Grupos

 Primeiro de maio: é luta, é luto!


O ‘1 de Maio’ tem sua origem como dia de luta da classe operária em 1886 realizou-se uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago, U$A. Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias e teve a participação de milhares de pessoas. Nesse dia teve início uma Greve Geral nos EUA. Na época se trabalhava até 15 horas, numa jornada sem fim de semana ou férias, que recaia sobre os ombros de mulheres, crianças e idosos – sem nenhum direito, como assistência médica ou aposentadoria. 

 
No dia 3 houve um pequeno enfrentamento com a polícia com a morte de alguns operários. No dia seguinte, 4 de Maio, uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos dos dias anteriores. Dezenas de milhares acompanhavam o Ato, cercado por tropas policiais. Quando já se encerrava a manifestação uma bomba explodiu no meio da policiais que começavam a dispersar os manifestantes. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a ‘Revolta de Haymarket’.


O governo e a policia culparam os militantes anarcosindicalistas da AIT e condenou 8 deles a morte por enforcamento, em praça pública – hoje conhecidos como os ‘Mártires de Chicago’. Mas a luta deles não foi em vão, pois os trabalhadores seguiram seu exemplo de luta, marcando o 1 de Maio como dia internacional da luta proletária, conquistando a redução da jornada para as 8 hs/dia e os atuais direitos operários.

 


Hoje a luta continua e está em nossas mãos. Organizemos Assembleias Proletárias em nossos locais de trabalho e/ou moradia e escolas, para discutir/decidir e organizar uma grande Greve Geral. No dia 1 de Maio do ano da Copa iremos as ruas protestar e decidir coletivamente em grandes Assembléias, em que se converterão as manifestações de 1 de Maio, a deflagração da Greve e as reinvindicações centrais do movimento: 

- PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO PARA 6 hs/dia, com 30 hs/semanais SEMANA  INGLESA – SEM REDUÇÃO SALARIAL!

- PELO PISO SALARIAL de R$ 3000, 00!

- CONTRA A CARESTIA DA VIDA E A PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO!

- CONTRA A CRIMINALIZAÇÃO DO MOVIMENTO SOCIAL!

A partir das primeiras horas da manhã estaremos realizando comícios no bairros chamando todos para a CONCENTRAÇÃO NA LADEIRA DA MEMÓRIA, ao lado do Metro Anhangabaú, ao lado da praça das Bandeiras, no centro, a partir das  12 horasleve suas faixas, cartazes e bandeiras – para manifestarmos todo o nosso repúdio ao governo e ao sistema capitalista explorador e começar a construir o comunismo libertário!

“A emancipação de nossa classe é e será nossa própria obra!”


MÁRTIRES DE CHICAGO 128 ANOS DEPOIS: É LUTO, É LUTA!


Manifestações locais pela manhã. a partir das 12:00 hs CONCENTRAÇÃO NA LADEIRA DA MEMÓRIA  (no antigo Mercado de Escravos de São Paulo) - ao lado do Metrô Anhangabaú e da Pç. das Bandeiras - ASSEMBLÉIA PROLETÁRIA  pela Greve Geral Ativa 


SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT 
E-mail:  profosp@bol.com.br


Comentários