Grupos


Mais de 8,6 milhões de brasileiros estão inscritos para o Enem 2016. O maior teste educacional do país foi criado em 1998 com o intuito de avaliar a qualidade do ensino no Brasil.
Atualmente, além do objetivo principal, ele também é utilizado como porta de entrada para universidades públicas e privadas, através de programas como o Sisu 2019, ProUni e Fies.
Para fazer a inscrição no Sisu 2019 e em outros programas citados acima, você deve ter atingido uma nota mínima no Enem, após isso, acesse o site de cada um e confira mais informações.
Por ser uma prova tão complexa e extensa, muitas dúvidas surgem e nem todas são verdadeiras. Acompanhe uma lista de mitos e verdades, assim como o local de prova do Enem sobre o Exame Nacional do Ensino Médio que ocorre entre os dias 5 e 6 de novembro.

Lista de aprovados

Diferente dos vestibulares convencionais, onde são divulgadas listas dos candidatos selecionados no processo, no Enem os inscritos não são aprovados e podem acessar as informações pelo site enem.inep.gov.br.

Mitos e Verdades do Enem

O Ministério da Educação (MEC) divulga depois de dois meses do exame as notas obtidas nas provas. Elas sim podem ser utilizadas para ingressas nas universidades.

Pode ser usado nos sistemas de cotas

Isso é uma informação falsa sobre a avaliação, uma vez que a lei de cotas beneficia apenas alunos que estudaram integralmente em escola pública durante o ensino médio.
Pela legislação também são descartados estudantes de instituições particulares, os bolsistas, e quem concluiu o ciclo via Enem.

A nota do Enem substitui o vestibular

Algumas instituições de ensino superior estão adotando o Enem como avaliação para ingresso, então esse dado é verdadeiro. Mas isso não exclui a necessidade de prestar vestibular em algumas universidades, que ainda realizam seleções especificas.

Não é permitido levar celular para a prova

O estudante até pode levar o aparelho para a sala de aula, mas ele será lacrado, desligado e sem a bateria, na entrada. Outros objetos como relógios e calculadoras costumam ser lacrados também, a utilização destes itens pode acarretar na eliminação do candidato.

O Inep vasculha as redes sociais

Isso realmente acontece visando evitar fraudes e vazamentos das provas do Enem. A medida já é adota há algumas edições da prova, alguns candidatos se arriscam em tirar selfies na sala de aula e até mesmo do exame. Caso o MEC detecte alguma postagem considerada suspeita, o candidato pode ser eliminado.

Se você esquecer de preencher a cor da prova pode ser eliminado

Essa informação é válida e está especificada no edital do Enem. Obrigatoriamente os participantes devem preencher o cartão de respostas com a cor da capa e transcrever a frase do caderno de provas.
Mas, só são eliminados aqueles que não completam os dois campos, então deixar de marcar a cor e mesmo assim escrever a frase não garante que o estudante seja eliminado.

As notas variam para cada candidato

Se você acertou a mesma quantidade de questões que algum amigo e mesmo assim obteve notas menores, não se preocupe. Isso acontece porque a pontuação para uma determinada questão depende do número de candidatos de a acertaram.
Basicamente, é uma questão que poucos participantes marcaram a certa e por isso ela tem peso menor comparada a uma com maior número acertos.

O certificado do ensino médio pelo Enem pode ser usado no ProUni

Sim, isso é possível e conforme as regras do Programa Universidade para Todos, aqueles candidatos que obtiveram certificado de conclusão por meio do Enem e que atendem a pré-requisitos de renda podem concorrer a bolsas parciais ou integrais em instituições particulares de ensino superior.

Para obter o certificado é preciso escolher uma instituição

Como existe a possibilidade de obter um certificado de conclusão do ensino médio pelo Enem, o candidato que desejar tê-lo deve solicitar a certificação e escolher uma instituição que passará o diploma. No edital do exame são listas as instituições aptas a fornecer a certificação, a maioria são institutos federais.