Grupos

  



 
O Google anunciou que integrou ao seu sistema de busca uma tecnologia de semântica, o que permitirá ao site associar as palavras buscadas a outras de significado parecido, para melhorar a procura feita pelos usuários.
 
"Haverá mais perguntas, mais linguagens, e fazemos nossas sugestões do que é mais relevante para a necessidade do internauta atualmente", escreveram os engenheiros no blog oficial do Google.
 
Segundo a empresa, chamada "busca semântica" será habilitada em 37 idiomas.
 
Web 3.0
O interesse pelas "buscas semânticas" tem crescido para criar sistemas mais inteligentes que procuram interpretar e compreender o significado de sentenças ou combinações de palavras.
 
Em janeiro, durante uma conferência financeira, o CEO do Google, Eric Schmidt, já havia dado indícios da novidade, alegando que a companhia teria uma postura mais séria a respeito da busca semântica. "Não seria legal se o Google entendesse o sentido da sua frase, invés de apenas palavras que compõem a frase? Fizemos muitas descobertas nessa área que deveremos lançar logo", disse ele na ocasião.
 
E não é só o Google que vem trabalhando nisso. A principal rival do Google em um suposto mercado semântico de busca, a PowerSet, foi adquirida pela Microsoft em julho por 100 milhões de dólares para melhorar os conceitos semânticos por trás do Windows Live Search.
 
Recentemente a gigante dos softwares confirmou que está testando o seu sistema de buscas Kumo.com.
 
Fonte: Olhar Digital / France Press

Comentários