Grupos

Pantera Negra mantém diretoria

18:42 @ 21/04/2007

O Conselho Deliberativo do São Raimundo Esporte Clube reunido ordinariamente na sede do clube na manhã deste sábado, 21, por 15 votos a 3 elegeu a Chapa 1, confirmando a reeleição de Rosinaldo do Vale, 57, para um novo mandato de 3 anos.

 

A reunião do Condel alvinegro, sob a direção de Sílvio Tadeu Santos que compôs a mesa dos trabalhos com o secretário da Assembléia Geral, professor Antonio Santos Pereira; David Natanael Barbosa dos Santos, fundador do clube e os dois concorrentes Rosinaldo Batista do Vale (Chapa 1) e Cleodoberto Colares Batista (Chapa 2), foi iniciada às 08h30 e transcorreu normalmente com maciça participação. Além de 18 dos 20 conselheiros titulares, compareceram diversos suplentes, atletas, torcedores, curiosos e a imprensa santarena.

 

Após a apuração dos votos, retirados de uma urna gigante nas cores do clube, o vencido Cléo Colares, 42, professor de educação física, que se fazia acompanhar de sua ilustre genitora professora aposentada Zilma Colares, abordou sobre seu projeto e entusiasmo em colaborar com o São Raimundo, bem como reclamou pugnando por mais transparência nas ações da diretoria e na análise das contas desta pelo conselho fiscal.

 

Com o presidente Sílvio Tadeu franqueando a palavra, o conselheiro Oti Santos a usou para registrar os seguintes pedidos: que os estatutos sejam reformados, ampliando-se de 20 para 50 o número de conselheiros no Condel e o retorno da equipe ao campeonato de amadores deste ano, como forma de aquecer a paixão do torcedor sãoraimundino, motivar o futebol santareno de um modo geral e, ainda, para servir de base ao Parazão. 

 

Rosinaldo do Vale, por sua vez, muito emocionado, além de agradecer a confiança do Condel aproveitou para descrever sobre sua paixão pelo Pantera, as conquistas alcançadas sob sua gestão e um pouco de sua história como dirigente do clube iniciada em 1977 como vice-presidente de Felipe Sousa Filho.

 

Finalizando, falou sobre os seus planos afastando qualquer insinuação sobre risco ao patrimônio por conta de dívidas, da parceria e companheirismo do vice-presidente Antonio Sampaio de Sousa, também reeleito, e de sua disposição em nomear para secretário e tesoureiro os mesmos companheiros da diretoria passada.

 

 

Por Oti Santos/Acadêmico de Jornalismo do IESPES.

Comentários


Contador Gratis