações de campanha de rádios e televisões. Esse tipo de doação é explicitamente vedada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dois deles foram eleitos por São Paulo. Outro parlamentar nessa lista foi ministro do Tribunal de Contas da União. Segundo o TSE, a punição pode variar desde a suspensão do fundo partidário até a cassação – ou não diplomação – dos eleitos.

 

Leia a matéria na íntegra clicando AQUI.

O presidente da Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS), Odilson Matos já retornou a ativa depois da viagem que fez a capital do estado do Pará, para fins de tratamento e está convocando os membros da diretoria da entidade, para participarem da reunião ordinária da Academia nesta quinta-feira, 30 de novembro, a partir das 17h00, na sede provisória da entidade, na rua Coronel Joaquim Braga, 74, no Centro.

O principal item da reunião será a definição dos patronos em relação aos titulares das cadeiras. Os membros efetivos da entidade que ainda não conseguiram informar à Secretaria Geral da ALAS, o nome do seu patrono, essa definição será feita à revelia, uma vez que já é do conhecimento da maioria a necessidade da entidade concluir essa etapa de trabalho.

Até a semana passada, depois de uma reunião realizada entre os acadêmicos Éfrem Galvão, Hélcio Amaral e Ednaldo Rodrigues estava faltando definir os patronos para 09 membros da entidade, o que vai ser decidido na reunião da próxima quinta-feira, caso os interessados não procurem a diretoria da ALAS para fazer a sua própria escolha.

A ALAS conta com 40 patronos - pessoas de renome que prestaram grandes contribuições ao desenvolvimento da cultura regional, com abrangência às Sete Artes, e que agora emprestam seus nomes a cada uma das cadeiras da entidade, que conta também, com 40 membros efetivos titulares, dos quais 09 ainda não definiram o nome de seus patronos. 

Falar de ética jornalística no contexto brasileiro é, em primeiro lugar, relembrar que o código atualmente vigente foi elaborado pelo Congresso Nacional de Jornalistas, reunidos no Rio de Janeiro em 1985, e posteriormente modificado por outro congresso no ano seguinte.

Toda e qualquer notícia vai promover o interesse de um grupo da sociedade em detrimento do interesse de outro, por mais que ela seja isenta e se paute pela objetividade e pela busca da verdade, que são fundamentais.

 

Aurélio Galvão, in Jornalismo Empresarial a serviço do seu bem-estar, é jornalista e administra seu site pessoal, em que discute como sociedade e imprensa podem beneficiar-se mutuamente.  Para ler o texto acima, na íntegra clique AQUI.

O diploma e as orelhas

19:13 @ 28/11/2006

Aparício Torelly, ou Aporelli, ou o Barão de Itararé, foi um dos grandes humoristas brasileiros. Membro do Partido Comunista (na ilegalidade), e sabendo que a truculenta polícia política poderia invadir sua redação, colocou na porta um cartaz histórico: "Entre sem bater". É dele também a frase definitiva: "Diploma não encurta a orelha de ninguém".

 

O debate sobre o diploma de jornalista parece partir do princípio de que, obtido o diploma, as orelhas se reduzem e o cavalheiro pára de zurrar. Gente como Ricardo Kotscho, como este colunista, como Boris Casoy, como Eduardo Suplicy, como Joelmir Beting, sem diploma de jornalista, está condenada à mais profunda ignorância. Se souber duas línguas, uma será o zurro; outra, o relincho.

 


O Brasil teve normas regulatórias antes de ser um país; teve censura antes de ter imprensa. Talvez por isso, imagina-se que uma profissão, não sendo amparada por um diploma, será forçosamente mal exercida. Só que não será, não: pode-se perfeitamente trabalhar em jornal sem um papel assinado ? e assinado por gente que, muitas vezes, jamais deu a honra de sua presença numa Redação.

 


Diploma de jornalista não é ruim: é bom. Pode ser ótimo. É desejável. Mas não é essencial. E nem vamos entrar naquela conversa mole de que os patrões querem abrir o mercado para pagar menos. Patrão, por definição, sempre procura pagar menos. E os exemplos citados, de jornalistas sem diploma, sempre estiveram entre os maiores salários das redações em que se engajaram.

 


Talvez o motivo da luta pelo diploma seja outro, mais feio: a reserva de mercado. Porque, não haja dúvida, as empresas sempre vão procurar os profissionais que julgarem mais competentes; e, se não houver lei, rigidamente fiscalizada, com penas severíssimas, escolherão os melhores, com diploma ou sem ele.

 

Carlos Brickmann (foto) é Jornalista, Analista Político e Colunista do Diário Popular.

Observatório da Imprensa

A Fifa divulgou na manhã desta quarta-feira o nome dos três finalistas para o prêmio de melhor jogador do ano. O brasileiro Ronaldinho Gaúcho (foto), vencedor do prêmio nos dois últimos anos; o italiano Fabio Cannavaro, vencedor da Bola de Ouro da revista France Football; e o francês Zinedine Zidane, vencedor do prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo deste ano, foram os escolhidos.

 

A Fifa também divulgou as candidatas ao prêmio de melhores jogadoras do ano. A brasileira Marta, a norte-americana Kristine Lilly e a alemã Renate Lingor concorrem ao prêmio. A festa de entrega aos melhores do ano acontecerá no dia 18 de dezembro, na cidade de Zurique, na Suíça.

 

Além da disputa de melhores jogadores, haverá a entrega de outras honrarias, mas essas já definidas.

 

O italiano Gianluigi Buffon receberá o prêmio de melhor goleiro do ano. Os três melhores da Copa da Alemanha – Zidane, Cannavaro e o também italiano Andrea Pirlo – também serão homenageados. Klose, Ronaldo e Crespo ainda receberam troféus por terem sido os principais goleadores do Mundial.

 

 

Fonte: Gazeta Esportiva.

A Seleção Brasileira venceu a da Bulgária, que jogou com os reservas, por 3 sets a 1 (25/22, 20/25, 25/22 e 25/16) e garantiu assim a classificação para as semifinais do Campeonato Mundial de vôlei masculino, em Hiroshima (Japão).

O Brasil encerrou a participação na segunda fase em primeiro lugar no Grupo F, e ainda tirou a invencibilidade da Bulgária na competição. Seu adversário na semifinal será a Sérvia e Montenegro, que perdeu por 3 a 0 para a Polônia e terminou em 2ª no Grupo E.

As semifinais serão na madrugada de sábado (horário de Brasília), em Tóquio.

 

Fonte: Gazeta Esportiva.

A diretoria do Movimento pelo Plebiscito do Novo Estado tem feito constantes articulações nas ultimas duas semanas junto a lideranças políticas da região, em Belém e Brasília, solicitando apoio para que o projeto de lei 0731/2000, que autoriza a consulta plebiscitária para a criação do Estado do Tapajós seja colocado em votação na próxima semana, uma vez que a pauta está desobstruída.

O coordenador do Movimento, professor Edivaldo Bernardo informou que o Deputado Estadual Antônio Rocha já está em Brasília, ao lado dos deputados Jader Barbalho e José Priante, além do vereador de Santarém Reginaldo Campos que foi representar o movimento e a Câmara Municipal na reunião com o secretário geral da Câmara dos Deputados, Mozart Viana de Paiva. O objetivo da reunião é colocar o projeto na discussão do Colegiado de Lideranças que vai acontecer nesta quinta-feira, 30, a partir das 10h00. É nessa reunião que as lideranças definam quais os projetos que serão votados na próxima semana.

Ontem, quarta-feira, 29, o próprio secretário Geral da Câmara fez contato com o professor Edivaldo Bernardo para dizer que a pauta da semana que vem estaria livre, mas a inclusão do Projeto do Estado do Tapajós depende da articulação dos políticos do Pará, para que seja colocado como prioridade na semana que vem. A pedido do Movimento, o deputado estadual Antônio Rocha viajou para Belém na última terça-feira para fazer essa articulação junto aos deputados Jader Barbalho e José Priante, que se comprometeram a falar com o presidente da Câmara dos Deputados Aldo Rebelo e com lideranças do governo para que o Projeto do Estado do Tapajós seja priorizado.

Caso o projeto seja colocado em pauta, o movimento pretende fazer uma grande articulação, no sentido de mandar para Brasília, na próxima semana, o maior número possível de lideranças, que vão se juntar a comissão que já se encontra na capital federal trabalhando junto aos deputados, no sentido de pressioná-los a votarem a favor do projeto. Nesta quinta-feira, 30, se for necessário, devem seguir para Brasília mais dois diretores do Movimento.

O projeto de Lei 0731/2000, de autoria do Senador Mozarildo Cavalcante (RO), já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e da Câmara Federal. Foi aprovado por unanimidade, no ano de 2000, no plenário do Senado e agora está faltando ser votado apenas no plenário da Câmara dos Deputados, para que a população do Estado do Pará aprove ou não a criação do Estado do Tapajós.

O presidente do Sindicato dos Professores de Santarém, Rivelino Lacerda esteve na Câmara Municipal, na semana que passou para pedir ajuda dos vereadores com relação ao Concurso Público, que foi prometido à categoria antes das eleições deste ano.

No início do segundo semestre de 2006, os professores ameaçaram fazer greve, mas houve uma negociação com a Prefeitura Municipal de Santarém, que se comprometeu em realizar o Concurso depois das eleições, entre os meses de novembro de 2006 e janeiro de 2007. A preocupação dos professores é que o mês de novembro está terminando e nem mesmo o edital do concurso foi publicado. 

Atualmente informações não oficiais dão contas de que a prefeitura tem mais de 7.000 funcionários, dos quais cerca de 50% é temporário e desse percentual, grande maioria trabalha na área da educação e o sindicato luta para que esses trabalhadores sejam regularizados através de concurso público.

A Liga Esportiva de Santarém - apesar de todos os percalços e dificuldades financeiras motivadas pela ausência do público pagante aos jogos - programa para amanhã, sexta-feira, a abertura da “Terceira Fase” ou “Quadrangular Decisivo” da competição, com as participações das equipes de Conceição, Amparo, Norte e Arsenal e que apontará os dois finalistas ao título deste ano, com o campeão santareno da temporada sendo conhecido até o vindouro dia 20.

O Certame, iniciado em 25 de agosto, com 11 equipes tomando parte, chegou ao final da “Segunda Fase” com 42 jogos realizados e 180 gols marcados, apontando uma média acima de 4 gols por jogo. Não foi por falta desse importante quesito que as rendas não foram satisfatórias. Aliás, para alguns observadores, a ausência do Pantera e um Leão desfigurado além de uma claudicante organização, foram fatores preponderantes a não obtenção de um sucesso financeiro à competição.

Nessa fase decisiva, a Associação Recreativa e Esportiva Conceição, da chave A, chega com o moral elevado, afinal lidera a competição no computo geral com 17 pontos ganhos em 8 jogos e um saldo positivo de 8 gols; sendo acompanhada pelo Norte Clube Associação Esportiva e Recreativa com 15 pontos ganhos, também em 8 jogos, porém com o segundo artilheiro Ney Bendelack com 10 gols em seu plantel e um saldo positivo no balanço geral de 4 gols. Pela chave B, os classificados são: a Sociedade Esportiva Amparo, que na classificação geral figura em 5º lugar com 14 pontos ganhos em 9 jogos e, finalmente o Arsenal Esporte Clube, que embora contando com o artilheiro da competição, o atacante Tinha com 11 gols (contratado pelo São Raimundo para a disputa do Seletivo ao Parazão), não passou da 7ª colocação nas duas primeiras fases com 11 pontos ganhos em 9 jogos disputados.

Em 42 jogos realizados, Rinaldo Pimentel de Sousa e Antonio Carlos Vieira de Sousa com 5 atuações cada, foram os preferidos pelo diretor do departamento de arbitragem Jailson Silva.

O presidente da Liga Luís Gonzaga Simões, que baixou Ato decretando luto oficial pelo brusco falecimento na madrugada de ontem do desportista Raimundo Vilhena da Silva, 75, o nosso popular “Almir Vilhena”, programou para esta sexta-feira, à noite, no Estádio Jader Barbalho a rodada de abertura do “Quadrangular” com Conceição x Amparo na preliminar e Norte x Arsenal na principal.

FUTEBOL SANTARENO DE LUTO

O desporto santareno se ressente da perda nesta semana de dois de seus grandes operadores. Na segunda-feira, perdemos João Braga Marques, 59, nascido em Sobral, no Ceará, em julho de 1947. Nada menos que o “Dão”, refinado meio-campo do São Raimundo nos anos 70, que iniciara sua carreira no Guarani de Sobral. Seu primeiro título e o que mais marcou sua carreira foi o de Campeão Invicto pelo Pantera em 1971, conquistado por este time: Walkir- Orlandino, Inacinho, Dias e Odair- Antonio Walter, Dão e Simão- Zé Lima(Edu), Petróleo e Carlos Alberto(Cláudio).

O outro que nos deixou na madrugada de ontem foi Raimundo Vilhena da Silva, o nosso “Almir Vilhena”, funcionário aposentado pela Fundação Nacional de Saúde(ex-SUCAM), alfaiate dos mais renomados na cidade, além de fundador do Náutico Atlético Clube em maio de 1955 e seu presidente em diversas ocasiões, foi eleito vice-presidente da Liga Esportiva em 1992 após a renúncia do titular Antonio Cardoso da Silva em favor do então vice Elinaldo Xavier Kzan. Com a renúncia de Kzan meses depois, “Almir Vilhena” assumiu a presidência da Liga e conduziu a eleição de seu sucessor Eduardo Maurício Silva Fonseca.

 

Inicia nesta sexta-feira (01), prosseguindo até domingo (03), o Mutirão Regional de Comunicação que tem como tema "Comunicação e Responsabilidade na Amazônia", e será realizado no Auditório David Mufarrej da UNAMA em Belém/PA.



O encontro contará com a participação da coordenadora do projeto Rádio pela Educação da Rádio Rural de Santarém, acadêmica de Jornalismo do IESPES, Rosa Rodrigues (foto acima).


 


Entre os palestrantes está o diretor da Rádio Rural, Pe. Edilberto Sena (foto ao lado) e o professor-Doutor Manuel Dutra, coordenador do Curso de Comunicação Social do Instituto Esperança de Ensino Superior – IESPES. (foto abaixo).


 


Quem realiza o mutirão é a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Regional Norte 2 e Pastoral da Comunicação.


Contador Gratis