Grupos


O programa do Governo Federal que disponibiliza bolsas de estudos para alunos de baixa renda e oriundos do ensino público foi lançado em 2004, no governo do Presidente Lula, e oferece bolsas integrais e parciais (50% de desconto) em instituições de ensino cadastradas pelo MEC. Por oferecer essas vagas para alunos de menor renda, as universidades e faculdades obtém incentivos fiscais que incentivam a manutenção das bolsas e a criação de novas vagas.
A seleção para os candidatos que demonstram interesse em receber a bolsa do Prouni acontece através do Enem. O aluno deve atingir a marca mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio, para que assim, possa ingressar nas fases seguintes do Prouni.
Além da nota no Enem, para se inscrever no Prouni o candidato deve ter uma renda familiar de 1,5 salário mínimo por morador de sua residência (para conseguir a bolsa de 100%) e 3 salários mínimos por morador para a bolsa parcial de 50%.
Outro requisito importante para que o aluno tenha a condição de concorrer a uma das bolsas ofertadas pelo Prouni é ter cursado o ensino médio em uma escola pública. Outra condição válida é o aluno ter cursado em uma escola da rede privada de educação na condição de bolsista integral, seja bolsista direto ou por vagas do Educa Mais Brasil.
Outros grupos também possuem requisitos para ingressar no ensino superior com o auxílio da Bolsa Prouni, como os deficientes físicos e os professores da rede pública de educação que estiverem atuando regularmente, servindo o estado com seu conhecimento.
Lembrando que para participar de programas importantes do Ministério da Educação, como o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica, responsável por distribuir anualmente milhares de bolsas a estudantes para o ensino técnico para participar de cursos de capacitação profissional.
As inscrições para o Prouni costumam acontecer em duas datas do ano. Não se cobra uma taxa para isso e a realização da inscrição acontece através do site do Prouni (é exclusivamente pela internet). No momento da inscrição, o aluno pode escolher por duas instituições, cursos ou turnos. A escolha deve ser feita obedecendo a ordem de preferência.
Cada curso possui uma nota mínima diferente, de acordo com a procura. O bacana é que as notas de corte, como são chamadas, costumam ser divulgadas antes do encerramento da inscrição, e como isso, o candidato pode trocar de curso, caso ele não tenha a nota mínima. A nota mínima é um dos pré-requisitos mais importantes para avaliação dos candidatos ao Programa Universidade par todos e ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec 2019.
Para realizar as inscrições Pronatec 2019 você deve ter mais de 16 anos, estar recebendo algum benefício do Governo e possuir cadastro no CadÚnico. Cumprindo todos esses requisitos você deve acessar o site do programa e iniciar o processe de inscrição.
Caso você não seja selecionado em nenhuma das duas chamadas, há ainda uma lista de espera com candidatos que ficaram próximos de garantir uma bolsa no Prouni, por isso, é essencial continuar acompanhando o site oficial para não correr à risca de perder a bolsa.