Grupos

 

1886>2013: 127 ANOS DE LUTA PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO
1º DE MAIO OPERÁRIO, LIBERTÁRIO E REVOLUCIONÁRIO
UNIR NACIONALMENTE AS MANIFESTAÇÕES DA COB/AIT

 

ProfessorXs, estudantes, mães e pais, servidores.... todxs juntxs contra o governo inimigo da Educação e do povo, para defender xs professorxs, barrar a repressão e defender o ensino público, gratuito e de qualidade para todxs...

Mostrando um crescimento da mobilização, na última assembleia (dia 15/03), cerca de 4 mil professorxs decidiram na Praça da Sé: ganhar as ruas e decretar a greve geral da categoria, por tempo indeterminado, a partir do dia 19 de abril.

A participação na assembleia expressou um c...rescimento da mobilização da categoria. Foram, ao menos, cinco vezes mais professorxs do que no último ato, no dia 22/02. Ficou evidente a vontade de lutar e de dar um basta a situação de arrocho salarial e a todo o tipo de ataques do governo tucano que, nos últimos anos, levaram ao maior retrocesso da Educação de toda a história.



Ninguém agüenta mais!

Todxs sabem quem sem luta não haverá qualquer concessão por parte do governo. A política de entendimento e colaboração da direção sindical com o governo fracassou totalmente e levou nossa categoria a uma situação insustentável: jornadas de até 54 horas/aula; os mais baixos salários entre todxs xs trabalhadorxs com nível superior; condições insalubres e perigosas de trabalho (com professorxs sendo agredidxs e até assassinadxs dentro das escolas e nas suas proximidades); jornada excessivas, impostas por um governo que nem mesmo cumpre a Lei que determina que a jornada dxs professorxs seja no máximo de 2/3 em sala de aula, com 1/3 de jornada extraclasse.

Para humilhar e dividir nossa categoria o governo tentar nos corromper, com bônus (a cada ano pago a uma reduzidíssima parcela da categoria), com gratificação de até 75% para a famigerada escola integral (“escravidão total”), como a prova “demérito” (usada para devolver parte do que foi roubado de todxs é para alguns/algumas). Nossxs companheirxs da categoria “F”, “O”..., são humilhadxs nas atribuições. Com dezenas de milhares de pais e mães de família, com anos de serviços prestados à Educação, sendo demitidxs, tendo direitos retirados... até o atendimento médico no IAMSPE para professorxs e familiares (muitxs com doenças crônicas provocadas pela más condições de trabalho) o governo do PSDB retirou.



Ganhar as ruas

Na assembléia, a burocracia sindical unida (PT-PSTU-PCdoB-PSOL) ainda conseguiu evitar a aprovação de propostas de ampliação da mobilização, como a da realização de uma Reunião Geral de Representantes de Escolas, seguido de ato na Avenida Paulista, no dia 27 de março - defendido por Educadorxs em Luta. A burocracia sindical busca evitar que as decisões sejam tomadas por uma base mais ampla de professorxs e procura controlar o movimento por meio de órgãos por elxs dominadxs (como o Conselho Estadual de Representantes, o “Senado” da categoria), a própria diretoria e assembléias minoritárias. Temem que uma mobilização ampla supere todos os limites de sua política de entendimento com o governo. É justamente isto que devemos impulsionar a partir da cada Escola e região, pois este é o caminho para derrotar o tucanato e levar nossa categoria à vitória.

A tarefa é arregaçar as mangas. Organizar em todas as escolas e regiões:

- Reuniões, Plenárias e Assembléias de professorxs para organizar a mobilização, formando comandos de mobilização de base, independentes da burocracia sindical; a categoria deve tomar a luta em suas mãos;

- Realizar reuniões e assembléias com pais, mães e alunxs convocandx-xs a apoiarem a nossa luta e a participarem da mobilização (levar o caos da escola e a nossa luta para serem debatidos nos bairros, nas igrejas, nos sindicatos, em todos os lugares);

- Organizar atos públicos, passeatas etc. em todas as regiões do Estado, fechando ruas e avenidas para denunciar a política do governo e conquistar o apoio à nossa luta;

- Organizar caravanas de todos os setores da Comunidade Escolar para o ato e passeata na Avenida Paulista no dia 19;

- Em cada região e em nível estadual aprovar a formação de um Comando de Mobilização e Negociação com representantes de base, eleito em assembléia, de forma proporcional, para garantir a representação de todos os setores da categoria;

É preciso também unificar nossa mobilização com os estudantes da USP e demais universidades, apoiando suas reivindicações contra a privatização da universidade e contra o processamento dos 72 estudantes da USP que ocuparam a Reitoria, bem como com todo o funcionalismo público estadual expropriado pelos quase 20 anos de governos do PSDB.



Uma só categoria, uma só luta!

NOSSAS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES

Que devem ser votadas por toda categoria na Assembléia Geral, como Pauta de Reivindicações de nossa mobilização



SALÁRIO E DIREITOS IGUAIS PARA TRABALHO IGUAL

*100% de reposição para todxs.

Isonomia Salarial = salário igual para trabalho igual. Estender para todxs xs professorxs a gratificação das escolas integrais, o “premio por mérito”, o ”ALE” (Adicional por Local de Exercício). R$ 20 por hora aula. Piso salarial de R$ 4.500. Xs Professorxs que formam todxs xs demais profissionais, não pode ter o mais baixo salário entre xs profissionais de nível superior

* 1/3 DE JORNADA EXTRACLASSE JÁ!

Cadeia para o governador e Secretário que não cumprem a Lei 11.738 que manda reduzir a jornada. Pagamento como hora extra – com os devidos adicionais – das horas trabalhadas além da jornada máxima nos últimos 5 anos



* ESTABILIDADE NO EMPREGO PARA TODXS!

Revogação de toda a legislação de cassação de direitos dxs professorxs “O” e demais professorxs. O mesmo trabalho, o mesmo salário e os mesmos direitos. Atendimento médico pelo IAMSPE. Fim da “provinha guilhotina”



*REVOGAÇÃO DE TODA A LEGISLAÇÃO ANTIEDUCACIONAL DOS GOVERNOS TUCANOS

Fim da “aprovação automática”. Cancelamento da municipalização do ensino. Reabertura das escolas fechadas. Readmissão dxs demitidxs e perseguidxs pelo governo. Fim da terceirização dxs servidores de escolas; reposição das perdas salariais dxs servidorxs, piso de R$ 1.500. Mais verbas para a Educação. Fim da farra dxs capitalistas com o dinheiro da Educação: Verbas públicas, somente para as escolas e universidades públicas.
Ver mais

SED LEX: 350 AN0S DE EXPLORAÇÃO E CORRUPÇÃO

Este ano os serviços de correios completarão 350 anos... Pois bem: a própria Empresa dos Correios divulgou, com muito orgulho, que já no período colonial, se contabilizavam milhares de mortes de índios de diferentes tribos executados por oferecer resistência aos colonizadores que invadiram e dominaram a região. O genocídio indígena nessa época realizado pelos Bandeirantes para a instalação de linhas telegráficas, contou com o patrocínio da Empresa de Correios, a serviço do rei de Portugal!

Comparando com os dias de hoje muitos veem grandes melhorias, mas no essencial a coisa é a mesma: desde o descobrimento começa o genocídio dos Tamoios – o povo que habitava o Brasil na época -, o domínio colonial com a escravidão e a repressão ao movimento pela independência... com a Independência d’o “Fico!..” se intensifica a exploração proletária, escrava ou não, os impostos anuais ao rei de Portugal são substituídas pelo início de nossa dívida externa... com a Abolição da escravidão e a declaração da República a intensificação da exploração se dirige diretamente à classe trabalhadora  (negra, branca/imigrantes europeus e asiática/índia)... na chamada República do ‘Café com Leite’ (SP/MG) a classe trabalhadora se organiza e luta, com a organização dos sindicatos livres e a fundação da Confederação Operária Brasileira (COB) em 1906, com a bandeira pela Redução da Jornada de Trabalho, conquistando as 8 hs diárias com as Greves Gerais de 1917 e 1919 – como resposta tivemos a intensificação das prisões arbitrárias e a deportação sumária de imigrantes envolvidos com o anarcosindicalismo, para os  nativos foram criados 3 Campos de Concentração, na década de 1920 (do qual o de Clevelândia se tornaria celebre, com a prisão de mais de 20 mil e a morte de mais de 15 mil ao ser fechado após a Revolução de 1930 liderada por Getúlio Vargas, que impôs o sindicato oficial da CLT, destruindo os sindicatos livres após a Intentona Comunista em 1935)...

Hoje em dia as terceirizações avançam a passos largos; as condições de trabalho só pioram com a precarização e a destruição dos direitos conseguidos com muita luta, suor e sangue de dezenas de mártires (como José Martinez, Domingos Passos, Antônio Alves da Costa, Antônio Salgado da Cunha, Nicolau Parado, Domingos Brás, Nino Martins, etc.) . Os partidos políticos fazem seus acordos apoiados por falsos sindicatos que mantem a classe operária dócil, impõe novas leis pela força, inclusive o desconto mensal do IMPOSTO SINDICAL, agora chamado de “Contribuição Sindical”.

Toda essa política elitista, mantida por todos esses 513 anos de Brasil, levam as camarilhas dirigentes/dominantes em cada período, a manter e aumentar seus lucros. A empresa dos Correios, por exemplo só aumenta seus lucros (receita gerada de cerca de R$ 8 bilhões/ano – patrocinando eventos e competições milionárias para sua propaganda). O que se vê é um punhado de parasitas, mamando nessa teta, sendo sustentados pelo suor do trabalho de milhares de pessoas diariamente.

Por mais que não seja fácil resistir aos ataques da burguesia/patrões/empresas, governo e as amarras do sindicato oficial – atrelado ao Estado -, todos muito bem unidos contra nós, temos que nos manter firmes. Questionando e denunciando esses ataques contra nossa dignidade e liberdade. Devemos nos organizar com os companheiros nos locais de trabalho e de moradia

- CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS, PELA AUTOGESTÃO OPERÁRIA!

 

- PELO PISO SALARIAL DE R$ 3.000,00!

 

- REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO PARA 30 HORAS SEMANAIS, SEM REDUÇÃO DE SALÁRIO!

 

CONTRA A DESTRUIÇÃO DOS DIREITOS OPERÁRIOS, NENHUM BENEFÍCIO A MENOS!

 

Após 127 anos

nos avizinhamos de mais um primeiro de maio, e o que vemos diante de nós?... o nada: a globalização e o neoliberalismo dominam; as esferas dirigentes das centrais sindicais atreladas ao Estado: CUT, FARÇA SINDICAL, CGT, UGT, CTTB, CONLUTAS, etc.,vivem da degradação das conquistas históricas que tanto custaram aos trabalhadores. E ainda vem enganar a classe trabalhadora com suas festas e seu circo sindical, comemorando 70 anos da criação do Imposto Sindical!

Estamos luta constante

contra os desmandes dos líderes sindicais e paus mandados dos partidos, cada cada vez mais inseridos nos sindicatos oficiais, aparelhando e desferindo golpes que acabam por desestimular e destruir a organização dos trabalhadores da base, a partir dos locais de trabalho .

Estamos diante do crescimento do trabalho precário

, da terceirização; empresas que contratam outras empresas a um custo menor, e esta por sua vez não pagando devidamente o trabalhador e não recolhendo os benefícios a que o trabalhador têm direito. É o desrespeito cotidiano aos direitos operários que eles chamam de ‘flexibilização’, que são vendidas em negociatas com esses falsos sindicatos oficiais.

Além do exposto acima

, também vemos o caos na área de transporte público, Metro e CPTM sempre superlotados, os ônibus sempre cheios e presos no tráfego, ambos com preços caríssimos, não dando conta da demanda. Vemos também o crescimento projetos mirabolantes, como novos corredores de ônibus, novas linhas de Metro (leia-se monotrilho com capacidade reduzida, para áreas de grande demanda), projetos esses que demoram a sair do papel e de se tornarem realidade. Vemos o aumento cada vez maior das PPP’s criadas pelo próprio Hadad, quando ministro do governo Lula, projeto desengavetado do governo FHC e mantido no governo Dilma. PPP’s, que na prática são nada mais que meras privatizações que transferem o investimento público para satisfazer grandes grupos empresarias e multinacionais, resultando que: enquanto poucos ganham muito dinheiro, a população sofre cada vez mais com passagens caras e superlotação dos meios de transporte.

Muito se discute nos sindicatos oficiais, e tanto as diretorias quanto as oposiçõesdizem defender o transporte público e de qualidade, mas ao mesmo tempo compactuam com o patronato na medida que destrói a luta dos trabalhadores nas bases, nos locais de trabalho. Muitos já não participam das discussões e já entram nas lutas desgastados e sem disposição para a luta.

Há quem esteja disposto a rever algumas de suas posições políticas, mas não abrem mão de sua de suas ideologias e da disputa pelo controle do aparelho sindical (com seus pontos liberados e privilégios, o imposto sindical, e o status de dirigentes).

Existe um atual crescimento, entre jovens universitários, da proposta de se fundar uma 4ª. Internacional – como um partido político mundial. Mas isso amplia o nível de controle dos partidos sobre os movimentos dos trabalhadores.

 

Chegamos assim, no 1º de MaIO, enfatizando que a luta deve ser contínua e não devemos esmorecer pelos percalços que nos atingem. Devemos continuar unidos na luta contra as injustiças aos trabalhadores e as minorias, o sindicalismo revolucionário é a saída para este quadro devastador que nos encontramos. A reafirmação do lema da Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT-IWA):

"A emancipação da Classe Trabalhadora Será Obra dos Próprios Trabalhadores."

 

Metroviários realizaram assembleia (14/03) aprovando a pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2013.

Principais pontos da pauta:

 

·         Reposição das perdas salariais (?)

·         Aumento real (?)

·         Equiparação salarial (?)

·         Manutenção dos direitos e conquistas preexistentes (?)

·         Reajuste do VR e do VA (?)

 
 

 

30 COMPANHIAS CONFIRMAM DEMISSÕES PARA 2013
AIT|FOB (fEDERAÇÃO OpERÁRIA DA bAHIA)

GM SÃO PAULO - 600 trabalhadores ; TNT EXPRESS 4.000 empregos; ERICSSON
1.600 funcionários; LATAM 38 funcionários foram demitidos; COCA-COLA No mês
passado, a Coca-Cola afirmou vai demitir 750 pessoas nos Estados Unidos;
THOMSON REUTERS Em fevereiro, o grupo danglo-candadense Thomson Reuters
anunciou a redução de 2.500 postos de trabalho; VODAFONE 620 funcionários
na sua unidade da Espanha; BOEING planeja cortar centenas de trabalhadores
na sua fábrica da Carolina do Sul, nos Estados Unidos onde constrói o 787
Dreamliner; IAG O International Airlines Group (IAG) afirmou que vai seguir
com o plano de cortar 3.800 empregos ; DANONE planos de eliminar cerca de
900 empregos na Europa; ELETROBRAS espera que entre 4.000 e 5.000
funcionários, dos 27.000, façam adesão ao plano de desligamento voluntário.
As demissões devem ocorrer ainda neste ano; NOKIA anunciou que pretende
eliminar mais de 1.000 postos de trabalho; THYSSENKRUPP irá cortar mais de
2.000 empregos na divisão Steel Europe; MOTOROLA MOBILITY vai cortar mais
1.200 empregos; CATERPILLAR vai cortar até 1.400 vagas na sua fábrica
sediada na Bélgica devido aos custos trabalhistas elevados no mercado
europeu; CIRQUE DU SOLEIL anunciou que vai dispensar 400 pessoas;
TELEFÓNICA pretende cortar em 2013 até 10% do seu quadro de 5.862
funcionários. No Brasil, a A Telefónica abriu um programa de demissão
voluntária (PDV) no mês passado para reduzir seu quadro de pessoal em cerca
de 1.000 funcionários; RENAULT A montadora francesa Renault anunciou neste
ano que pretende cortar 7.500 funcionários; OGX 30 pessoas da companhia
foram demitidas em janeiro; BANKIA O banco espanhol Bankia cortará 4.500
postos de trabalho em sua reestruturação, o banco vai priorizar demissões
voluntárias; FIAT O programa temporário de demissões, que teve início em
fevereiro, durará até o fim de 2014; BARCLAYS anunciou que vai cortar pelo
menos 70 postos de trabalho de sua unidade de banco de investimento na
Ásia; AMERICAN EXPRESS deve reduzir em 8,5% o número de seus funcionários,
o que representar cerca de 5.400 demissões, neste ano; ANGLO AMERICAN
PLATINUM vai paralisar duas minas na África do Sul, venderá outra e com a
decisão, vai cortar 14.000 postos de trabalho para restaurar sua
lucratividade; MORGAN STANLEY O banco planeja cortar 1.600 empregos em todo
o mundo, muitos deles da área de títulos, segundo a Reuters; HP A
Hewlett-Packard (HP) afirmou está cortando pelo menos 850 empregos;
SANTANDER O Santander vai eliminar 3.000 empregos; HONDA A montadora
japonesa Honda pretende cortar cerca de 800 postos de trabalho em sua
fábrica próxima à Swindon, no sudeste da Inglaterra; COMMERZBANK O banco
alemão planeja demitir entre 4.000 e 6.000 pessoas até 2016; PARADOR A rede
espanhola de hotéis Parador vai demitir 350 funcionários.

http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/31-anuncios-de-demissoes-em-massa-feitos-no-1o-trimestre#31



6 EMPRESAS BRASILEIRAS QUE VÃO FREAR OS NEGÓCIOS LÁ FORA
EXAME



MALAS PRONTAS

São Paulo – Os anos 2000 foram um período favorável à expansão de
companhias brasileiras no exterior. Estimuladas pelo câmbio barato e pela
farta oferta de crédito, muitas empresas estrearam no cenário global. Uma
década depois, por razões estratégicas, problemas de caixa ou falta de
perspectivas nos países, algumas empresas resolveram reduzir o ritmo lá
fora. Veja as mais recentes.
AMBEV
Nos últimos sete anos, a fatia de mercado da Brahma encolheu de 9% para
0,9% na Venezuela. Com isso, a Ambev decidiu encerrar as operações de sua
fábrica local, em Barquisimeto, a quinta maior cidade do país. A Ambev
chegou à Venezuela em 1995, com a compra da Cervecera Nacional, e
continuará no país por meio da parceira com a Cervecería Regional.
VALE
O caso mais ruidoso dos últimos tempos de uma brasileira deixando um
projeto no exterior é, com certeza, o da Vale. O projeto Rio Colorado, de
produção de potássio, foi suspenso em 11 de março, após o fracasso das
negociações com o governo da Argentina. A mineradora pedia mais
flexibilidade fiscal e cambial. O projeto estava orçado entre 6 e 10
bilhões de reais.
PETROBRAS
Não é segredo que a Petrobras colocou ativos à venda no exterior, a fim de
bancar parte dos investimentos bilionários previstos para os próximos anos.
A estatal estima que o programa de desinvestimentos renderá 9,9 bilhões de
dólares, que entrarão no caixa, sobretudo, neste ano. O problema é que a
empresa enfrenta dificuldades para se desfazer dos ativos lá fora.
MMX
A mineradora de Eike Batista, a MMX, é outro exemplo de revisão de projetos
recentes no exterior. A empresa desistiu de extrair minério de ferro na
cidade chilena de Copiapó, na região do deserto do Atacama. Segundo a MMX,
o retorno financeiro do projeto não era mais atraente, e a desistência
representou uma baixa contábil de 224 milhões de reais no balanço.
CCX
O bilionário Eike Batista, dono da CCX, teria iniciado, em janeiro, uma
revisão do projeto de produzir carvão mineral na Colômbia. A informação é
do jornal local Portafolio. Segundo a publicação, a CCX enfrenta
dificuldades como a tendência de preços do carvão, obtenção de licenças e
conflitos indígenas.
HRT
Em entrevista à agência Dow Jones, o presidente da HRT, Márcio Mello,
afirmou que a empresa negocia a venda de uma fatia adicional de seus blocos
de petróleo na Namíbia. O objetivo, segundo o empresário, é manter o caixa
e financiar a perfuração de um quarto poço em águas profundas.

http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/6-empresas-brasileiras-que-vao-
frear-os-negocios-la-fora#7




GOVERNADORES EMPREGAM 105 MIL SEM CONCURSO PÚBLICO
EXAME

São Paulo - A primeira pesquisa completa sobre a estrutura burocrática dos
Estados, realizada pelo IBGE, revela que os 27 governadores empregavam em
2012, em conjunto, um contingente cerca de 105 mil funcionários que não
fizeram concurso para entrar na administração pública.
Apenas na chamada administração direta, da qual estão excluídas as vagas
comissionadas das empresas estatais, o número de funcionários subordinados
aos gabinetes dos governadores ou às secretarias de Estado sem concurso
público chega a 74.740.
Do total de 105,5 mil servidores sem concurso nos Estados, quase 10% estão
em Goiás. O governador Marconi Perillo (PSDB) abriga em sua burocracia
10.175 funcionários nessa situação, o que o torna líder no ranking desse
tipo de nomeações em números absolutos.
A Bahia, governada pelo petista Jaques Wagner, vem logo atrás, com 9.240
não concursados.
Ao se ponderar os resultados pelo tamanho da população, os governadores que
saltam para a liderança do ranking são os de Rondônia, Confúcio Moura
(PMDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), com 937 e 263 cargos
por 100 mil habitantes, respectivamente.
Os oito governadores do PSDB controlam, em conjunto, 37,6 mil cargos
ocupados por servidores não concursados. Os quatro governadores do PT, por
sua vez, têm em mãos 23 mil vagas. Logo atrás estão os quatro do PMDB, com
21,6 mil.
O peso dos partidos muda quando se pondera a quantidade de cargos
controlados por 100 mil habitantes. Nesse caso, o PT passa para o primeiro
lugar (75), e o PSDB cai para o quinto (41).

http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/governadores-empregam-105-mil-sem-
concurso-publico




ESTÁTUA DE JORGE AMADO É DANIFICADA POR TIROS EM ITABUNA


A estátua do escritor Jorge Amado, colocada na entrada do bairro de
Ferradas, em Itabuna, terra natal do escritor, foi atingida com vários
tiros de revólver, além de ser alvejada com pedradas. O ato de vandalismo
danificou a estátua, obra do escultor Lavrud Durval, feita em resina
bronzinada e com cerca de dois metros de altura, para homenagear o
centenário do escritor.
Os tiros atingiram várias partes da estátua do escritor. Moradores alegam
ter ouvido os tiros, mas não tem qualquer suspeita sobre os autores do ato
de vandalismo, já que a estátua fica às margens da rodovia BR 415, a cerca
de 500 metros da área urbana do bairro.
Lavrud Durval considerou o ato de vandalismo como “uma vergonha para a
cidade” e disse que pretende reconstruir a estátua, desde que a prefeitura
garanta a segurança no local. “Não adianta refazer o trabalho e depois
destruírem de novo”, afirma o escultor.
Embora nascido em Ferradas/Itabuna, Jorge Amado é mais venerado em Ilhéus,
onde passou parte da infância e, na juventude, escreveu seu primeiro
romance, “O País do Carnaval”.
Uma outra estátua do escritor, no Rio Vermelho, em Salvador, também sofreu
ato de vandalismo em dezembro de 2012. Essa foi criada pelo artista
plástico Tatti Moreno, a escultura representa em tamanho real o escritor
Jorge Amado, Zélia Gattai e seu cachorrinho, Fadul, e foi inaugurada no dia
19 de dezembro. Apenas três dias depois, ela já havia sido vandalizada.

http://www.aratuonline.com.br/noticia/99012,estatua-de-jorge-amado-e-
danificada-por-tiros-em-itabuna.html


//////////////////////////////////////////


POLÍCIA INVESTIGA VANDALISMO À ESCULTURA DE JORGE AMADO


A titular da 7ª Delegacia Territorial (DT/Rio Vermelho), delegada Jorvane
Andrade, instaurou, nesta quarta-feira (26), inquérito policial para
identificar e prender o autor do ato de vandalismo contra a escultura do
escritor Jorge Amado, ocorrido na madrugada de sábado passado (22).

A delegada esteve pessoalmente no Largo de Santana, no Rio Vermelho, onde a
obra está exposta, ouvindo comerciantes, ambulantes, guardadores de carros
e outras pessoas que trabalham no local. Ela também solicitou exames
periciais ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) para saber se houve
algum dano estrutural e qual o objeto usado para danificar a escultura.

Fonte: Governo da Bahia. Secom - Secretaria de Comunicação Social
http://www.comunicacao.ba.gov.br/noticias/2012/12/26/policia-investiga-
vandalismo-a-escultura-de-jorge-amado



 

















































































































































































 

 


 

FEDERAÇÃO OPERÁRIA DA BAHIA enviou o link de um blog para você:


Blog: FEDERAÇÃO OPERÁRIA DA BAHIA
Postagem: Semanário anarcosindicalista A Voz Operária
Link: http://avozoperaria-cob.blogspot.com/2012/03/voz-operaria-xml.html

 

DECLARACÃO E DENÚNCIA DE ATAQUES CONTRA UM MEMBRO DA KRAS-AIT
19/04/2013-10:38 traduzido por AIT|FOB yuri Sant'acques 

No 28 de março, nosso companheiro R., membro da KRAS-AIT foi atacado em Moscou por um grupo de nacionalistas "anarquistas" chamado MPST. Os membros do MPST são conhecidos por suas declarações e escritos nacionalistas e identitários; Eles proclamam a "conservação da identidade étnica", protestam contra a mistura dos povos e a síntese de culturas e declaram que o cosmopolitismo é um "demônio encarnado do capitalismo". Além disso, um dos líderes deste grupo confessou que havia acordado, durante o seu interrogatório na polícia, em informar as autoridades sobre movimentos sociais.
Os membros do MPST atacaram fisicamente a vários opositores políticos, incluindo os anarquistas. Em janeiro passado, também ameaçaram os ativistas LGBT libertários, exigindo que eles não levantassem suas bandeiras em manifestações anarquistas e fazendo declarações homofóbicas (depois dessas "discussões", ativistas LGBT foram duramente atacados durante uma manifestação libertária). Por tanto, este ataque ao nosso companheiro não foi o primeiro.

Consideramos estes atos tão agressivos contra os anarquistas, como puramente fascistas e tirânicas.

Vale ressaltar que o MPST tem uma posição "paralelista": continuam declarando-se como a "autêntica" KRAS e às vezes se auto-denominam "MPST-KRAS" (até 2008 o MPST foi o nome de um dos nossos sindicatos, mas, em seguida, foi roubado por um grupo de nacionalistas)

Urgimos à nossa Internacional para mostrar sua solidariedade conosco, agora. Pedimos ao Secretariado da AIT que faça uma declaração oficial que censure os agressores e provocadores fascistas e nacionalistas do MPST. Também pedimos a todas as Seções e Amigos da AIT que informem o incidente a todas as organizações libertárias do mundo que tenham contato, e convoquem um boicote, não apenas ao MPST, mas a qualquer grupo e qualquer ativista libertário da antiga "União Soviética" que não condene este grupo, estes atos e aos que os cometem.



Secretaria de Relações Exteriores da CNT - AIT

 

1886 à 2013: 127 ANOS DA LUTA PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO @

FOSP/COB-ACAT/AIT

HOMENAGEM AOS MÁRTIRES DE CHICAGO

DOMINGO (28/04)

A PARTIR DAS 14:00 HS

SOM AO VIVO NO CAPÃO

SOM AO VIVO NO CAPÃO

- ONDE?

No Capão! Perto do METRO

Rua Engenheiro Aluisio Marcos 155

(Atrás da Escola SEQUENCIAL)

 

Com as Bandas:

VISÃO GERAL

PODER PARALELO

UNIDADE ARMADA

 

PODE PA 

 - ONDE?

No Capão! Perto do METRO

Rua Engenheiro Aluisio Marcos 155

(Atrás da Escola SEQUENCIAL)