Grupos

 

Manifesto encaminhado para a direção da FFMercantil, seus representantes comerciais e distribuidores e também distribuído em manifestações de SOLIDARIEDADE aos operários texteis mineiros.


APOIE! SE SOLIDARIZE! ENVIE E-MAILS PARA A EMPRESA! DIVULGUE!
A SOLIDARIEDADE É UMA ARMA QUENTE!

http://www.grupos.com.br/blog/sindivariosspfospcobacatait/


MANIFESTO DE APOIO AOS TRABALHADORES DA FF MERCANTIL DE MINAS GERAIS

A FF Mercantil, empresa de Araxá-MG responsável por produtos da marca brasileira Finta e da italiana Lotto, mantém seus empregados sob um regime de trabalho extremamente precário e adota diversas medidas para impedir que eles se organizem para resistir à sua exploração: os trabalhadores não recebem insalubridade, são expostos a calor excessivo, ganham menos que um salário mínimo e muitos são vítimas de humilhações, perseguições e chantagens.

A última manobra de perseguição por parte da patronal ocorreu no dia 22 de março, com a demissão de Ícaro Poletto, membro do Sindivários-Araxá, associado à Federação Operária Mineira, que se esforçava junto aos seus companheiros para lutar por seus direitos. Os funcionários que não se renderam ao assédio da patronal seguem sofrendo represálias.

A FF Mercantil está ligada à Filon Confecções na cidade de São Paulo. Não sabemos quais são as condições em que os trabalhadores da Filon se encontram, mas dificilmente elas são diferentes das encontradas em Araxá, já que ambas trabalham sob a mesma lógica, a lógica do Capital, a qual sempre se sobrepõe aos direitos do indivíduo e ao bem-estar do trabalhador, constantemente sacrificados para a maximização do lucro. O SINDIVÁRIOS-SP, ligado a Federação Operária de São Paulo(FOSP), Seção paulista da Confederação Operária Brasileira(COB), se solidariza com os trabalhadores de ambas as empresas e propõe a organização de sindicatos livres, unidos por laços federativos, para que lutemos de maneira conjunta contra a exploração.

Exigimos que nosso companheiro seja readmitido, que a política de represálias contra a livre organização dos trabalhadores tenha um fim e que sejam atendidas as reivindicações dos trabalhadores de Araxá, descritas a seguir:
- Redução da jornada de trabalho para 8 horas;
- Adoção da semana de trabalho inglesa (de segunda a sexta);
- Pagamento dos adicionais por insalubridade;
- Acordos sobre participação nos lucros;
- Instalação de aparelhos para diminuição do calor no interior da fábrica;
- Respeito à liberdade de organização dos trabalhadores.

BOICOTE A LOTTO E A FINTA!


NÃO COMPRE PRODUTOS FEITOS SOBRE TRABALHO SEMIESCRAVO!


PELA READMISSÃO DE ÍCARO POLETTO!


PELA LIBERDADE DE ORGANIZAÇÃO SINDICAL!   

                                                                                                                                        
TODO APOIO AOS TRABALHADORES DA FF MERCANTIL!

 

São Paulo, 4 de Junho de 2011.

 

Renato Carvalho

Pelo Secretariado do

SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT

Comentários