Grupos

Diploma e Desmonte

16:12 @ 03/04/2007

"A polêmica em torno da desregulamentação profissional para o exercício do jornalismo no Brasil, a partir de uma tutela antecipada concedida por uma juíza substituta da Justiça Federal de São Paulo, em outubro de 2001, não configura uma situação isolada e tampouco dissociada do processo de desmonte do estado de direito, registrado no País com mais ênfase a partir do final da década de 1980.

Privatizações, entrega de serviços públicos para gerenciamento privado, terceirizações ou a gradual ‘saída’ do Estado de iniciativas de interesse público integram um projeto de enfraquecimento da sociedade civil, e, em última instância, da condição de cidadania moderna. Aliás, a recente aprovação - pelo Congresso Nacional - de projeto que prevê a “flexibilização” de direitos trabalhistas é parte desse processo de ‘aniquilamento’ de direitos e garantias sociais de organizações da população brasileira".

 

Trecho do instigante artigo do jornalista e professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa/PR, Sérgio Luis Gadini, sobre a polêmica do fim do diploma de jornalista. O texto na íntegra, pode ser lido clicando AQUI.

"A pavimentação da BR-163 deve ser vista quanto aos seus efeitos na reestruturação da rede urbana regional, na medida em que abre possibilidades de expansão da área de influência de Cuiabá, cujos fluxos de polarização tenderão a se intensificar em direção ao norte...

A emergência de Cuiabá enquanto centro regional é parte do fortalecimento do papel do eixo Brasília-Goiânia sobre a rede urbana nacional, projetando sua área de influência sobre o Centro-Oeste e o Norte, disputando diretamente com Belém e Manaus".

 

Trecho do interessante e esclarecedor artigo do professor de Departamento de Geografia da UFRJ, Cláudio Antônio G. Egler, publicado no blog do jornalista marabaense Val-André Mutran.  Para ler o texto na íntegra, clique AQUI.

Vanderlan Farias de Sousa não conseguiu manter o seu registro profissional, por não ser detentor do respectivo diploma. Em decisão unânime, a Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou que Sousa enquadra-se perfeitamente no conceito de "colaborador", não havendo impedimento a que proceda ao registro especial para essa espécie. Entretanto, o STF considerou que o intento para registro profissional de jornalista é impertinente, pois exige qualificação técnica e formação especializada na área.

 

No caso, Sousa impetrou um mandado de segurança contra ato do ministro de Estado do Trabalho e Emprego, que, por meio da Portaria 3/06, declarou a invalidade dos registros precários de jornalistas efetuados em função da antecipação da tutela e da sentença proferida em ação civil pública pela 16ª Vara da Seção Judiciária de São Paulo.

 

A União recorreu dessa antecipação de tutela no Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que atendeu ao apelo para julgar a ação improcedente. Com a ação, Sousa pretendia continuar exercendo sua atividade de jornalista sem o risco de ser surpreendido com penas de multa ou de prisão.

 

O pedido liminar foi deferido pelo relator, ministro José Delgado, ao considerar que "o cumprimento imediato da respeitável decisão atacada causará prejuízos de monta ao impetrante, tendo em vista que será demitido sumariamente, mesmo por força de decisão judicial que lhe autorizou o registro como jornalista profissional".

 

Ao julgar o mérito, o relator entendeu que é legal a Portaria nº 3 do Ministério do Trabalho e Emprego, que tornou inválido o ato administrativo de registro de Sousa sem atendimento de condição legal: diploma do curso superior de jornalismo, nos termos do Decreto nº 83.284/79.

 

"É legítima a exigência do preenchimento dos requisitos da existência do prévio registro no órgão regional competente e do diploma de curso superior de jornalismo para o livre exercício da profissão", assinalou o relator.

 

O ministro Delgado destacou, também, que o artigo 5º, I, do Decreto nº 83.284/79 faculta registro especial ao chamado "colaborador", entendendo-se este como a pessoa que, mediante remuneração e sem relação de emprego, produz trabalho de natureza técnica, científica ou cultural relacionado com a sua especialização. Segundo o ministro, Sousa enquadra-se perfeitamente no conceito, podendo proceder ao registro especial para essa espécie.

 

Fonte: STJ

"Fico abismado com algumas reações a respeito das decisões judiciais sobre a obrigatoriedade/não obrigatoriedade do diploma de jornalista para o exercício profissional. Para começo de conversa, eu nunca prestei muita atenção a esse assunto, mesmo sendo diplomado e tendo exercido o jornalismo diário e corrido durante mais de 30 anos".

Para quem ainda não leu, vale a pena ler o artigo do jornalista e professor Manuel Dutra, sobre a polêmica do Diploma de Jornalismo. É só clicar AQUI.

(...) Dados do Ministério da Educação (MEC) apontam que o Brasil possui 334 cursos superiores de jornalismo, 93 deles no Estado de São Paulo. Em todos os estados há pelo menos uma faculdade que ofereça o curso. Além disso, segundo a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), há cerca de 60 mil profissionais oficialmente graduados no país e cerca de 13 mil que atuam como jornalistas, mas não possuem o diploma.  

 

 

"Eu diria que o jornalista é um narrador de histórias reais. E para que se conte uma boa história é preciso ter feito um bom curso e estar tecnicamente preparado, tanto do ponto de vista ético quanto do ponto de vista humano", diz a professora Líbia Araújo Barbosa, coordenadora do curso de jornalismo da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas).

 

Trecho da reportagem do Portal G1, da Globo, sobre a profissão de jornalista. Oportuna no momento em que se questiona o diploma para esse profissional.

 

Acompanhe o restante da reportagem clicando AQUI.

 

 

(Matéria sugerida pela colega Juliane Oliveira, acadêmica do curso de Jornalismo do Iespes e estagiária da Produção de Jornalismo da TV Tapajós)

40 anos depois

12:03 @ 06/04/2007

A governadora Ana Júlia Carepa já anunciou qual vai ser o seu presente na festa de 50º aniversário da Universidade Federal, no dia 3 de julho: a criação de uma universidade federal no Oeste do Estado. (...)

O ministro da Educação, Fernando Haddad, aprovou preliminarmente a iniciativa. Considerou que as dimensões do Pará, a segunda maior unidade federativa, e a sua diversidade, justificam o surgimento de uma universidade federal autônoma, no mesmo Estado que já tem a UFPA.

A governadora não sabe, mas se esse anúncio se concretizar, o surgimento de uma universidade pública no Oeste do Pará ocorrerá exatamente 40 anos depois que foi plantada em Santarém a primeira semente do ensino superior na região. (...)

 

Trecho inicial do artigo do jornalista Lúcio Flávio Pinto, relatando a primeira tentativa de se instalar uma universidade federal em Santarém, há 40 anos.

Clique AQUI para ler o artigo na íntegra.

"Por si só lento e parcimonioso nas ações dele exigidas, o que certamente contribui para fazer erodir a margem de tolerância do eleitorado, o governo Ana Júlia Carepa encontra-se perigosa e virtualmente paralisado na esteira da disputa interna protagonizada por algumas das suas cabeças coroadas.

A luta intestina, que tanto a governadora tentou evitar que viesse a se tornar do domínio público, envolve frações da DS, a Democracia Socialista, tendência nacional do PT da qual faz parte Ana Júlia Carepa e que no Pará mergulhou em uma crise que está levando ao paroxismo o imobilismo da nova administração estadual".

 

Trecho da análise política do jornalista paraense Augusto Barata, sobre a atual situação do Governo do Estado, após três meses de gestão de Ana Júlia Carepa. Para ler o restante da análise, clique AQUI.

O novo Bispo da Diocese de Santarém, Dom Esmeraldo Barreto de Farias, chega à cidade no próximo dia 18 de abril. Seu desembarque no aeroporto Maestro Wilson Fonseca está marcado para as 14h.

 

Dom Esmeraldo é aguardado pelos fieis católicos da diocese desde sua nomeação pelo papa Bento XVI no dia 28 de fevereiro.

 

No dia 20 de abril acontece uma sessão solene de acolhida na igreja de Nossa Senhora de Fátima às 19h, com a presença de todas as organizações pastorais da Diocese. Durante a solenidade será realizado um recital pela Equipe de Canto da igreja de Fátima e pela Orquestra Maestro Wilson Fonseca.

 

A celebração de posse de Dom Esmeraldo, será no dia 22 às 08h da manhã na Igreja do Santíssimo Sacramento. Uma comissão está organizando os detalhes de toda programação. O povo da diocese está sendo convidado a participar deste momento histórico na vida da igreja de Santarém.

 

Novo Bispo.

 

Dom Esmeraldo Barreto de Farias, nasceu na cidade de Santo Antonio de Jesus (BA), no dia 4 de julho de 1949. Foi ordenado Presbítero no dia 9 de janeiro de 1977, em Santo Antonio de Jesus (BA), e sua nomeação Episcopal em 22 de março de 2000 e ordenação no dia 11 de junho de 2000 também em Santo Antonio de Jesus (BA). Seu Lema “Levanta-te e anda” (at 3,6).

 

Fonte: Pastoral da Comunicação/Santarém

A Rádio Rural de Santarém, considerada a mais potente da Região Oeste do Pará com 25 Kw já está com sua programação na rede mundial de computadores... é só você acessar www.radiorural.v10.com.br/.

É importante lembrar que o site ainda está em fase de construção e que vários ajustes ainda estão sendo feitos para garantir a qualidade para os internautas. Em breve você terá um site completo com todas as informações sobre a rádio.

Este ano, dia 5 de julho a emissora fundada por Dom Tiago Ryan, completará 43 anos a serviço da Evangelização e da cidadania na Amazônia.   

 

Uma ampla programação marcará no Pará o mês de luta em defesa da profissão de jornalista.(...)

Ainda este mês, no domingo, 22, às 10 horas, a entidade sindical promove uma manifestação na Praça da República, para sensibilizar a sociedade sobre as lutas da categoria e a importância da defesa da qualificação profissional para garantir um jornalismo ético, de qualidade e a serviço da população.

Para mais informações, entre no site do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor), clicando AQUI.

Site de acadêmicos da FIT

02:56 @ 12/04/2007

Já está no ar o site de notícias da turma de Comunicação Social/Jornalismo da FIT. o endreço é http://www.diarioacademico.org.

A turma de Jornalismo do Iespes, através deste blog, dá boas vindas aos colegas no espaço cibernético.

"Guerra das faculdades"

03:13 @ 12/04/2007

Duas notas no Diário do Pará na semana passada (04/04), na coluna Repórter Diário, continuam revoltando os acadêmicos de comunicação de Santarém pelo tom pejorativo das informações, que parecem querer denegrir nossos cursos.

Registramos aqui, as notas para quem ainda não leu:

Guerra das faculdades
É acirrada a disputa entre instituições de ensino superior de Santarém. As Faculdades Integradas do Tapajós (FIT) e o Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes) são exemplos desse cabo-de-guerra no mercado. Quando a FIT criou o curso de Gestão em Jornalismo (com duração de dois anos), houve uma grande demanda de alunos. Mas o Iespes inaugurou, em seguida, o curso regular de Jornalismo, coordenado pelo professor e jornalista Manoel Dutra. Resultado: a maioria dos alunos migrou para a concorrente.

Contra-ataque
A reação foi imediata. A FIT criou o curso regular de graduação em publicidade, provocando grande debandada de estudantes dos cursos técnicos de publicidade e mídia mantidos pelo Iespes. A disputa vai longe: este ano, a FIT também realizou seu primeiro vestibular para graduação em jornalismo. E mais: os professores de uma instituição estão proibidos de lecionar em outra, como ocorria no passado. Daqui a pouco, especulam observadores da contenda, haverá mais jornalistas em Santarém do que peixes no rio Tapajós.

O jornalista e acadêmico do Iespes, Jota Ninos, que também escreve para o jornal Diário, em seu encarte regional, rebateu as críticas em seu blog no artigo Carta de um "homem-peixe-jornalista" ao Diário do Pará, onde diz, entre outras coisas, o seguinte:

"Semana Santa, ao que parece, rima com peixe. Talvez por isso que um “inspirado” colega da redação do Diário do Pará resolveu jogar a mim e outras centenas de jornalistas santarenos nas águas do Tapajós! (...) Quero lembrar ainda ao colega, que os dois cursos já estão produzindo novos talentos, alguns já estagiando em emissoras e jornais locais".

Para ler mais, clique AQUI.

A rede americana CBS demitiu o locutor de rádio Don Imus após uma semana de intensa polêmica pelos insultos dirigidos pelo jornalista às jogadoras de uma equipe feminina de basquete de maioria afro-americana.

 

A decisão da CBS foi tomada um dia depois que o canal de televisão a cabo NBC decidiu não transmitir mais o programa radiofônico e que várias grandes empresas anunciaram que retirariam a publicidade do espaço, entre elas American Express, Procter & Gamble e General Motors.

Semana passada, durante a transmissão do programa "Imus in the Morning", o locutor usou a expressão "nappy-headed ho's" - algo parecido com "prostitutas de cabelo crespo" - referindo-se às componentes da equipe da Universidade de Rutgers, de Nova Jersey. A maioria das jogadoras são afro-americanas.

As afirmações feitas no programa de rádio - transmitido pela emissora WFAN-AM em Nova York, propriedade da cadeia CBS e emitido simultaneamente pelo NBC, desencadeou uma intensa onda de protestos.

O locutor pediu perdão em reiteradas ocasiões nos últimos dias pelos termos racistas e sexistas que usou. Vários ativistas da comunidade afro-americana reivindicaram sua demissão, que aconteceu hoje.

O presidente e executivo-chefe da CBS, Leslie Moonves, reconheceu que o efeito das palavras de Imus sobre as "jovens de cor que estão buscando um caminho nesta sociedade" pesou na decisão da empresa.

Durante a carreira, o locutor chegou a qualificar o ex-secretário de Estado Colin Powell de "doninha ressonante" e chamou o governador do Novo México de "bicha gorda".

Além disso, dirigiu em outra ocasião seu sarcasmo a jornalistas afro-americanos como Gwen Ilfill e William Rhoden, ambos do "New York Times".

A demissão de Imus não representa só a queda de um dos locutores mais importantes e influentes do país. A decisão da CBS é um golpe econômico para a própria empresa, que embolsava cerca de U$ 15 milhões anuais com o programa do radialista, segundo jornais de economia. 

Portal Terra/Últimas Notícias

 

 

O Palácio do Planalto já começou a negociar com o PSDB a aprovação de uma emenda que acaba com a reeleição e estende para mais um ano a duração dos mandatos no Brasil. O projeto será apresentado ao conselho político no dia 23 de abril pelo ministro da Justiça, Tarso Genro. "Na nossa base, o fim da reeleição é amplamente majoritário", afirmou o ministro.

Segundo a Folha de S.Paulo, a proposta tem o apoio do governador de São Paulo, José Serra - que teria sido consultado pelo deputado federal Jutahy Magalhães Júnior (PSDB-BA) depois de encontro com o governador da Bahia, Jacques Wagner (PT).

O tucano teme que assim fosse aberta uma brecha para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva concorrer a um terceiro mandato. Wagner rechaçou a idéia. "Só podemos votar se houver um compromisso público de que esse risco não existe", justificou Jutahy.

De acordo com o deputado, Wagner teria dito que o governo poderia se manifestar publicamente contra o terceiro mandato. Após o encontro, Jutahy procurou o deputado federal Henrique Fontana (PT-RS). O ex-líder petista na Câmara confirmou que a proposta teria o apoio da bancada.

Redação Terra

Numa tarde de 13.04.1913, um domingo, acontecia em Santarém o primeiro jogo de futebol de sua história, no “Ground Provisório de São Sebastião” - atual Praça Barão de Santarém - quando se enfrentaram as equipes do “Vinking” e do “Grupo Sportivo”.

Os visitantes, em parte ingleses, tripulantes do navio de mesmo nome e técnicos da Companhia The Amazon Telegraph proprietária do navio, que na cidade davam manutenção aos cabos de comunicação telegráfica submersos no rio amazonas que se estendiam até Belém, perderam por 4 a 1 para o time da casa, formado por jovens de famílias tradicionais que estudavam fora de Santarém, entre os quais os irmãos Raimundo (Dico), goleiro, e Felisbelo (Belo) Sussuarana, Alberico Nóvoa, Trajano Mota, Heriberto Guimarães dentre outros que se utilizavam de bolas feitas de cernambi fabricadas em Aramanaí ou Alter-do-Chão.

Aliás, o futebol foi introduzido na cidade ao crepúsculo do ano de 1911 pelos citados jovens fundadores dos dois primeiros clubes da cidade, “Grupo Sportivo” e o “Time Negro”, este surgido de uma dissidência daquele.

Fonte: Obras de Paulo Rodrigues dos Santos.

Um vereador de Guarapuava (PR) foi o primeiro político do País a perder o mandato por infidelidade partidária. A cassação ocorreu nesta sexta-feira. Osdival Gomes da Costa perdeu o mandato por ter trocado de partido: saiu do PMDB para se filiar ao PP. Decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do dia 28 de março determinou que o mandato pertence ao partido e que vereadores, deputados e senadores que mudarem de legenda após as eleições devem perdê-lo.

O presidente da Câmara de Guarapuava, Admir Strechar, assinou o ato administrativo que devolveu a vaga de vereador para o PMDB.

Redação Terra

Após duas rodadas, a equipe de Operadores do Complexo da TV Tapajós está na frente da I Copa de Integração de Futsal do Sistema Tapajós de Comunicação (STC). A equipe tem o mesmo número de pontos do Jornalismo e lidera o certame pelo maior saldo de gols. O torneio, que reúne funcionários de todos os departamentos do STC, teve início no sábado (14/04), no ginásio Kanecão, com a participação de quatro equipes; Complexo (Operadores), Jornalismo, Administração e 94 FM (Rádio).

Na partida de abertura pela 1ª rodada do 1º turno, a equipe de Jornalismo venceu a Administração pelo placar de 3 X 2, e em seguida o time do Complexo derrotou a 94 FM pelo placar de 10 X 8. No domingo (15/04), a 94 FM foi mais uma vez derrotada na primeira partida da 2ª rodada do torneio, desta vez pela equipe da Administração pelo placar de 5 X 4, estando eliminada da disputa do 1º turno. No jogo dos líderes, empate de 3 X 3 entre Jornalismo e Complexo. A próxima rodada será no sábado (21/04), às 19h00, quando deverá ser definido o campeão do 1º turno da competição. No domingo já começa o 2º turno da Copa.

 

 

Troféu - A I Copa de Integração de Futsal é uma promoção realizada pelos funcionários do STC que objetiva o congraçamento e o lazer através do esporte. Ele será realizado em dois turnos, com pontos corridos e jogos entre todos, durante três finais de semana de abril. No dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, será realizado o jogo de decisão entre o campeão do 1º turno e do 2º turno.

Caso uma mesma equipe vença os dois turnos, acontecerá nesse dia uma partida de entrega de faixas entre o campeão da Copa e um selecionado das demais equipes. Há a previsão ainda de um jogo preliminar entre dois combinados femininos, que as funcionárias do STC ainda não decidiram em que modalidade será (Vôlei, Handebol, Basquete ou Futsal).

O campeão da I Copa receberá o troféu Joaquim da Costa Pereira das mãos da diretora-executiva Vânia Maia.

O incorrigível Jader Barbalho

15:56 @ 16/04/2007

O publicitário e blogueiro Juvêncio Arruda, assíduo leitor deste espaço, nos envia um e-mail sugerindo publicação de matéria e discussão em sala de aula:

Pela magnitude do golpe, pela sua localização neste estado, e pela conexão do tema com o jornalismo, tomo a liberdade de enviar-lhes o texto da Revista Veja desta semana sobre a RBA, Canal 13, de Belém, e sugerir que o mesmo seja objeto de discussão entre os alunos. Jader, o dos desvios na Sudam, tinha uma TV atolada em dívidas. Agora ele tem a TV, mas não as dívidas. Juvênico Arruda.

 

"Um dos expoentes do PMDB, partido que anda em lua-de-mel com o governo, o incorrigível deputado Jader Barbalho, recebeu o que pode ser um presentaço de 80 milhões de reais do governo. Em sua fachada, tudo parece se resumir a uma simples rearrumação societária, seguida de uma prosaica transferência de uma concessão de televisão de uma empresa para outra, de modo a adequar tudo à legislação.

Examinado nos detalhes, o negócio é uma forte sugestão de que o governo deixou-se sucumbir a expedientes marotos com o objetivo de favorecer o novo aliado. O desfecho se deu no dia 21 de dezembro passado, quando o presidente Lula assinou um decreto autorizando que Jader transferisse sua concessão da Rede Bandeirantes no Pará".

 

O texto na íntegra pode ser lido clicando AQUI ou AQUI.

Em entrevista publicada na edição de abril de IMPRENSA, Waack falou sobre a diferença de estilo entre ele e sua antecessora. “Houve uma mudança de mentalidade. No “JG” de hoje não é o apresentador que faz o jornal, é o jornal que faz o apresentador. O foco principal não é a carreira de cada um dos apresentadores, mas o produto que está sendo colocado no mercado. Isso mudou muito. O que conta, hoje, é a qualidade, o prestígio, a influência e a penetração do produto jornalístico que nós elaboramos.. Ou seja: nós é que estamos em função do jornal, não o contrário”.

Sobre a rotina notívaga, Waack não reclama. Diz que está acostumado com a noite desde os tempos em que fechava a primeira página do Jornal do Brasil, ás 3 da manhã, mas desabafa: “Seria uma enganação da minha parte dizer que não sinto falta da reportagem. É onde me sinto à vontade''

Clique aqui e confira a entrevista.

O desmatamento da floresta tropical amazônica para o plantio de soja é ainda mais danoso ao meio ambiente do que o uso da terra para a produção de pasto para o gado, adverte um estudo realizado por cientistas da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, e publicado nesta quarta-feira no semanário científico britânico New Scientist.

Os campos de soja no Brasil reduzem o padrão de chuva local em quatro vezes com relação às terras ocupadas por pasto, continua o estudo. A razão é que os campos de soja são de cor clara, o que significa que refletem muita radiação solar. Como resultado, a superfície do campo é menos aquecida, reduzindo o volume de ar quente que se eleva do solo. Desta forma, menos nuvens se formam e, conseqüentemente, ocorrem menos precipitações.

O estudo, feito por cientistas da Universidade de Viçosa, foi publicado também na revista especializada Geophysical Research Letters. Em regiões de floresta desmatadas para a produção de soja, houve uma queda de 15,7% das chuvas, enquanto a mesma área destinada ao pasto gerou uma redução de 3,9%, afirmam os cientistas.

Segundo a New Scientist, cerca de um sétimo da floresta tropical brasileira original foi destruído para a agricultura. Oitenta e cinco por cento desta terra é destinada ao pasto e 15%, ao plantio de soja, um cultivo cuja popularidade se estende rapidamente como fonte de comida e biocombustível.

AFP

O ex-presidente da República e atual senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) apresentou nesta quarta-feira no Plenário da Casa Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que sugere a mudança do regime brasileiro de presidencialismo para parlamentarismo. Para Collor, este seria o melhor regime para acabar com a corrupção no País, já que no presidencialismo a força do Executivo é muito grande.

 "Devo invocar ainda a circunstância de se tratar de um sistema de governo em que o princípio de pesos e contrapesos se opera sem traumas, ao contrário do que ocorre no presidencialismo clássico, de acordo com a modalidade de Executivos fortes, em que esse recurso funciona, não como moderador das crises políticas, mas, ao contrário, como seu deflagrador", afirma.

Para o senador, o debate da PEC tem que ser conduzido dentro de uma ampla reforma política e dentro de um período de normalidade institucional, em uma fase de estabilidade política, "como a que hoje estamos vivendo".

"Trata-se, também, de um regime em expansão na Ásia, como comprova sua consolidação em países como o Japão e a Índia. Até mesmo na China, com suas especificidades política e ideológica, prevalece importante feição típica dos sistemas parlamentaristas: a clara divisão entre a chefia do governo e a chefia do Estado", disse Collor no Plenário.

Uma PEC precisa passar por aprovação em dois turnos no Senado e dois turnos na Câmara, mas a idéia não deve encontrar muito respaldo. Eleito em 1989, Collor foi acusado de corrupção e afastado do cargo mediante processo de impeachmant. Ele volta agora à vida pública no lugar da ex-senadora Heloísa Helena (Psol-AL).

Redação Terra

A jornalista e árbitra de futebol Regina Lúcia de Souza Vieira de Sant´Ana, 37 anos, foi morta durante uma tentativa de assalto na noite de ontem, ao parar seu carro num sinal da Estrada das Capoeiras, em frente ao um supermercado, em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro.

 

Segundo testemunhas, a vítima estava ao volante de um Polo verde e foi abordada por dois homens que anunciaram o assalto. A mulher reagiu e foi atingida por três tiros e morreu na hora. O crime aconteceu por volta das 21h e foi presenciado por várias pessoas que passavam pelo local. Policiais do Regimento de Polícia Montada (RP-Mont) foram acionados, fizeram buscas na tentativa de localizar os suspeitos, mas eles conseguiram fugir.

À tarde, durante operação contra quadrilhas de ladrões de carros, a polícia prendeu dois homens nos fundos de um quintal onde eram feitos desmanches. O local foi descoberto pelo Serviço Reservado (P-2) do 15º BPM (Duque de Caxias), no bairro de Saracuruna, em Duque de Caxias.

Elli Gomes Jorges, 52 anos, e Jocimar dos Santos, 40 anos, foram surpreendidos numa casa abandonada na Rua Gomes Carneiro, onde foram encontradas quase mil peças cortadas de veículos roubados, como portas, bancos, motores e vidros.

O Dia

Honestidade intelectual

15:32 @ 21/04/2007

“Notícias sobre o mesmo fato não tem como não parecer cópia, porém isso não pode se chamar de roubo ou apropriação intelectual.

 

Não somos os donos da verdade e seria muita pretensão de quem quer que seja pensar assim. Devemos caminhar mais próximos, sem essa cruzada em torno de verdades pessoais”.

 

 

Trecho do comentário concliador do pedagogo, jornalista e blogueiro Dayan Serique, santareno radicado em Itaituba, acerca do debate que vem sendo travado por jornalistas e acadêmicos de Jornalismo, no blog do jornalista Jota Ninos.

 

O debate começou há duas semanas, depois que um dos jornalistas envolvidos na polêmica questionou a honestidade intelectual de outro, por causa da divulgação de um fato que este já havia publicado antes.

 

A contenda deve continuar independente do que se diga naquele espaço, até porque afloram antagonismos pessoais, ideológicos e partidários entre alguns jornalistas, e a notícia (a “prostituta dos jornalistas”, como se referiu outro comentarista naquele blog) parece ficar em segundo plano.

 

Para acompanhar e, quem sabe, entrar na polêmica, clique AQUI.

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, confirmou neste sábado a saída do presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Marcus Barros.

Segundo a ministra, Barros pediu desligamento em dezembro, para retomar atividades na área de saúde pública. Ainda não há nome para substituí-lo no cargo.

Marina Silva informou também a substituição do secretário executivo da pasta, Claudio Langone, pelo atual secretário de Biodiversidade e Florestas, João Paulo Capobianco.

Langone, por sua vez, ocupará a Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, a ser criada.

Marina disse que as substituições fazem parte de alterações no funcionamento da sua pasta neste segundo mandato.

Sobre informações publicadas na imprensa de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se queixou, na reunião dq última sexta-feira do Conselho Político, de morosidade no licenciamento ambiental, a ministra disse que as declarações de Lula estão atribuídas a terceiros e não refletem a realidade.

JB Online

Pantera Negra mantém diretoria

18:42 @ 21/04/2007

O Conselho Deliberativo do São Raimundo Esporte Clube reunido ordinariamente na sede do clube na manhã deste sábado, 21, por 15 votos a 3 elegeu a Chapa 1, confirmando a reeleição de Rosinaldo do Vale, 57, para um novo mandato de 3 anos.

 

A reunião do Condel alvinegro, sob a direção de Sílvio Tadeu Santos que compôs a mesa dos trabalhos com o secretário da Assembléia Geral, professor Antonio Santos Pereira; David Natanael Barbosa dos Santos, fundador do clube e os dois concorrentes Rosinaldo Batista do Vale (Chapa 1) e Cleodoberto Colares Batista (Chapa 2), foi iniciada às 08h30 e transcorreu normalmente com maciça participação. Além de 18 dos 20 conselheiros titulares, compareceram diversos suplentes, atletas, torcedores, curiosos e a imprensa santarena.

 

Após a apuração dos votos, retirados de uma urna gigante nas cores do clube, o vencido Cléo Colares, 42, professor de educação física, que se fazia acompanhar de sua ilustre genitora professora aposentada Zilma Colares, abordou sobre seu projeto e entusiasmo em colaborar com o São Raimundo, bem como reclamou pugnando por mais transparência nas ações da diretoria e na análise das contas desta pelo conselho fiscal.

 

Com o presidente Sílvio Tadeu franqueando a palavra, o conselheiro Oti Santos a usou para registrar os seguintes pedidos: que os estatutos sejam reformados, ampliando-se de 20 para 50 o número de conselheiros no Condel e o retorno da equipe ao campeonato de amadores deste ano, como forma de aquecer a paixão do torcedor sãoraimundino, motivar o futebol santareno de um modo geral e, ainda, para servir de base ao Parazão. 

 

Rosinaldo do Vale, por sua vez, muito emocionado, além de agradecer a confiança do Condel aproveitou para descrever sobre sua paixão pelo Pantera, as conquistas alcançadas sob sua gestão e um pouco de sua história como dirigente do clube iniciada em 1977 como vice-presidente de Felipe Sousa Filho.

 

Finalizando, falou sobre os seus planos afastando qualquer insinuação sobre risco ao patrimônio por conta de dívidas, da parceria e companheirismo do vice-presidente Antonio Sampaio de Sousa, também reeleito, e de sua disposição em nomear para secretário e tesoureiro os mesmos companheiros da diretoria passada.

 

 

Por Oti Santos/Acadêmico de Jornalismo do IESPES.

Ao empatarem com a equipe de funcionários da Administração pelo placar de 6 X 6, o time de Operadores de TV do Sistema Tapajós de Comunicação sagrou-se campeão do 1º turno da I Copa de Integração Joaquim da Costa Pereira, ao final da 3ª rodada do torneio realizada no sábado (21/04) à noite. A equipe foi favorecida ainda pela vitória, no segundo jogo da rodada, da Rádio 94 FM contra a equipe de Jornalismo pelo placar de 9 X 5.

 

A equipe dos Operadores de TV somou 5 pontos, com uma vitória e dois empates (19 gols a favor, 17 gols contra, 02 gols de saldo), ficando com o vice campeonato a equipe da Administração com 4 pontos de uma vitória, um empate e uma derrota (13 gols a favor, 13 gols contra, sem saldo de gols), mesmo número de pontos da equipe de Jornalismo que fez campanha idêntica, mas ficou em 3º lugar por conta do saldo de gols (11 gols a favor, 14 gols contra, -03 gols de saldo). Na lanterna da copa ficou a 94 FM com 3 pontos de uma vitória e duas derrotas (21 gols a favor, 20 gols contra, 01 gol de saldo).

 

Nova etapa - O 2º turno da competição deveria começar no domingo (22/04), mas após um acordo entre as equipes foi definida apenas uma rodada que deve acontecer no meio desta semana, adotando outra fórmula de disputa diferente da de "pontos corridos" utilizada no 1º turno: o sistema "mata-mata".

 

A colocação no 1º turno já definiu os adversários no sistema "mata-mata" do 2º turno: o campeão (Operadores) enfrentará o 3º colocado (Jornalismo), enquanto o vice (Administração) jogará contra o 4º colocado (Rádio 94).

 

Os vencedores dos dois jogos farão a final desta nova etapa na mesma rodada, definindo quem enfrentará a equipe vencedora do 1º turno no dia 1º de maio. Se o campeão do 2º turno for o mesmo do 1º, este será o campeão do torneio e jogará um amistoso contra um selecionado das demais equipes naquela data.

A Câmara Municipal de Belterra realiza nesta quinta-feira, 26, a partir das 09 horas, o lançamento da campanha de abaixo-assinado pelo Plebiscito do Estado do Tapajós, com a participação do prefeito Geraldo Pastana, dos vereadores e dos representantes do movimento de Santarém.

 

A Câmara Municipal de Santarém estará representada pelos vereadores Reginaldo Campos (PSB), Evaldo Costa (PT), Henderson Pinto (PFL) e Emir Aguiar e Beth Lima (PR), Luiz Alberto e Rui Correa (PMDB).  Além da presença do deputado estadual Antônio Rocha (PMDB).

 

Segundo informações do coordenador do movimento, professor Edivaldo Bernardo cada município tem uma meta para atingir até o dia 31 de julho.

 

No caso de Belterra a meta estabelecida é de 8.964 assinaturas, ou seja, 40% do total da população existente no município, que hoje totaliza 22.410 habitantes, de acordo com informações fornecidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

O cerceamento à liberdade de imprensa mais uma vez foi notícia. Na manhã desta quarta-feira, 25, o policial federal, identificado como Alessandro Dantas de Oliveira, agrediu e deu voz de prisão à equipe da TV Record em Belém, formada pelos jornalistas Edílson Matos, repórter-cinematográfico, e Célia Pinho, repórter, além do motorista Marcelo Silva. O policial é acusado de ter assassinado um assaltante, na manhã da terça-feira, 24, em frente ao colégio Grão Pará, no bairro do Marco, na capital paraense, onde a equipe repercutia o caso quando foi presa e teve seu equipamento de reportagem danificado.


Em nota oficial (leia aqui), a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA) repudiaram a atitude do policial, a qualificando como abuso de poder e como um atentado à liberdade de imprensa. As entidades também condenaram o tratamento desrespeitoso dado aos profissionais, que foram algemados e detidos na sede da Polícia Federal, na capital paraense. O caso foi acompanhado de perto por diretores do Sinjor-PA.


A presidente do Sinjor-PA, Carmen Silva, informa também que o presidente da Fenaj, Sérgio Murilo, entrou em contato com o delegado geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, para pedir esclarecimentos sobre o fato e solicitar providências. Da mesma forma, a Fenaj também está entrando em contato com o ministro Tarso Genro para denunciar o caso.

O presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), mandou arquivar os pedidos dos partidos Democratas, PSDB e PPS que haviam solicitado de volta os mandatos dos deputados que haviam deixado as legendas após as eleições. A informação é da Agência Câmara.

O PPS já anunciou que entrará na próxima semana com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ato da mesa diretora da Casa. O partido perdeu oito deputados federais. A ação, de acordo com o presidente do partido, Roberto Freire, será baseada na interpretação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que o mandato eletivo pertence às legendas, e não aos eleitos.

Redação Terra

O prefeito de Pedralva (MG), Antônio Eloísio Gomes, o vice, Sebastião Bonete, e o vereador Gerson Luiz Correa - todos filiados ao PR -, foram cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por pertencerem a dois partidos.

Segundo O Estado de S.Paulo, Eloísio Gomes não havia regularizado a saída do DEM. Segundo a legislação, a dupla filiação impede o candidato de disputar eleições.

Redação Terra

As discussões sobre a recusa dos pedidos do DEM, do PSDB e do PPS para que obtenham de volta os mandatos dos 23 deputados que trocaram de legenda este ano e aderiram ao governo, não encerraram após a decisão do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Segundo o jornal Estado de São Paulo, dirigentes dessas três legendas se preparam para recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) na próxima semana, dispostos a fazer valer a fidelidade partidária e a interpretação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que o mandato dos eleitos pertence aos partidos, e não aos parlamentares.

"Os advogados dos partidos já estão conversando. Nossa idéia é preparar o texto do mandado de segurança logo após o feriado e dar entrada conjunta no Supremo", revelou ontem o presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ). Ele lembrou que 6 dos 11 ministros do STF já se manifestaram sobre o assunto - 5 deles a favor e 1 contra a tese - e admitiu que, nesse cenário, os partidos de oposição têm "muita esperança" de sucesso.

Redação Terra

A história desse embate no futebol, que se transformou em intermunicipal há 12 anos, fará aniversário no feriado da próxima terça-feira.

Há 70 anos, numa tarde de sábado, dia 1º de maio de 1937, no campo do “Coração” da Estrada 8, em Belterra, o Ríver Sport Club, que no final desse mesmo ano por imposição de Ato do ditador Getúlio Vargas (Estado Novo) mudou para Santa Cruz Futebol Clube, recebia a inédita visita do São Francisco Esporte Clube (Esporte, grafia da época), de Santarém, com o amistoso transformando-se no primeiro jogo da história entre belterrenses e santarenos.

O Ríver, fundado meses antes em 12.10.1936 (pioneiro na então vila recém-fundada por Henry Ford) era presidido pelo afamado doutor João Siqueira Mendes, que dispensara tratamento especial ao valoroso “quadro azulino” que chegara a Belterra singrando o rio Tapajós em embarcação especial para apresentar-se com Pelágio- Admir, Manoel Luiz e Anunzinho- Adalgiso e Vavá- Vadico, Crochê, Lauri, Xixito e Lelé.

Com grande afluência de público ao primeiro campo de futebol da Bela Terra, que também estava sendo entregue (atualmente denominado de Arlindo Aires), a contenda histórica terminou empatada pelo escore de 1x1, satisfazendo a todos e inaugurando a série de memoráveis disputas entre belterrenses e santarenos no futebol.  

Aliás, a partir desse marco, Belterra passou a ser celeiro de craques e a atender sempre a Santarém com atletas que só enobreceram e têm, ao longo de todo esse tempo. engrandecido o futebol regional. Dentre esses - apenas para citar uns poucos – Norman, Cabarão, Pelágio, João da Mata, Silvito, Wilson Coelho, Quina, Ramiro, Dedé Cão, Santa Rosa, Jaguar, Oscar, Rosito, Dimas, Edmilson, Quebrado, Queixinho, Carne Seca, Eurico, Zezito, Real, Valdir, Javali, Antenor, Leonardo, Onésimo, Natal, Chico Imbiriba, Bimba, Caipira, Cuca, Rui Sebinho, Paulo Roberto, Canhoto, Valeco, Caveirinha, Guajará, Maromba, Mundão, Navarrinho, Pelado, Bibal, Dirceu, Fantico, Peruca, Pierre, Maginha, Riso, Zé Paulo, Barriga, Zequinha, Bianor, Carpegiane, Belterra, Beto, Chico Belterra, Careca, Clodoaldo, Gatinho, Red e Xinhoca.

Fonte: Arquivo pessoal de Oti Santos/Acadêmico de Jornalismo do IESPES.

A equipe de Operadores do Complexo da TV Tapajós decide amanhã (01/05) à noite no Ginásio Kanecão com a equipe da Administração do Sistema Tapajós de Comunicação (STC), quem será o campeão da I Copa Interna de Futsal Joaquim da Costa Pereira. O evento faz parte do Programa Motivação e foi sugerido pelos funcionários do STC como forma de melhor integrar os departamentos, além de marcar a abertura do mês de aniversário da TV Tapajós e da 94 FM.

As duas equipes venceram os dois turnos da competição realizados entre os dias 14 e 21 de abril no ginásio Kanecão. As outras duas equipes, Jornalismo e 94 FM, decidem o 3º lugar também amanhã à noite. Outra atração no evento de amanhã é a realização de um jogo entre dois combinados femininos de funcionárias do STC, em modalidade que ainda não foi definida. 

Premiação - O 2º turno foi disputado em jogos de mata-mata no dia 21 de abril, sendo decidido entre a equipe de Jornalismo e a Administração. As duas haviam vencido na primeira rodada as equipes de Operadores (4 X 2) e 94 fm (3 X 1), respectivamente. Na final houve o empate em 5 X 5, sendo decido nos penaltis em favor da Administração (2 x 0). A equipe dos Operadores já havia vencido o 1º turno, que aconteceu no sistem a de pontos corridos.

 

Além dos troféus ao campeão, vice e 3º colocado, será dado também um troféu para o artilheiro da competição. Dois jogadores das equipes que disputam a final, Cidineuce Batista (Operadores) e Diego Campos (Administração) estão empatados com 14 gols cada.

 

A diretora-executiva do STC, Vânia Maia, confirmou presença no evento para a entrega da premiação.


Contador Gratis