Grupos

 

Estimada Amiga/Estimado Amigo


Cumprimentos.

Os Companheiros (as) do Sindicato de Artes e Ofícios Vários de Araxá,
Minas Gerais, Brasil, filiado a Confederação Operária Brasileira (COB),
Seção brasileira da AIT, estão sofrendo pressões da FF Comercial (Marcas
Lotto e Finta) com ameaça de prisão por defender os direitos dos trabalhadores.


Não bastassem os baixos salários e as demissões praticados pela empresa
citada, essa no momento vem movendo 'Ação Judicial' contra Companheiro
nosso sob a motivação de “calúnia”.


Em face do exposto pedimos, por favor, que todos (as) que puderem nos
ajudar o façam, remetendo novamente e-mails de protesto para esses
endereços:
afnit@araxa.com.br
fatima@finta.com.br

')" href="____javascript:void(0);" target="_blank">http://www.fint a.com.br
vilela.comercial@hotmail.com

cicero-representacoes@hotmail.com

flavio.golrep@hotmail.com

golrep2@hotmail.com


Pela consideração, para com essa causa, resta agradecer.


Para maiores informações pedimos manterem contanto com:
Confederação Operária Brasileira (COB) – Secretariado:
cobforgs@yahoo.com.br


Federação Operária do Rio Grande do Sul (FORGS)
forgscob@yahoo.com.br


Cordialmente
Pietro Riva
(RS), Brasil, 16 de setembro de 2011.

SOLIDARIEDADE É UMA ARMA QUENTE!

Dear Friends

Greetings
The Comrades of the “Sindicato de Artes e Ofícios Vários de Araxá”
(Syndicate of Various Arts and Crafts of Araxá), Minas Gerais, Brazil,
affiliated to the “Confederação Operária Brasileira” (Brazilian Workers’
Confederation), Brazilian section of the International Workers Association,
are under pressure from FF Commercial (Lotto and Finta brands) with the
threat of imprisonment for defending workers’ rights.


If the low wages and layoffs practiced by the mentioned company were not
enough, it has also been moving at the time a ‘Lawsuit’ against one of our
Comrades under the motivation of “sl ander”.


In view of the above, we ask, please, that all who can help us do so,
sending again protest emails to these addresses:


afnit@araxa.com.br

fatima@finta.com.br
')" href="____javascript:void(0);" target="_blank">http://www.finta.com.br
vilela.comercial@hotmail.com

cicero-representacoes@hotmail.com

flavio.golrep@hotmail.com

golrep2@hotmail.com


For consideration to this cause, we thank.


For more information please keep in touch with:
Brazilian Workers’ Confederation - Secretariat:
cobforgs@yahoo.com.br



Workers’ Federation of Rio Grande do Sul:
forgscob@yahoo.com.br



Cordially
Pietro Riva
Rio Grande do Sul, Brazil, September 16th, 2011.

SOLIDARITY IS A WARM WEAPON!

FEDERAÇÃO OPERÁRIA MINEIRA

(FOM/COB-ACAT/AIT)

BOICOTE A LOTTO E FINTA!!!

A FF Mercantil, empresa de Araxá-MG responsável por produtos da marca brasileira Finta e da italiana Lotto, mantém seus empregados sob um regime de trabalho extremamente precário: os trabalhadores não recebem insalubridade, são expostos a calor excessivo, ganham menos que um salário mínimo e muitos são vítimas de humilhações, perseguições e chantagens.

No dia 22 de março, ocorreu a demissão de Ícaro Poletto, membro do Sindivários Araxá, associado à Federação Operária Mineira (FOM/COB-AIT), que se esforçava junto aos seus companheiros para lutar por seus direitos. Como a solidariedade e a luta sindical se manteve firme, com a atuação do companheiro Icaro, novas demissões ocorreram recentemente, paralalelamente a uma campanha de difamação midiática e uma perseguição até policial, que terminou por levar a prisão do companheiro Ícaro.

Os funcionários que não se renderam ao assédio da patronal seguem sofrendo represálias, mas a luta contínua! 

Exigimos que nosso companheiro seja readmitido, que a política de represálias contra a livre organização dos trabalhadores tenha um fim e que sejam atendidas as reivindicações dos trabalhadores de Araxá!

VIVA A SOLIDARIEDADE PROLETÁRIA INTERNACIONAL!

LIBERDADE IMEDIATA AO COMPANHEIRO ÍCARO POLETTO!

PELO FIM DE TODOS OS PROCESSOS E PERSEGUIÇÕES!

PELA LIBERDADE DE ORGANIZAÇÃO OPERÁRIA!

PELO FIM AS PERSEGUIÇÕES E CALÚNIAS CONTRA A FOM/COB-AIT E AOS SEUS MILITANTES E AFILIADOS!

BOICOTE ATIVO À LOTTO E A FINTA!!!

 

 

MAS, É O FIM DO MUNDO!?!!!!!!

Dilma/PT falou: ou vencem os trabalhadores dos correios em greve, ou serão derrotados todos os trabalhadores>.

A farsa do ‘governo dos trabalhadores’ se mostra clara: Dilma/PT, e seu governo de Frente Popular, tira a máscara e resolve endurecer a relação entre governo e seus sindicatos (atrelados ao Estado e sustentados pelo Imposto Sindical e pelo FAT). Herdeira do governo populista de Luiz Ignácio, que conseguiu manter a classe trabalhadora dócil - a ponto de sustentar a grave crise econômica dos U$A –, Dilma como gerente tecnocrática, a serviço do capital, tem uma situação distinta: depois de ter suportado o arrocho salarial por 8 anos, sem realizar greves de porte, a classe trabalhadora chegou ao limite e vai a luta – empurrando os sindicatos a unificar as greves que pipocam.

Nas duas primeiras grandes paralisações, dos Correios e dos bancários, o governo determinou o corte de ponto dos grevistas e irritou sensivelmente os trabalhadores. Com essa política linha-dura, o objetivo da administração Dilma é desencorajar outras paralisações, em categorias importantes, como os petroleiros, que negociam diretamente com o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho. Assim o governo pretende mostrar aos trabalhadores, especialmente aos do setor público, que daqui para a frente pretende tratar as greves do mesmo jeito. Diz que faz isso para conter a inflação.

OS TRABALHADORES SÃO CULPADOS PELA INFLAÇÃO?

Não há diferença alguma entre todos esses governos eleitos com aqueles da ditadura militar: no crescimento, temos que esperar crescer o bolo; na crise sempre somos nós a apertar o cinto! Somos nós que criamos a riqueza que eles acumulam! Na verdade nos chamam de trabalhadores assalariados, mas nos tratam como servos, escravos! Devendo dar graças ao patrão pelo emprego e ao Estado pelo Salário Mínimo.

Na verdade, assim como as riquezas sociais são produzidas por nós trabalhadores, também foi graças a nosso próprio esforço as conquistas, traduzidas em leis que tanto a patronal, quanto o Estado deveriam estar obrigadas a cumprir. E hoje o texto constitucional que define o Salário Mínimo – em sua versão original na Carta de 1946 – é ridicularizado, quando se sabe há anos que o SM real, calculado mensalmente pelo DIEESE, deveria girar em torno dos R$ 2500,00 !

Mas não adianta apenas a gente saber que não somos nós os culpados pela inflação, que isso é só mais uma mentira do governo. Temos que demonstrar nossa posição pela nossa ação ativa! É a defesa do interesse de toda a classe trabalhadora, de cada um de nós que temos que nos posicionar claramente em Solidariedade Ativa às greves que vão pipocando e buscando se unificar! VIVA A GREVE DOS CORREIOS E DOS BANCOS!

RUMO A GREVE GERAL DE TODA A CLASSE TRABALHADORA

 

Desde os grandes movimentos grevistas dos anos 80, que levaram a derrocada da ditadura militar, só tivemos um breve arremedo de luta ao derrubarmos o embuste Fernando Collor, neto do fascista Lindolfo, com as Manifestações Espontâneas dos Caras Pintadas entoando canções de Raul Seixas e, por fim, a longa e heroica greve dos petroleiros em 1995.

Depois de 2002, quando Lula e o PT chegaram ao poder, com tantas promessas – inclusive um Salário Mínimo de R$ 600,00 – a classe trabalhadora como que se acomodou. Restaram na luta social os deserdados: índios, desempregados crônicos, sem-teto, sem-terra, crianças abandonadas e aqueles que se enfrentavam diretamente com os fascistas reorganizados: negros, homossexuais, punks e anarquistas em geral.

Na verdade era a fase do acomodamento dos burocratas e políticos ligados ao PT, que enfim chegavam ao poder. Para manter a paz social começam afagando a todos: aos sindicatos com a distribuição do dinheiro do FAT, que superou o montante devido ao Imposto Sindical; aos banqueiros e latifundiários regalias, como garantias - enquanto afagava os miseráveis fazendo vista grossa ao MST, ao qual passou a sustentar economicamente; por fim, com as táticas sociais, herdadas do governo FHC/PSDB e ampliadas com o Bolsa Família e outros.

Hoje restou o governo PT/PMDB, como uma ironia histórica, voltamos a ter um partido - criado artificialmente pela ditadura militar – no exercício do poder graças a espúrias negociações políticas. É a isso que voltamos a nos submeter. E ainda falam claramente: ‘eu era feliz e não sabia...’... Nos tratam feito idiotas! TEMOS QUE REAGIR!

POR UMA GRANDE GREVE GERAL DE TODA A CLASSE TRABALHADORA!

- CONTRA O ARROCHO SALARIAL, O DESEMPREGO E A PERDA DE DIREITOS!

- CONTRA AS TERCEIRIZAÇÕES: ABSORÇÃO DOS TRABALHADORES NAS EMPRESAS EM QUE TRABALHAM!

- GESTÃO OPERÁRIA DIRETA CONTRA AS PRIVATIZAÇÕES!                                                                        

-PELA PLENA LIBERDADE E AUTONOMIA SINDICAL!(Sem Estado, Sem Partidos e SemPatrões!)                                                                                                                                                                                                                                                                             - PELA REATIVAÇÃO DA COB/AIT!

- 62% DE AUMENTO SALARIAL A TODOS OS TRABALHADORES!                                                                                                                  Como se auto-outorgaram os políticos profissionais no começo de 2011.

FEDERAÇÃO OPERÁRIA DE SÃO PAULO (FOSP/COB-ACAT/AIT)

 

A PLEBE 69 Out-Nov/2011  A.C.A.T.

@ Órgão de Divulgação da Federação Operária de São Paulo  (FOSP – Fundada em 1905 ) @

  SEM PARTIDO NEM PATRÃO!   @  Ligada a Associação Internacional dos Trabalhadores (A.I.T.-I.W.A.)

*Caixa Postal: 1933/CEP: 01009-972/São Paulo-SP* ( E-mail: fosp@cob-ait.net )

MAS, É O FIM DO MUNDO!?!!!!!!

A farsa do ‘governo dos trabalhadores’ se mostra clara: Dilma/PT, e seu governo de Frente Popular, tira a máscara e resolve endurecer a relação entre governo e seus sindicatos (atrelados ao Estado e sustentados pelo Imposto Sindical e pelo FAT). Herdeira do governo populista de Luiz Ignácio, que conseguiu manter a classe trabalhadora dócil - a ponto de sustentar a grave crise econômica dos U$A –, Dilma, gerente tecnocrática, a serviço do capital, tem outra situação: depois de ter suportado o arrocho salarial por 8 anos, sem realizar greves de porte, a classe trabalhadora chegou ao limite e vai à luta – empurrando os sindicatos a unificar as greves que pipocam.

 

Nas duas primeiras grandes paralisações, dos Correios e dos bancários, o governo determinou o corte de ponto dos grevistas e irritou sensivelmente os trabalhadores. Com essa política linha-dura, o objetivo da administração Dilma é desencorajar outras paralisações, em categorias importantes, como os petroleiros. Assim o governo pretende mostrar aos trabalhadores, especialmente aos do setor público, que daqui para frente pretende tratar as greves do mesmo jeito. Diz que faz isso para conter a inflação. 

 

OS TRABALHADORES SÃO CULPADOS PELA INFLAÇÃO?

 

Para os trabalhadores não há diferença alguma entre todos esses governos eleitos com aqueles da ditadura militar: no crescimento, temos que esperar crescer o bolo; na crise sempre somos nós a apertar o cinto! Somos nós que criamos a riqueza que eles acumulam! Na verdade nos chamam de trabalhadores assalariados, mas nos tratam como servos, escravos! Devendo dar graças ao patrão pelo emprego e ao Estado pelo Salário Mínimo.

 

Na verdade, assim como as riquezas sociais são produzidas por nós trabalhadores, também foi graças a nosso própria luta as conquistas, traduzidas em leis que tanto a patronal, quanto o Estado deveriam estar obrigadas a cumprir. E hoje o texto constitucional que define o Salário Mínimo – em sua versão original na Carta de 1946 – é ridicularizado, quando se sabe há anos que o SM real, calculado mensalmente pelo DIEESE, deveria girar em torno dos R$ 2500,00 !

 

Mas não adianta apenas a gente saber que não somos nós os culpados pela inflação, que isso é só mais uma mentira do governo. Temos que demonstrar nossa posição pela nossa ação ativa! É a defesa do interesse de toda a classe trabalhadora, de cada um de nós que temos que nos posicionar claramente em Solidariedade Ativa às greves que vão pipocando e buscando se unificar!

 

RUMO A GREVE GERAL DE TODA A CLASSE TRABALHADORA

 

Desde os grandes movimentos grevistas dos anos 80, que levaram a derrocada da ditadura militar, só tivemos um breve arremedo de luta ao derrubarmos o embuste Fernando Collor, neto do fascista Lindolfo, com as Manifestações Espontâneas dos Caras Pintadas entoando canções de Raul Seixas e, por fim, a longa e heroica greve dos petroleiros em 1995.

Depois de 2002, quando Lula e o PT chegaram ao poder, com tantas promessas – inclusive um Salário Mínimo de R$ 600,00 – a classe trabalhadora como que se acomodou. Restaram na luta social os deserdados: índios, desempregados crônicos, sem-teto, sem-terra, crianças abandonadas e aqueles que se enfrentavam diretamente com os fascistas reorganizados: negros, homossexuais, punks e anarquistas em geral.

 

Na verdade era a fase do acomodamento dos burocratas e políticos ligados ao PT, que enfim chegavam ao poder. Para manter a paz social começam afagando a todos: aos sindicatos com a distribuição do dinheiro do FAT, que superou o montante devido ao Imposto Sindical; aos banqueiros e latifundiários regalias, como garantias - enquanto afagava os miseráveis fazendo vista grossa ao MST, ao qual passou a sustentar economicamente; por fim, com as táticas sociais, herdadas do governo FHC/PSDB e ampliadas com o Bolsa Família e outros.

Hoje restou o governo PT/PMDB, como uma ironia histórica, voltamos a ter um partido - criado artificialmente pela ditadura militar – no exercício do poder graças a espúrias negociações políticas. É a isso que voltamos a nos submeter. E ainda falam claramente: ‘eu era feliz e não sabia...’... Nos tratam feito idiotas!

 

TEMOS QUE REAGIR!

 

POR UMA GRANDE GREVE GERAL DE TODA A CLASSE TRABALHADORA!

- CONTRA O ARROCHO SALARIAL, O DESEMPREGO E A PERDA DE DIREITOS!

- CONTRA AS TERCEIRIZAÇÕES: ABSORÇÃO DOS TRABALHADORES NAS EMPRESAS EM QUE TRABALHAM!

- AUTOGESTÃO CONTRA A PRIVATIZAÇÃO!                                                                       

-PELA PLENA LIBERDADE E AUTONOMIA SINDICAL! 

                                      (Sem Estado, Sem Partidos e Sem Patrões!)                                                                                                                                                             

- PELA REATIVAÇÃO DA COB/AIT!

                                                - 62% DE AUMENTO SALARIAL A TODOS OS TRABALHADORES!                                                                                                                 

Como se auto-outorgaram os políticos profissionais no início de 2011.

 

FEDERAÇÃO OPERÁRIA DE SÃO PAULO

(FOSP/COB-ACAT/AIT)

NÃO NOS ACOVARDAMOS!

Os trabalhadores dos Correios estão de parabéns pela coragem e mobilização que mantiveram na greve encerrada há poucas semanas. Mesmo barrados pela intransigência da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), que se recusou a negociar, e no peleguismo do sindicato oficial, atrelado ao Estado, deram um exemplo de luta para toda a população. Nesse momento de crise mundial, em que a presidente Dilma promete que o Brasil vai ‘segurar as pontas’ do capitalismo, os trabalhadores não entendem: por que continuam sendo explorados e usurpados pelo governo, já que o Brasil tem tanto dinheiro assim! Por isso a luta dos ecetistas e dos bancários se reflete para toda a classe trabalhadora, que não aceita o preço da crise mais uma vez!              

Ficou provado, mais uma vez, a traição do sindicato oficial, que fez tudo para conter a greve e abafar o movimento. Só não conseguiram por que os trabalhadores estão indignados e revoltados e se lançaram de verdade à luta, sendo esta uma das maiores greves dos Correios desde a primeira, em 1934. Fatos como esse provam que esses sindicatos reformistas, atrelados ao Estado e dominados por partidos, além de não defender nossos interesses, querem usar a categoria como massa de manobra para conseguir cargos na empresa, apoio político, financiamento para campanhas eleitorais e boquinhas no governo. A questão da privatização sequer foi citada na pseuda-negociação, e a MP-S32 – que privatiza os Correios – continua tramitando no Congresso, a privatização avança e as condições de trabalho só pioram a cada dia.

Porém, mais do que nunca, vemos que se a classe trabalhadora estiver unida e organizada de forma autônoma, levando a luta com seriedade e solidariedade- dentro dos princípios do anarco-sindicalismo da Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT) – nós podemos conseguir melhores condições de trabalho e remuneração, mais tempo para o lazer e a cultura, assim como uma vida melhor para nós e nossas famílias, até a conquista do comunismo libertário.

 

Núcleo dos Trabalhadores de Comunicações - SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT    

            

Bancários: a luta continua!

 

Após 21 dias de paralização, reivindicando 12% de reajuste salarial e maior participação nos lucros (PLR), contratação de mais funcionários, plano de carreiras e a não punição dos grevistas, a greve se encerra no dia 18/10, com o acordo firmado, em que o sindicato oficial dos bancários aceitou o acordo dos banqueiros-FEBRABAN, de 9% de reajuste, nenhum aumento da PLR, nenhuma nova contratação e o plano de carreiras punirá os grevistas. Ou seja: nenhuma das reivindicações feitas foi atendida pela patronal.

 

Mas essa greve termina vitoriosa por outro motivo: o de mostrar a força e indignação da classe trabalhadora, apontando para a unificação dos movimentos grevistas e mostrar que a classe trabalhadora unida é mais forte do que a patronal. Prova disso é a manifestação do governo, ameaçando os grevistas, para tentar dar um exemplo que leve medo aos trabalhadores e também tentar evitar que se repitam episódios como as manifestações unificadas dos trabalhadores dos bancos e dos correios.

 

A fraqueza dos movimentos foi ter encaminhado suas lutas através dos sindicatos atrelados aos partidos, que não nos representam. Sejamos por nós mesmos, formando núcleos sindicais autônomos nas agências, se unido aos demais trabalhadores e preparando uma Greve Geral pela Revolução Social.

 

Núcleo dos Trabalhadores Bancários -SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT

Solidarize-se com o companheiros do Sindivários-Araxá! FOM/COB-ACAT/AIT

“Fica aqui um chamado a classe trabalhadora para que se solidarize com o companheiro que acredite na FOM/COB e participe da campanha de solidariedade. Que se conscientize se filie à COB, e doe uma contribuição para os custos jurídicos desta luta. Mesmo que não tenhamos muito para dar, tal o nível de recessão econômica desde a crise de 2008, vamos tirar moedas dos bolsos e contribuir com um gesto simbólico de solidariedade ao verdadeiro sindicato brasileiro e internacional. Quantos outros companheiros não passaram ou vão passar pela mesma situação? Vamos tirar a mordaça e gritar alto contra a exploração patronal do capital internacional!”

Então vamos falar sobre o caso do companheiro do Sindivários de Araxá. Ele está sendo processado por causa de uma campanha de boicote iniciada contra a empresa Finta Lotto, italiana atuante no Brasil.

O fato é que a tal empresa -- será que não deveríamos dizer seu nome para não sermos também colocados nos bancos dos réus? -- bem a empresa se aproveita da situação do proletariado brasileiro para baratear os custos de sua produção e aumentar seus lucros. A que custo? Ao custo do bem-estar de seus trabalhadores. Esta empresa que tende a migrar assim que seu filme queima, saiu de São Paulo e foi a Minas para lá começar um novo ciclo de exploração, e provavelmente sair de lá e ir para outro estado, se aproveitando da guerra fiscal.

Só que um de seus funcionários, que ganhava salário mínimo e nem mesmo tinha a dignidade de ser registrado como sapateiro, apesar de ser esta a profissão que exerce, já que a empresa o classificava como auxiliar de produção para que o pagasse menos. Bem, esse funcionário julgou aquilo tudo estar errado, simplesmente porque todo ser humano tem direito a um trabalho, e a um trabalho digno. Não é porque a empresa "respeita" a legislação trabalhista que ele teria que ficar calado e agüentar tudo.

Num país recém governado por um operário e atualmente governado por uma militante de esquerda, o companheiro resolveu através da ação direta se rebelar contra a exploração sofrida.

Primeira providencia, se filiou a AIT, para ter o alcance necessário para se opor a uma multinacional: internacional é a exploração, internacional é a resistência e o contra-ataque. Depois apresentou sua denúncia à COB, mais precisamente à FOM (que tem o propósito de recuperar as técnicas de luta do anarco-sindicalismo brasileiro - o mesmo que gerou benefícios sociais e direitos trabalhistas) e propôs o boicote a Finta e Lotto.

Estariam os sindicalistas difamando a empresa? Ou agindo com o direito à livre expressão, agindo por conta própria contra a exploração patronal? Pois os sindicatos atuais no Brasil vivem do imposto sindical e de diretorias corruptas e reformistas, que se apóiam em direitos que elas nunca lutaram para conseguir. Foi a COB que conquistou os direitos! E é a COB quem vai alargar esses direitos no século 21! E usando suas táticas, ou seja: ação direta econômica de pressão e resistência, formação de comitês de fábrica, boicote, sabotagem.

O corajoso companheiro teve o primeiro golpe quando foi sumariamente despedido por pedir melhores condições no ambiente de trabalho. De lá da Itália, os donos com certeza não ligam se está muito quente no chão da fábrica, se não havia condições minimamente confortáveis de executar seu trabalho, se os trabalhadores são desrespeitados, explorados! Se apóiam na jurássica legislação brasileira que só fez congelar os avanços da classe trabalhadora! Tiram o maximo das 44h semanais a que tem direito!

E o que ocorre quando o trabalhador brasileiro quer lutar por melhorias? É despedido!

Claro que com essa manobra de demissão a empresa não se livrou da COB, que imediatamente se solidarizou ao companheiro, e a todos os demais trabalhadores do mundo que passam pela mesma situação, e não só reforçou a campanha de boicote como começou outra campanha pela readmissão do companheiro. E ele mesmo continuou a se manifestar publicamente e a denunciar a exploração da fábrica, mesmo que ele não estivesse mais por lá.

E foi aí que a repressão política deu suas caras, os capitalistas agora colocam o peso da justiça brasileira em cima dele, processando-o por difamar a marca: bem essa realmente era a intenção da COB ao propor o boicote, arma histórica da classe trabalhadora: difamar essa marca, mais e mais, fazê-la ter prejuízo, sim! Ação direta econômica! E convencer as pessoas a não comprarem nem distribuírem a marca. Claro que a campanha seria interrompida caso ele fosse readmitido e a empresa revisse sua política.

Em meio até mesmo a insinuações de que o companheiro seria contratado por uma empresa concorrente, um ataque moral, a empresa o processou, e claro ele nem mesmo tem como arcar com advogados! O próprio defensor público é comprometido com o grupo econômico dono da fábrica! Está havendo aí uma clara criminalização da questão social, de forma disfarçada.

Este processo afeta a todos nós brasileiros e trabalhadores do mundo, afeta a nossa liberdade de expressão e de nos organizarmos livres e independentes!

Fica aqui um chamado a classe trabalhadora para que se solidarize com o companheiro que acredite na FOM/COB e participe da campanha de solidariedade. Que se conscientize se filie à COB, e doe uma contribuição para os custos jurídicos desta luta. Mesmo que não tenhamos muito para dar, tal o nível de recessão econômica desde a crise de 2008, vamos tirar moedas dos bolsos e contribuir com um gesto simbólico de solidariedade ao verdadeiro sindicato brasileiro e internacional. Quantos outros companheiros não passaram ou vão passar pela mesma situação? Vamos tirar a mordaça e gritar alto contra a exploração patronal do capital internacional!

Nós da COB continuamos apoiando os companheiros convictos e nos sentimos todos nós também processados junto com ele, uma ofensa para um é uma ofensa a todos.

Vamos nos unir, neste momento de dificuldade, e nos lembrar que a luta não acontece a apenas nesses momentos, que sua filiação é importantíssima para termos bem-estar, liberdade e qualidade de vida. A FOM/COB não e financiada por nenhuma outra fonte que não seja a contribuição mensal de seus filiados, por isso queremos que apenas o trabalhador contribua, para mantermos nossa independência, para nos fortalecer de baixo pra cima, e podermos lutar contra o capital. Afinal, somos nós os produtores das riquezas do mundo, trabalhadores!

Filie-se à FOM, forme uma comissão em seu local de trabalho, participe da luta por uma sociedade justa. Lute por sua liberdade! Solidarize-se com o companheiro do Sindivários de Araxá!

INTERNACIONAL É A PRECARIZAÇÃO

INTERNACIONAL É A NOSSA LUTA!

PELOS DIREITOS DOS TRABALHADORES

CONFEDERAÇÃO OPERARIA BRASIL (COB)

 &  

NÃO!

LUTA DE

CLASSES

SIM!

LIBERDADE PARA ÍCARO!

POR LIBERDADE DE ORGANIZAÇÃO OPERÁRIA!

POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO!

 

 

ACAMPA SAMPA                                 

- ACAMPADA GLOBAL ANTI-CAPITAL 

O Movimento Acampa Sampa, também conhecido como 15-O, que está desde o dia 15 de outubro acampado debaixo do Viaduto do Chá, divulgou uma nota repudiando a decisão da justiça de São Paulo que negou o pedido de Mandado de Segurança, que visava assegurar o direito constitucional de livre manifestação e expressão do pensamento dos participantes do ato.

Julgado pela juíza Simone de Vargas de Moraes Leme, o pedido foi negado porque, segundo ela, "não se tem notícia de manifestação popular na iminência do vale do Anhagabaú nem tampouco de ato proibitivo a ser emanado da autoridade apontada como coatora".

Em nota o Acampa Sampa informou que o pedido do mandado foi feito para "assegurar a permanência deste movimento pacífico e democrático no local com todos os meios necessários para a realização da manifestação, como barracas, para prover abrigo do frio e segurança, e faixas, por meio das quais expressamos nossas demandas e opiniões".

O grupo vem sofrendo pressão da Guarda Civil Metropolitana que entrou no acampamento na última terça-feira (18) e arrancou todas as faixas de protestos. A ação da GCM reforça a opinião, divulgada na nota, de que "a atitude da juíza, de negar o mandado de segurança, demonstra claramente como o poder público trata as reivindicações sociais e ignora uma mobilização com propostas para formar uma nova cultura política".

http://www.youtube.com/watch?v=lAsxOMUSDHE


Mudança Global

A Manifestação acontece em todo o mundo. Da América à Ásia, da África à Europa, pessoas tomaram as ruas no dia 15 de outubro para reclamar seus direitos e pedir uma autêntica democracia. O movimento é pacífico, horizontal, não possui liderança e é autônoma de Estado, Governos, empresas e partidos políticos.

Abaixo o Manifesto (15º) lançado por eles:

OS POLÍTICOS NÃO NOS REPRESENTAM!

A Revolução é mundial começou em Portugal e na Espanha, colando milhões de pessoas nas ruas, exigindo mais democracia e participação direta do povo no governo. Aqui em São Paulo acampamos embaixo do Viaduto do Chá, sem prazo para sairmos!

                                                                                  

Os espanhóis estão indignados por que viram que na Islândia, hoje3 o país mais desenvolvido do mundo, o povo convocar e votar num plebiscito que seu governo não usaria o dinheiro do povo para socorrer banqueiro especulador. , após uma Auditoria nas contas deles, os executivos dos bancos fugiram do país para não serem presos.

Na Espanha o governo socorreu os bancos sem nem consultar o povo, daí veio a indignação e a exigência de que o eleitor possa convocar plebiscitos e referendos. Assim poderemos derrubar leis indesejáveis, como a que aumentou o salário deles de 16 para 27 mil reais, ou o novo Código Florestal, que destruirá a Amazônia. Poderemos também propor medidas e leis, onde nós mesmos votaremos, única fort5ma de parar a Usina de Belo Monte.

Participem de nosso acampamento! Todos os dias tempos Assembléias Populares abertas, onde todos podem levantar problemas e dar sugestões> Discutiremos as grandes causas nacionais, votando cada proposta apresentada, mostrando que somos muito melhor que os políticos, que não nos representam.

http://15osp.org/

Vejam os vídeos nos links abaixo:

<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">http://www.youtube.com/watch?v=J0mUz6JYj-w&feature=player_embedded#!



<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">http://www.youtube.com/watch?v=VGaaiqLJlDo&feature=related



<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">http://www.youtube.com/watch?v=HXxk6LuIUUA&feature=related



<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">http://www.youtube.com/watch?v=4DFQMnznZVI&feature=related



<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">http://www.youtube.com/watch?v=KlefPA7Jqrw&feature=mfu_in_order&list=UL



<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">
http://www.youtube.com/watch?v=CyVxefKNx3E&feature=autoplay&list=ULTbXslIxdDXQ&lf=mfu_in_order&playnext=3



<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">
http://www.youtube.com/watch?v=4WibrHcQI9g&feature=autoplay&list=ULDhQcgsUxGMk&lf=mfu_in_order&playnext=5



<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">
http://www.youtube.com/watch?v=I4RP5gQsXYw&feature=autoplay&list=ULOhxKzoH3Y9o&lf=mfu_in_order&playnext=7


<$BlogPosts_Titulo$>

<$BlogPosts_Data$>

<$BlogPosts_Texto$>

\clip_image003.gif">http://www.youtube.com/watch?v=Bj0l9s8ipzw&feature=autoplay&list=ULlAsxOMUSDHE&lf=mfu_in_order&playnext=10

 

NOTA DE FALESCIMENTO

12:28 @ 23/10/2011

 

NOTA DE FALECIMENTO

No dia 17/10, TERÇA-FEIRA, vítima de problemas estomacais que levaram a uma hemorragia fatal, “Redson’ vocalista da banda paulista pioneira no cenário punk “CÓLERA”. Nos anos 80 divulgou em seu programa de rádio ‘ ATAQUE FRONTAL’, na 89FM, da manifestação ‘APOCALIPSE NÃO!, organizado pel’O COLETIVO LIBERTÁRIO também apoiou os Núcleos Pró-COB/AIT, fundados no Congresso Anarkista de 1986, e neste ano (2011) participou da Passeata de 1º de Maio da FOSP/COB-ACAT/AIT em 2011.

Cantou PELA PAZ EM TODO MUNDO.                                 

Descanse em paz!                 

Que nós ficamos por aqui continuando a luta!