Grupos

 

FASCISTAS ASSASSINAM O PUNK ANARKISTA Johni Raoni Falcão

Num confronto entre punks e skinheads foi assassinado o camarada Johni Raoni Falcão Galanciak, de 25 anos, filho do Falcão, ex-vocalista original da banda punk EXCOMUNGADOS, atualmente vocalista da ANTROPÓFAGOS.

Com a família nos solidarizamos nesse momento de dor, mas não abandonaremos a trincheira da luta anti-fascista.

O FASCISMO NÃO PASSARÁ!

 

Johni detido, sendo levado para a delegacia numa manifestação anti-capitalista em 2008.

 

 

Campaña internacional de la A.I.T en apoyo a los trabajadores de VISTEON-España

El día 19 de agosto se llevó a cabo una exitosa campaña internacional en solidaridad con los trabajadores de la planta de Ford-Visteon en Cádiz (España) donde sufren la amenaza del cierre inminente de la fábrica dejando en la calle a más de 450 trabajadores, que ven una vez más como impunemente las multinacionales hacen y deshacen a su antojo indiferentemente de dejar a multitud de familias sin sustento y afectando en gran medida con los puestos de trabajo directos e indirectos de un determinado sector y región.

La razón para el cierre de esta planta es una vez más el traslado de la producción a otras regiones del mundo donde la mano de obra es más barata. Este es el funcionamiento del capitalismo global, que favorece a multinacionales como Visteon que, tras haber recibido apoyos estatales (retirados de los bolsillos de los contribuyentes) y aprovechado del trabajo y dedicación de sus trabajadores, los tiran a la basura tan pronto como se presente la oportunidad de obtener más beneficios más elevados en otros lugares.

Una vez más se hace latente el poder que ejercen las transnacionales a países enteros, teniendo la potestad de campar a sus anchas sin impedimento alguno y casi sin una oposición real que les contrarreste, por lo que creemos que la única manera de hacerlos frente es de manera coordinada e internacional, como hemos planificado desde la AIT, la Asociación Internacional del Trabajo, la secciones sindicales de CNT- España en Visteon y los apoyos recibidos desde otros espacios, que en nuestra modesta medida hemos sido capaz de orquestar una jornada internacional para solidarizarnos con los compañeros que padecen esta amenaza.

Somos conscientes que para poder frenar los grabes ataques a las condiciones laborales, deslocalizaciones y políticas agresivas que manan de las multinacionales hacia el trabajador, no hay otra respuesta efectiva que la acción directa internacional y la AIT lo ha llevado  a cabo en esta campaña dentro de sus posibilidades, con eficacia y tenacidad. Estamos convencidos que con la trayectoria a nuestras espaldas, nuestro  pacto de solidaridad entre las secciones integrantes y nuestros métodos de acción, seremos un fiero adversario para esta lacra del empresariado capitalista que se eleva con su mayor exponente, las multinacionales.

En esta campaña se han desarrollado acciones de todo tipo, desde el envío de faxes por todo el mundo, cartas a la empresa, a su sede y la extensión de la información a todos los rincones del mundo como por ejemplo: PA-Eslovaquia, KRAS-Rusia, CNTF-Francia, USI-Italia, NSF-Noruega…de la AIT y  otros organizaciones obreras afines como por ejemplo: ATA-México, Acción Directa Perú, MASA-Croacia, ASIR-Rumanía, ESE-Grecia… y varios países que no se citan  debido al extenso informe  que se está recabando y que todavía a día de hoy nos siguen llegando acciones y participaciones de varios rincones del mundo.

Donde la AIT tiene más presencia y ha sido posible, se han llevado a cabo acciones más contundentes de piquetes informativos, concentraciones en los centros como por ejemplo FAU-Alemania, ZSP-Polonia, FORA-Argentina, SP-Portugal, SolFed-Inglaterra y CNT-España. Alguna de estas secciones de la AIT, están desarrollando una campaña  informativa  y de acción más amplia en sus regiones a raíz de estos acontecimientos.

No creemos que estas movilizaciones pasen desapercibidas ante la directiva Ford-Visteon y sus filiales  y queremos advertir que a medida que se intensifique este conflicto, así responderemos incrementando las acciones internacionales.


SECRETARÍA DE RELACIONES EXTERIORES DE CNT-AIT

O

O SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT se manifesta em solidariedade aos trabalhadores da FORD-VISTEON/Espanha.

A PLEBE 68 - Setembro/2011

21:15 @ 12/09/2011

 

 68 Setembro/2011 A.C.A.T.

 @ Órgão de Divulgação da Federação Operária de São Paulo  (FOSP – Fundada em 1905 ) @

  SEM PARTIDO NEM PATRÃO!   @  Ligada a Associação Internacional dos Trabalhadores (A.I.T.-I.W.A.)

*Caixa Postal: 1933/CEP: 01009-972/São Paulo-SP* ( E-mail: fosp@cob-ait.net )

 

O FASCISMO CAUSANDO VÍTIMAS

Um jovem de 25 anos morreu após uma briga entre punks e skinheads em frente a uma casa de shows em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, na noite de ontem. Um rapaz de 21 anos ficou gravemente ferido no confronto e está internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas. Segundo a PM, cerca de 200 pessoas participaram da briga. (Ag O Estado-04 de setembro de 2011)



Está clara a intensificação das ações dos fascistas a partir da chegada do PT ao poder, a começar pela reailização de um Congresso Integralista em 2003, passando por inúmeras agressões contra homossexuais, negros e confrontos contra punks e anarkistas. Também está clara a posição das organizações e partidos da esquerda oficial, ficam felizes vendo os anarquistas se ferrando sozinhos na luta anti-fascista. Mas se enganam, pois o avanço do fascismo também se reflete sobre a política de criminalização da questão social.

 


Os anti-fascistas tem que resolver suas diferenças e se unir na luta, em especial na luta anti-fascista. Para promover essa união só existe uma proposta nesse momento, que vem sendo defendida pela FOSP/COB-AIT desde 2005, para que os diversos setores anti-fascistas se unam local, regional e nacionalmente em Comitês de Auto-Defesa Anti-Fascista, organizados de baixo para cima e de forma federativa.


Ficar brigando por picuinhas e esparramar calúnias e difamações contra outras organizações, para aprofundar a cisão do movimento libertário, é o papel dos autoritários de todo tipo, é o interesse do capital e do Estado.

Perdemos o camarada punk anti-fascista libertário histórico Johni Raoni Falcão Galanciak, assassinado pelos fascistas no dia 04 de Setembro. Com a família nos solidarizamos nesse momento de dor, mas não abandonaremos a trincheira da luta anti-fascista.

O FASCISMO NÃO PASSARÁ!

SOLIDARIEDADE PROLETÁRIA INTERNACIONAL

BELGRADO: NOSSAS BANDEIRAS CONTINUAM TREMULANDO!


A mídia de Belgrado, contribui com a polícia apontando a cabeça de Trivunac que tornou-se conhecida do público sérvio em maio de 2009, quando durante uma manifestação na rua Knez Mihailova, em frente ao Palácio da Albânia, leu uma declaração contra os E.U.A. explicando que aquele um protesto a contra a visita do Vice Presidente dos E.U.A., Joseph Biden à Sérvia. No final, manifestantes queimaram a bandeira americana.


Durante o evento, organizado pela Seção dos trabalhadores Sérvios da AIT apoiada por grupos anarquistas, foi queimada uma bandeira dos E.U.A. enquanto símbolo da exploração e da opressão. Trivunac interviu lendo uma declaração da A.I.T; condenando os Estados Unidos por sua participação no desenvolvimento do capitalismo, nas guerras de exploração e na discriminação em todo o mundo. O orador Ratibor Trivunac e outros foram imediatamente presos sem direito a defesa. Após vários dias e após sucessivas manifestações e ações jurídicas foram finalmente libertados.


Esperamos que não estejam querendo, em sua política de agradar os E.U.A. de Barak Obama,transformar nossos companheiros trabalhadores em “bodes espiatórios” da revolta popular que existe contra os E.U.A, na Sérvia.


É preciso recordar que esse não é um fato inusitado na Sérvia. Em 2008, mais de 100 mil pessoas concentraram-se no centro de Belgrado e outras partes onde durante a manifestação foram queimadas bandeiras dos Estados Unidos, da União Européia e da Alemanha, contra o reconhecimento da independência do Kosovo por Washington e pela maioria dos países da UE (onde a Espanha e Romênia se opuseram).


Esperamos que essa repressão não cale nossa voz a favor da imediata libertação do anarquista grego Thodoros Iliopoulos, que corre sério perigo de vida depois de
30 dias em greve de fome.

LIBERDADE PARA RATIBOR TRIUVNAC!

LIBERDADE AOS ANARCOSINDICALISTAS SÉRVIOS DA ASI-AIT!

******************************

XXII PASSEATA-HOMENAGEM A RAUL SEIXAS 2011

Apesar do frio intenso que se abateu sobre a cidade São Paulo estava em festa. Sob garoa mais de 5.000 pessoas se concentraram em frente ao Teatro Municipal entoando as canções de Raul Seixas, poeta e rocker libertário bahiano, que faleceu em 21 de Agosto de 1989.

Como já ocorre desde sua morte, quando no velório no Anhembi o povo lá concentrado – mais de 20.000 pessoas que passaram a noite toda no Anhembi, exigiram que a retirada do corpo fosse feita em um caminhão do corpo de bombeiros, com uma bandeira brasileira cobrindo o caixão, que seria acompanhado em Passeata pela mutidão. Apesar do cerco feito pela Tropa de Choque da PM ameaçar invadir e tirar o caixão a força as pessoas não se intimidaram e por fim sairam vitoriosas: a multidão sai acompanhando o caminhão dos bombeiros com uma bandeira do Brasdil cobrindo o caixão. No ano seguinte, 1990, se inicia a tradição de manter a passeata raulseixistica, pela SOCIEDADE ALTERNATIVA, no atual roteiro, o mesmo utilizado por Raul na caminhada que realizou em São Paulo para o lançamento do seu primeiro LP KRIG HA BANDOLO: Praça Ramos, Viaduto do Chá, Líbero Badaró, Largo São Francisco, Benjamin Constant e Praça da Sé. Em 91 derrubamos o presidente Collor dde Mello, nas passeatas dos cara-pintadas que cantavam AL CAPONE, SOCIEDADE ALTERNATIVA, etc.

Depois passamos por outros presidentes: Itamar durou 2 anos, FHC durou 8 anos, Lula durou mais 8 e agora é a vez da Dilma. Os presidentes passam Raul fica e a Sociedade Alternativa mantem sua vitalidade: FAÇA O QUE TU QUERES, HÁ DE SER TUDO DA LEI!

Em 2011 não foi diferente: desde as 15:00 horas centenas de pessoas já começavam a se aglomerar, em rodinhas com violões, iniciando as cantorias. Por volta das 18:00 hs, quando a Passeata começa seu trajeto, já eram mais de 5.000 pessoas cantando e gritando RAUL! Por volta das 19:00 hs a Passeata toma a Praça da Sé, lotando as escadarias da Catedral e tomando metade da Praça. Várias faixas e bandeiras traziam homenagens e trechos de letras de Raul (NÃO PRECISO LER JORNAIS, MENTIR SOZINHO EU SOU CAPAZ, VIVA A SOCIEDADE ALTERNATIVA!). Também houveram manifestações de apoio a luta dos estudantes chilenos.

Quando a manifestação se encerrou, formalmente, as 22:00 hs, ainda havia milhares de pessoas na Praça da Sé. A Policia Metropolitana nesse momento, percebendo o esvaziamento da manifestação, tentou intimidar as pessoas, cercando a Concentração com dezenas de soldados com cassetetes e carros, mas nionguem deu bola para eles que terminaram saindo com o rabo no meio das pernas. Até nos retirarmos, as 23:00 hs, ainda restavam mais de 300 pessoas.

 

***********************************************

CORREIOS DO BRASIL

RETRATO DA CORRUPÇÃO E DO PARASITISMO POLÍTICO

A Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) está nas mãos de dirigentes e políticos corruptos, que conseguem seus cargos não por merecimento ou capacidade técnica, mas por acordos entre os partidos e o governo. Essa adminstração leva a ECT a passar pelo pior momento de sua história: nos setores péssaimas condições de trabalho, sobre-carga de serviço, assédio moral, doenças ocupacionais e o avanço da terceirização – que avança a passos largos, destruindo ainda mais os nossos direitos como trabalhadores, e criando um clima de divisão entre nós.

Com essa preparação a administração da ECT avança em seu projeto de privatização dessa, que é uma das maiores empresas do Brasil. Em consequência disso temos um serviço cada vez pior prestado a população, com atrasos nas entrega de encomendas, extravios, etc.

O Sindicato oficial dos Correios, dirigido pelo PC do B, junto com os sindicatos de outros estados, traíram a categoria! Se venderam e estão do lado da empresa e do governo, tentando destruir os direitos dos trabalhadores, conquistados através das nossas lutas. Em plena Campanha Salarial  não informa a categoria, não preparando, nem mobilizando os  trabalhadores da ECT para a luta. Ao mesmo tempo em que mantem os trabalhadores desorganizados, também não chama a população para um debate sobre a privatização dos Correios.

Entretanto não desista trabalhador! Não deixe sua revolta contra a privatização e os péssimos salários acabar por causa de um sindicato falso, atrelado ao Estado e dominado por partidos políticos. Se organize a partir de seu local de trabalho. Converse com o pessoal, se organize e lute! Vamos fazer na prática a luta sindical de verdade com solidariedade e união, livre de partidos e interesses estranhos a classe trabalhadora.

FORMEMOS NÚCLEOS E SEÇÕES SINDICAIS AUTÔNOMAS NOS LOCAIS DE TRABALHO!

Núcleo dos Trabalhadores em Comunicação-SINDIVÁRIOS-SP- FOSP/COB-AIT

‘MÃES DE MAIO’ PEDEM JUSTIÇA

 

Em Maio de 2006, após os ataques do PCC ao governo em todo o Brasil, a polícia mostrou – mais uma vez – que o fascismo e a repressão estão ainda  e cada vez maiores e mais fortes contra os mais pobres. A forma de resposta do Estado aos ataques do PCC foi a intensificaçãoda ação de grupos de extermínio, como justiceiros, que atuaram nas periferias, invadiram favelas, procurando ‘culpados’ pelos ataques. Em seguida a visita desses esquadrões da morte do século 21 chegava a própria polícia, fazendo o rescaldo.

 

O resultado não poderia ser diferente:mais de 500 pessoas assassinadas e outros centenas de jovens foram presos, a maioria negros. Posteriormente foi visto que quase todos os mortos e detidos eram trabalhadores sem nenhuma ficha polícial, inocentes sem nenhum envolvimento com os crimes foram covardemente assassinados pelo Estado fascista.

 

Dessa tragédia nasceu a organização as MÃES DE MAIO, mães desses jovens, inocentes vítimas da insensatez estatal. Elas pedem justiça! Denunciando e protestando contra o Estado rascista, pedem a solidariedade e apoio de toda a classe trabalhadora. Afinal essa injustiça poderia acontecer com qualquer um, com seu próprio filho. Não acredite na mídia! A polícia não é a solução para a questão social: só são atingidos os filhos mais pobres do proletariado, na guerra constante do Estado contra a classe trabalhadora.

 

TODO APOIO À LUTA DAS MÃES DE MAIO!

LUTE CONTRA A MILITARIZAÇÃO DA SOCIEDADE!

CONTRA O FASCISMO E AS RAZÕES DE ESTADO!

SOLIDARIEDADE, UMA VOZ QUE NÃO SE CALA!

 

Comitê de Solidariedade, Luta e Auto-Defesa Anti-Fascista-FOSP/COB-AIT

Q.A.P. TOTAL!

 

Vigilantes e porteiros vem tendo seus direitos roubados, traídos por esses ‘sindicatos’, que não nos representam, e fazem negociatas levando a perdas para toda a categoria. Temos, por exemplo, as ‘guaritas’, só para termos uma idéia, há dez anos atrás um vigilante ganhava 10 Salários Mínimos, Hoje não ganha nem dois (2)... Os porteiros tinham um salário de referência mais baixo, mas todos faziam horas extras obrigatórrias e com isso conseguiamos uma melhor remuneração.

 

Com a nova lei que em escalas, sem a realização de horas extras, o que obriga os porteiros e vigilantes a trabalharem em escalas de 12x36, ou 08 horas/dia 5x2. Mas ao retirar as horas extras a nova lei não se preocupou com a questão social dos trabalhadores, reduzindo drasticamente os vencimentos dos trabalhaores – na  odem de 50% de redução. Com isso trabalhadores que já estavam no mesmo trabalho há 10  ou 20 anos, de uma hora para outra, tiveram  uma brutal queda no seu nível de vida e no de suas famílias.

 

O objetivo dessa lei não foi favorecer os trabalhadores nem os condominos e usuários de nossos serviços, o único objetivo foi gerar mais a taxa de lucros das empresas contratantes, aumentando a rotatividade da mão de obra. Mesmo que, por um lado, tenham se aberto novos postos de trabalho, o fato é que com essa política salarial não conseguimos sustentar nossas famílias. O pessoal fica obrigado a ter dois empregos, a fazer bicos, a trabalhar em duas empresas com duas jornadas somadas. Com isso ficam mais cansados e estressados, com prejuízo para o serviço – que requer atenção constante. Com isso perdemos toda possibilidade de manter uma vida familiar ou social, para manter mínimas condições de vida e uma melhor remuneração.

 

Tudo isso está gerando diversos problemas em diversos condomínios e empresas, aumentando o risco para os clientes. Sendo assim ninguem está ganhando com essas mudanças. Apenas as empresas e o governo – com o aumento dos lucros e arrecadação de impostos – é que lucram com tudo isso!

 

Temos que nos unir, porteiros e vigilantes, para reivindicar melhorias nos salário, benefícios e condições de trabalho e pela Redução da Jornada de Trabalho, sim, MAS sem redução salarial!

 

PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO PARA 30 HS/SEMANAIS, 6 HS/DIÁRIAS, SEM REDUÇÃO SALARIAL!

 

Núcleo dos Trabalhadores de Segurança-SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT

 

PRESO NO TRÂNSITO

O caos nos transportes públicos na cidade de São Paulo já é  normal para todos os usuários. Vemos e sentimos a falta de uma política séria para o transporte da massa de trabalhadores que se utilizam dos transportes coletivos. Tanto oo governos municipal e estadual brincam de trenzinhos e onibusinhos, fazendo de tudo para enganar a população com falsas expectativas.

 

O Metrô de São Paulo já não dá mais conta de tanta gente para transportar e isso porque, diz o governo, que adquiriu vários trens com aumento de capacidade de transportar mais usuários, só que os trens já chegaram com atraso, o aumento da população é maior do que a capacidade de transporte, com isto sofremos todos os dias para trabalhar, ir para escola, passear, etc... A hiper-lotação dos trens do Metrô, trens e ônibus nos horários de pico é cotidiano para a população, nos horários de vale os trens andam lotados, com falhas constantes. Como a de um trem da linha-3 vermelha, do Metrô (Palmeiras/Barra Funda – Corinthians/Itaquera), reformado recentemente por um  consórcio franco-canadense, com um cabo  solto batendo nos equipamentos sob o trem, parecendo explosões para os que se encontravam nele. Isso devido a um erro de projeto na alta voltagem que alimenta o trem, pondo em risco milhares de usuários no interior do mesmo.

 

  

 

Isso demonstra o sucateamento nas reformas e na aquisição destes novos trens, e os velhos trens que são forçados a mais viagens, sem a devida manutenção preventiva, tem ainda o intervalo reduzido.

 

Enquanto isso, os trabalhadores do Metrô se digladiam entre si, para colher as sobras que o governo do estado lhes reserva: com horas extras cansativas em demasia, ainda trabalham em suas folgas; aumento das jornadas de trabalho - escala de 36 horas aumentando para 40 horaspara os novos contratados; planos de carreira que não levam a lugar nenhum. E o que vemos são os trabalhadores, aceitando de cabeça baixa, pela média de idade avançada, perto da aposentadoria, dos funcionários mais antigos; e o novos, depois de passarem muito tempo desempregados, desmotivados para encararem uma luta árdua e contínua. O diretoria do sindicato, com as mão amarradas por ter sido eleita há pouco tempo e com medo de perder a mamata que conseguiram com promessas que nunca se firmarão.

 

E o Metrô, é só um exemplo do que se passa com o transporte público na cidade de São Paulo, ou melhor dizendo do Brasil.

 

POR UM TRANSPORTE PÚBLICO BOM, MAIS BARATO E TOTALMENTE INTEGRADO!

 

Núcleo dos Trabalhadores do Transporte-SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT